• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

Todas querem Linda Perry!

Famosa pelo hit “What’s Up”, dos anos 90, é dona de outros vários sucessos da nova geração, só que nos bastidores.

Linda Perry

Se você cresceu nos anos 90 provavelmente está ficando velho… brincadeira, provavelmente gritou muito na frente da televisão toda vez que Linda Perry, da extinta banda 4 Non Blondes, puxava o refrão do hit “What’s Up”. O que pouca gente sabe é que a contribuição da roqueira para a história da música vai muito além do primeiro e único álbum da banda. O aclamado Bigger, Better, Faster, More!

Linda Perry “What’s Up” 4 Non Blondes from Greg Conners on Vimeo.

Filha de mãe brasileira e pai português (É do Brasil! É do Brasil! É do Brasil ~trilha da vitória/Ayrton Senna~), ela escreveu/produziu alguns dos maiores hits da nova geração… mas para outros artistas. E não estamos falando bandas underground, mas sim de divas do pop. A história de Linda como produtora começa em 2001, quando uma jovem cantora deixou um recado caloroso gravado na sua secretária eletrônica.

Linda Perry e Pink

Fã de longa data do 4 Non Blondes, a cantora P!nk (que ainda estava no início de carreira), descobriu que frequentava o mesmo salão que a ex-namorada de Linda. Ela roubou o número da casa da artista e deixou um recado bastante passional, implorando para que elas fizessem uma parceria. Meio hesitante, Linda Perry aceitou o convite.

Naquele momento, a ex-vocalista do 4 Non Blondes estava se preparando para escrever o seu terceiro álbum solo. Ela havia acabado de comprar um monte de instrumentos eletrônicos para tornar o som do disco mais moderno. Linda resolveu dar para P!nk a primeiríssima música composta com os novos instrumentos. A canção “Get The Party Started” era pra ser só uma brincadeira e acabou virando um dos hits do ano. Quem nunca dançou isso na balada matinê?

A partir de então, as duas artistas começaram uma produtiva parceria musical. Linda resolveu adiar a própria carreira para se dedicar à produção de M!Ssundaztood álbum que consolidou P!nk no mercado.

Pink-Missundaztood-Frontal

No ano seguinte (2002), Linda aceitou trabalhar com Christina Aguilera no -safadíssimo- álbum Stripped.

Linda Perry Christina

Decisão que gerou muito desconforto em P!nk, já que ela não se dá com a cantora desde que trabalharam juntas na trilha de Moulin Rouge (Lady Marmalade) – POLÊMICA!! Veeeeeeeeeeee.e.e.e.eja! (lê-se como Nelson Rubens). Além de produzir o álbum, Linda Perry ainda deu de presente para Christina a música que se tornou um dos maiores hits de sua carreira –”Beautiful“.

Linda voltou a trabalhar com Christina no álbum Back to Basics. Escreveu os singles “Hurt” e “Candyman” junto com a cantora.

Mas antes disso, ela foi contratada para produzir o álbum de duas outras loiras.

Quando o No Doubt resolveu dar uma pausa, Gwen Stefani decidiu explorar outros horizontes na indústria da música. No entanto, ela se viu meio perdida na hora de fazer a transição do rock/reggae para o pop. Junto com Linda Perry, Gwen escreveu o primeiro single de sua carreira solo. O dançante/chiclete “What You Waiting For?”.

Outra roqueira que procurou a ajuda de Linda Perry para se lançar em carreira solo foi ninguém mais, ninguém menos que Courtney Love.

Linda Perry e Courtney Love

A viúva de Kurt Cobain e vocalista do Hole ficou bastante amiga de Linda durante o processo de composição da música “Mono”.

Em 2008, ela ainda produziu “Superwoman”, de Alicia Keys.

Depois de trilhar uma das trajetórias mais brilhantes da indústria musical, hoje Linda Perry está mais focada nos seus próprios projetos. Ela montou a banda Deep Dark Robot e lançou o álbum 8 Songs About A Girl

Recentemente, ela também se casou com a atriz Sara Gilbert (que interpreta a Leslie em Big Bang Theory).

tumblr_m54c1vDM5f1qdo1u5o1_250

Recentemente, Linda disse que tem o desejo de trabalhar com Madonna. Ela não para! Vamos aguardar as cenas do próximo capitulo.

 

Quem você curtia e nunca mais ouviu falar? Comente!

 

Daniel Reytiens
Jornalista, documentarista e blogueiro. Nascido em Brasília, Daniel é apaixonado por música, televisão e cultura pop no geral. Também publica matérias no site "Tenho Mais Discos Que Amigos!".

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui