• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Teste simples para descobrir a validade do fermento

O seu fermento vencido ainda pode quebrar um galho, faça o teste.

Bruno Oliveira Publicado: 06/05/2022 09:46 | Atualizado: 06/05/2022 09:47

Fermento químico é um ingrediente vital em algumas preparações. Apesar disso, também é comum acabar não usando pode um bom período e ele passar da validade. Neste artigo, vou te mostrar um teste perfeito para te ajudar a descobrir se o fermento venceu mesmo ou se ainda dá pra usar. Vamos nessa?

O fermento químico tá vencido, e agora?

Você sabe que respeitar a data de validade é sempre o mais indicado para evitar dúvidas quanto a qualidade do produto e eventuais problemas. Porém, nem sempre o que está impresso na embalagem é exato, no que se refere especificamente ao fermento químico.

Para ter certeza que o produto está bom para uso, você vai precisar de um recipiente, água fervente e uma colher (chá) do fermento químico.

 

Agora vem a parte mais simples.

Separe no seu recipiente a quantidade de 1/2 xícara (chá) de água fervente e despeje nela 1 colher (chá) do seu fermento. Em seguida é só observar.

O pulo do gato é a relação do fermento em contato com a água fervendo. Se ele começar a borbulhar bastante significa que o seu princípio ativo ainda está funcionando perfeitamente, então pode usar!

Caso a reação com a água quente seja pouca ou nenhuma, realmente o melhor é descartar.

 

O teste da água quente funciona para todos os tipos de fermento?

Se essa for a sua dúvida, saiba que você não está sozinho. A Cris Bronzeado, assim como outros seguidores também levantaram essa questão em nossas redes:

“E no fermento biológico? Também [funciona]?”, perguntou em nosso Instagram.

A resposta é não, mas vamos entender melhor porque não funciona.

 

Qual é a diferença entre fermento químico e biológico?

Segundo o SBRT (Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas), o fermento biológico é composto por leveduras, enquanto o químico é feito à base de bicarbonato de potássio. Ou seja, a forma de ativação deles na prática é bem diferente. Enquanto fungos do fermento vivo (biológico) se alimentam da glicose da farinha de trigo para produzir o gás que ajuda a massa a crescer, no fermento químico, o mesmo gás é obtido em reações do bicarbonato de sódio com algum ácido.

O fermento químico ativa sua reação ao bater a massa, já as leveduras demoram um pouco a fazer esse trabalho e morrem antes de “crescer” se forem levadas antes do tempo, devido ao calor excessivo.

Esse é o motivo que em receitas com fermentação biológica, como pães e pizzas, é necessário esperar a massa crescer antes de começar a assá-la. Por isso que o nosso teste não funciona com o fermento biológico pois a água super quente mata as leveduras durante o processo.

Outro tipo interessante é o fermento físico. Esses tipos de fermentos não utilizam-se de processos de produção de gás químico nem biológico, mas também servem para gerar expansão em algumas massas e textura à algumas preparações na cozinha.

Alguns dos exemplos do fermento físico são a clara do ovo e o vapor d’água. No caso da clara, enquanto batida em neve incorpora ar e dá leveza a várias preparações. Já no caso do vapor, geralmente ele vem da água usada em algumas preparações. Por ocupar mais espaço do que quando está em forma de molécula d’água o vapor gera uma expansão natural ajudando a massa a crescer.

 

Como fazer o teste de validade com fermento biológico

Antes de mais nada precisamos distinguir o fermento biológico seco do fresco.

  • O fermento biológico fresco é aquele que vem em bloquinhos e precisam estar constantemente refrigerados;
  • Já o fermento biológico seco é aquele que vem em sachê, sequinho, que mais parece uma farinha grossa.

Testando o fermento biológico fresco

O teste do fermento biológico fresco é o mais simples, é só você verificar a textura dele. Corte um pedaço do bloquinho e tente amassar com os dedos, caso ele esfarele como uma paçoca, ainda está bom para uso, mas se ele tiver uma consistência mais barrosa como uma massinha de modelar, quer dizer que não serve mais e deve ser descartado.

Testando o fermento biológico seco

Segundo a Fermais, para testar o fermento biológico seco precisamos executar algumas etapas, separamos elas aqui para te ajudar:

  • Coloque 1/2 xícara de água morna em um pote ou vasilha. A água deve ser entre 43ºC e 46ºC (não pode ferver, lembra?);
  • Adicione 1 colher (chá) de açúcar na água e mexa bem com uma colher. Não pare de mexer até que o açúcar tenha se dissolvido completamente;
  • Polvilhe o fermento por igual sobre a mistura de açúcar e água. Mexa suavemente para misturar o fermento na água e aguarde 10 minutos;
  • Observe a sua mistura de fermento após os 10 minutos. Quando o fermento biológico está bom, ele faz com que a mistura dobre de tamanho. Se este for o caso, o seu fermento está bom e você pode usá-lo tranquilamente. Se não é hora de comprar um novo.

E sabia que você pode fazer o seu próprio fermento biológico? Ensinamos como fazer fermento natural em casa (a receita mais fácil!)

 

Fonte(s): Seminário Internacional de Educação no Mercosul, SBRT, Fermais, Dia a Dia Educação, Cozinha Técnica, Cozinha Técnica
Bruno Oliveira
Atleta virtual, jornalista, podcaster e gamer de esquerda nas horas vagas. Acredita piamente na capacidade do ser humano de ser melhor, sempre. Dog person e pernambucano, observa o mundo em camadas.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui