• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Umami: o “novo” (e delicioso) gosto reconhecido pela ciência

Depois do doce, salgado, amargo e azedo, descubra o maravilhoso universo do quinto gosto!

Todo mundo consegue reconhecer se um alimento é amargo, doce, salgado ou azedo, mas o que poucos sabem é que além desses 4 gostos básicos reconhecidos pelo nosso paladar, existe mais um: o umami!

humm_sososlteiros

Descoberto por cientistas japoneses e reconhecido pela Universidade de Miami, o umami nada mais é que um gosto combinado por três substâncias – glutamato, inosinato, e gunilado. O melhor é que ainda pode ser bom para a saúde.

Mas como funciona?

Guardar o nome das três substancias é um pouco difícil, mas sentir o gosto do umami não é tanto assim. Toda vez que a gente come alimentos que contenham esses aminoácidos, o paladar reconhece uma sensação mais “aveludada” na boca, dando a impressão que existe um gosto mais denso, duradouro e saboroso dos alimentos.

(imagem: portaldoprofessor)

 

Por um bom tempo, os cientistas discutiram se o umami seria um gosto ou não, mas depois de pesquisas nas papilas gustativas, a dúvida se desfez. O “ gosto delicioso” como também é conhecido, além de ser um gosto básico, pode ser benéfico para a saúde, por deixar o prato mais saboroso com menos adição de sal, ótimo para hipertensos.

Onde encontramos o Umami?

O umami pode ser encontrado em alimentos que tenham aminoácidos, como: queijos envelhecidos, carnes, ervilhas, frutos do mar, ovo de galinha, feijão, em alguns legumes como tomate e cenoura, no leite materno, no cogumelo, ou até mesmo em combinações, como do molho shoyo com outros alimentos.

umami_0

comendocomosolhos

Reconhecendo “o quinto gosto”

Primeiro você precisa saber que gosto é diferente sabor. O gosto está ligado ao nosso paladar e o sabor está relacionado ao paladar somado ao aroma dos alimentos, como o umami é um gosto, uma das formas mais fáceis para reconhecer é a seguinte:

  • Corte um tomate e coloque um pedaço na boca;
  • Mastigue lentamente;
  • Quando sentir o gostinho “ácido-doce”, você terá encontrado o umami!

A polêmica “síndrome do restaurante chinês”

url
Rola uma polêmica sobre a percepção desse gosto com a ajuda de conservantes, se é bom para a saúde ou não, por conta do glutamato monossódico – um dos componentes do umami, que pode ser encontrado nos temperos utilizados em comidas orientais, como aqueles em pó ou de cubinhos.

O alerta faz sentido, pois esse tipo de tempero, quando em excesso, pode causar palpitações, dormência, dores de cabeça, entre outros sintomas, porém até agora nada foi de fato comprovado que o mal-estar venha do glutamato. É um debate que está durando já há alguns anos na China, conhecido como “síndrome do restaurante chinês”.

Na dúvida, melhor estimular o quinto gosto com os alimentos naturais – e que não são poucos! Que tal começar hoje a sua aventura nesse maravilhoso universo do novo e delicioso sabor Umami. Não é gordice, é ciência!

 

Fontes: Folha de S. Paulo | Gnt | Instituto Federal Catarinense | Portal Umami | comendocomosolhos

Kelly Christi
Cronista, jornalista, criadora do blog literário Pequenos Deleites, curiosa, louca por livros e sem paciência com paranoicos.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui