• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

“Torn”: Mega hit dos anos 90 renasce em meio a polêmica

20 anos depois do lançamento, a música voltou a virar notícia.

Uma pausa nas dicas, estudos e artigos de comportamento para falarmos sobre algo que envolve a nossa memória afetiva.

Se você já curtia ouvir um som no seu walkman, lá nos anos 90, provavelmente se lembra da música “Torn“, que lançou Natalie Imbruglia para o mundo.

Pois vinte anos após o lançamento do mega hit, um usuário do Twitter jogou na rede uma curiosidade bombástica sobre a canção, capaz destruir a nossa infância em segundos.

Prepare-se… LÁ VAI!

“3 fases que toda criança dos anos 90 passa:

1- Aniversário de 18 anos.

2- Aniversário de 21 anos.

3- O dia em que descobre que a música “Torn” da Natalia Imbruglia é um cover.”

Isso mesmo, aquela música de batidinha gostosa que tocava na novela “Corpo Dourado” já havia sido gravada anteriormente. E não apenas uma, mas duas vezes!

De acordo com o site NME a música foi escrita em 1993, pela banda de rock de Los Angeles Ednawsap, e neste mesmo ano foi traduzida e gravada pela cantora dinamarquesa Lis Sørensen, retitulada como ‘Brændt‘ (“queimado” em dinamarquês).

Só em 1995 que os caras da Ednawsap decidiram gravar sua composição, agora dando à música um ar um pouco mais sombrio, com riffs e um vocal poderoso.

Então chegou 1997 e finalmente “Torn” ganhou aquela que seria a mais famosa das versões, na voz de Imbruglia, com uma melodia doce e contagiante que rendeu mais de uma milhão de cópias, apenas no Reino Unido.

Ainda no Twitter, diversas pessoas relataram o estado choque que ficaram após a notícia.


– Não é nada pessoal, mas meio que te odeio agora.


– Esse é o único assunto que meus amigos estão discutindo hoje, você abalou profundamente a estrutura de todas as pessoas que conheço.


– Perdi minha fé. Estou surpreso que ninguém tenha dito isso ainda.

Pois é, quem diria… Vale lembrar que outro grande hit das paradas internacionais também teve um mistério revelado há pouco tempo. Acredite se quiser, mas Ragatanga, da girl band brasileira Rouge, na verdade é uma cópia “mal feita” de uma música americana. Entenda melhor aqui.

Depois de todo esse choque de realidade, seria muita maldade revelar que “Vou de Táxi” da Angélica também é um cover?

Fonte(s): NME
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook e Instagram .

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui