• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Usar papel higiênico não é a melhor opção para sua higiene íntima, alertam especialistas

Para as mulheres é ainda pior!

Depois de descobrirmos que até o “número 2” nós fazemos da forma errada, uma outra informação cai como uma bomba na nossa vida.

De acordo com especialistas, além de não sabermos fazer cocô da maneira certa, ainda estamos nos limpando de uma forma completamente equivocada.

Você tá me zoando?

Não tem nada mais rotineiro que limparmos nossa região intima com papel higiênico após uma bela aliviada no banheiro. Porém, essa não é a maneira ideal de praticarmos essa higienização, pelo menos é o que afirmam os especialistas.

De acordo com a ginecologista da Faculdade de Medicina da USP, Dra. Márcia Araújo, em entrevista ao UOL, o primeiro motivo para o uso do papel higiênico não ser o mais recomendado é pelo simples motivo de que ele não limpa realmente toda a região.

E na tentativa de fazer um “trabalho bem feito” muitas pessoas costumam esfregar o papel, esquecendo-se que ele foi criado, como relembra a doutora, unicamente para secar e tirar os excessos e não para realmente fazer uma limpeza 100% eficiente do local.

Sendo assim, o papel pode muitas vezes arranhar a região e acabar ferindo a pele. Uma forma de entender isso na prática é esfregando o papel higiênico nos lábios, rapidamente vai perceber que a boca fica sensível. O mesmo acontece lá embaixo.

Além disso, a especialista ainda adverte quanto as possíveis alergias que o produto pode causar, devido ao produtos químicos que são utilizados em sua fabricação. Segundo ela, quanto mais estampas, desenhos ou perfume tiver o papel, mais nocivo à saúde ele será.

“Existem até casos em que os produtos branqueadores do papel, os alvejantes, causam irritação”, afirma a doutora.

Isso para as mulheres pode ser ainda mais perigoso.

Um perigo às mulheres?

Conforme noticiou o site Vix, o o ginecologista e obstetra Dr. Paulo César Giraldo, professor da UNICAMP, afirma que todas essas complicações são ainda piores para as mulheres.

Diferente dos homens, que possuem uma certa distância entre o ânus e o buraquinho da uretra, nas mulheres a proximidade entre a vagina e o reto torna muito mais fácil de, no movimento de se limpar, levar bactérias de um lugar para o outro, o que pode causar uma série de complicações, como inflamações, corrimento ou até infecção vaginal.

Segundo a ginecologista Dra. Bárbara Murayama, em entrevista ao site Só Delas, também não podemos esquecer que o material de que é feito o papel costuma esfarelar, ou seja, soltar pequenos pedacinhos que podem ficar presos na vagina e causar infecções ou irritação.

Mas então, como fazer?

Tanto para os homens quanto para as mulheres, os especialistas recomendam, sem sombras de dúvidas, fazer a higienização do local com água. Ou seja, deu a descarga, já liga a ducha. Ou o chuveirinho, nesse segundo caso o papel higiênico entra depois, para apenas secar (sem esfregar).

Além de não machucar, essa é a única limpeza que efetivamente vai limpar toda as fezes e urina que possam estar alojadas na região. Porém, mulheres não dariam conta de tomar banho toda vez que fizessem xixi e a gente bem sabe que de vez em quando rola um cocôzinho na firma. E agora?

Tenha em mente que se você escolher um papel higiênico neutro, sem perfume e com estampas suaves (ou sem estampa), o que fará mal realmente é como usamos o produto. Então lembre-se de não esfregá-lo na região. Ás mulheres especificamente, outro cuidado deve ser tomado na hora de passar o papel.

O movimento recomendado é sempre de frente para trás, para evitar trazer bactérias da região anal para a vulva” – aconselha Dra. Murayama.

Muitos sites recomendam como substituto do papel o uso de lenços umedecidos, os mesmos usados em bebês, pois a umidade e a textura suave ajudaria a limpar com mais eficiência a sujeira.

Porém, como Dr. Giraldo alerta, há alguns ginecologistas que são contra a prática pois alegam que o lencinho pode ter mais componentes químicos que o papel, além de retirar a camada protetora da mucosa vaginal.

Na dúvida, pergunte ao seu médico qual a maneira mais indicada. No desespero, use o papel higiênico, sem esfregar e tome um banho assim que chegar em casa!

Fonte(s): UOL, VIX, UOL, Is It Bad For You, Sò Delas
Redação - Almanaque SOS
Desvendando o dia a dia. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui