• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

Tem mais peças de Teatro em São Paulo do que séries na Netflix (25% são grátis!)

Número é 70% maior do que a quantidade de séries disponíveis no plataforma.

Já parou para pensar em quantas horas da sua vida você já dedicou a maratonar séries no sofá? Os apaixonados por esse tipo de produção certamente já viraram algumas (várias) madrugadas emendando um capítulo no outro.

É ótimo acompanhar as mais diversas histórias que podemos acessar até mesmo de nossos celulares, e de pijama. Mas também vale uma reflexão: até que ponto isso valoriza nossa cultura local, o quanto isso faz girar a economia pertinho da gente?

Nesse sentido, uma ótima alternativa de entretenimento é o teatro. Sim, eles continuam vivos e encantadores. Bem vivos, aliás. A Consultoria  JLeiva Cultura e Esporte fez um Mapeamento da Produção de Teatro em São Paulo durante 2018 e contatou que pelo menos 1.638 peças estiveram em cartaz na capital paulista.

Esse número é 70% maior do que a quantidade de séries disponíveis no catálogo brasileiro na Netflix, estimado em 950 no mesmo ano. Se alguém quisesse ‘maratonar’ todas as peças que circularam na cidade em 2018 seria necessário ficar acordado por quase duas mil horas seguidas.

“É o retrato de um setor pujante, que envolve milhares de profissionais e leva autores diversos – em grande parte, brasileiros – a espaços tão diferentes quanto shoppings e CEUs”, afirma João Leiva – diretor da instituição responsável pelo mapeamento.

Cia. do Tijolo

Outro dado importante levantado é que cerca de 25% do total de espetáculos foram gratuitos – isso representa mais de 400 peças teatrais absolutamente ‘na faixa’. Boa parte dessas peças gratuitas ocorreram nos 46 Centros Educacionais Unificados (CEUs) distribuídos pela cidade.

O mapeamento da JLeiva coletou guias de programação teatral e organizou informações importantes para identificá-las, como nome da peça, dos atores e diretores, local e quantidade de apresentações.

Dos bastidores até atuação e direção, o setor empregou diretamente mais de 8 mil profissionais na cidade distribuídos em 277 espaços de apresentação, que vão desde shopping e escolas a Centros Culturais e, obviamente, teatros. Esses espaços, se reunidos, seriam capazes de abrigar mais de 69.399 pessoas – quase 3 mil a mais que o estádio Morumbi.

As peças apresentadas são, no geral, mais voltadas ao público adulto: comédia e drama são os gêneros mais frequentes. Outro dado importante é que, dos 1.350 autores identificados, mais de 1.000 são autores brasileiros.

Cia. do Tijolo

Tudo isso mostra que o Teatro brasileiro resiste, a Arte brasileira resiste. A gente só precisa incentivar cada vez mais e mais essas produções, valorizando nossa cultura e contribuindo com a economia local. Que tal intercalar filmes/séries com espetáculos teatrais? Fica a dica.

Ah, e se você é ou conhece alguém do universo teatral e quiser contribuir com o Mapeamento de 2019 é só acessar o questionário por esse link

Fonte(s): JLeiva, Prefeitura de São Paulo
Daiane Oliveira
Redatora, feminista e mãe. Discute religião, política, sexo e hábitos sustentáveis. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui