• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Faz Tudo

chevron_left
chevron_right

Antes de viajar, coloque uma moeda no copo!

Esse truque simples pode te livrar de uma contaminação alimentar.

Bruno Oliveira Publicado: 02/11/2022 09:36 | Atualizado: 02/11/2022 10:07

Você já voltou de uma viagem longa e desconfiou que alguma comida do congelador estava estragada? Se houve queda na energia nesse meio tempo, pode ser que isso tenha ocorrido. Neste artigo nós vamos te explicar porque colocar uma moeda num copo com gelo antes de viajar pode te salvar dessa!

 

O teste da moeda no copo com água

Antes de viajar

Antes de mais nada, você precisa ter um copo com água congelada e uma moeda. Sendo assim, coloque a moeda na superfície do copo e deixe-o dentro do congelador, antes de sair de viagem. É apenas isso.

Atenção: explicaremos os detalhes mais adiante neste artigo, mas por ora é importante saber que, ao realizar o teste na sua casa, é indicado usar um copo de plástico e não de vidro (como fizemos). Dessa forma você evita que o copo quebre e cause acidentes.

 

Ao voltar de viagem

Quando você retornar de viagem, observe se a moeda continua na superfície, como você deixou. Se ela se manteve na superfície, significa que não houve degelo do freezer e os alimentos permanecem seguros para consumo.

Caso contrário, se a moeda está no meio ou ao fundo do copo, significa que o seu freezer descongelou e não é possível saber por quanto tempo. Portanto, nesses casos, o mais indicado é que você não consuma os alimentos que ficaram lá dentro durante o período da sua viagem.

 

Porque não se deve usar vidro no congelador

De acordo com estudo divulgado pela Unesp, assim como outros materiais, o vidro passa por um processo de dilatação quando levado à temperaturas extremas:

“No caso do copo, a camada de vidro interna aquece e dilata antes da camada de vidro externa ter se aquecido o suficiente para sofrer a mesma dilatação. Por isso a camada de vidro interna empurra a camada externa e o copo se quebra.”

Contudo, esse efeito também acontece em temperaturas muito baixas, só que nesse caso é a água que expande, como divulgado em artigo publicado no site El País:

“Normalmente , as substâncias quando congeladas ocupam menos espaço, mas a água ocupa mais porque sua estrutura é hexagonal, o que significa que há menos moléculas do mesmo volume.”

Em outras palavras, enquanto a água se transforma em gelo, ela aumenta de tamanho dentro do copo, podendo aplicar uma força que seja capaz de quebrar o vidro.

 

Porque não devemos consumir alimentos que foram descongelados indevidamente

A temperatura dos alimentos é de extrema importância para manter o controle dos microrganismos presentes tanto no alimento quanto no ambiente que ele se encontra armazenado.

Logo, levando em consideração que você não pôde acompanhar o tempo que os alimentos foram mantidos em uma temperatura muito baixa, eles podem ter desenvolvido bactérias que são prejudiciais para a saúde.

 

O que a galera achou desta dica

Os seguidores do Almanaque SOS contaram pra gente o que eles fazem quando precisam “abandonar” a geladeira por muito tempo em casa:

“Eu pego uma garrafinha pet com água até a metade e coloco ela pra congelar na horizontal. Depois de congelada eu deixo ela na vertical no freezer. Se a água descer toda pro fundo, é porque descongelou em algum momento.”, explica Lorena em nosso Instagram.

“Quando é viagem de final de semana eu só me programo pra esvaziar a geladeira, mas se é mais longa não faço compra e zero tudo na geladeira e freezer.” disse Leli Assis em nosso TikTok.

“Meus alimentos só não são próprios para consumo se estiverem cheirando mau. Se estiver de boa a gente come mesmo. Tá tudo muito caro pra jogar fora.”, lamenta Sofia Ferraz em nossa página no Facebook.

“Eu achei que ia ser uma simpatia ou um hack de viagem, mas foi realmente uma dica útil. Difícil ver isso hoje em dia. 😂”, conta Vítor em nosso canal no Youtube.

Caso você queira se aprofundar no assunto, confira nosso artigo que te ensina como congelar, de forma correta, 15 alimentos que você provavelmente nem imaginava que era possível.

Fonte(s): Faculdade Atenas, FoRC
Bruno Oliveira
Atleta virtual, jornalista, podcaster e gamer de esquerda nas horas vagas. Acredita piamente na capacidade do ser humano de ser melhor, sempre. Dog person e pernambucano, observa o mundo em camadas.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui