• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

A “Síndrome da Bunda Morta” é uma nova preocupação entre os médicos

Parece piada mas é sério. Saiba se tua bunda já morreu e como ressuscitá-la.

Na disputa para saber qual era o mais prejudicial, trabalhar sentado se mostrou muito pior à nossa saúde que trabalhar em pé o dia todo.

E para não restar dúvidas desse fato, um novo problema relacionado à sentadinha nossa de cada dia (no sentindo puritano) ganha destaque entre os especialistas: a “síndrome da bunda morta”.

Também conhecida como “amnésia do glúteo”, a síndrome se dá quando o músculo mediano, um dos três músculos mais importantes da região dos glúteos, para de “funcionar” corretamente.

Com um músculo a menos para ajudar no esforço que nosso corpo faz para estabilizar a pelve, outros músculos tentam compensar esse desequilíbrio, o que provoca dores nas costas, no quadril e problemas nos joelhos e tornozelos, revelou Kristen Schuyten, fisioterapeuta da Michigan Medicine em entrevista à CNN.

E sabe o que faz teu músculo mediano não funcionar corretamente e dar início à essas complicações? Ficar muito tempo sentado ou não “malhar” o bumbum. Se safou dessa, hein, Gracyanne?

Andrew Bang, quiroprático no Cleveland Clinic’s Wellness Institute, afirma, também à CNN, que apesar de parecer piada, casos de pacientes com dores causadas pela “síndrome da bunda morta” são bastante comuns.

Segundo Bang, ao contrair um músculo, um sinal é enviado para que outro automaticamente relaxe. Quando estamos sentados, os músculos dos glúteos permanecem relaxados, inativos e com o passar do tempo, estamos quase que treinando-os para serem cada vez mais fracos, estimulando o aparecimento dos sintomas da síndrome.

O profissional ainda alerta que a “amnésia dos glúteos” também pode ocorrer em pessoas ativas, mas que não desenvolvem os músculos do bumbum corretamente. Como exemplo, ele cita os corredores de maratona que, apesar de praticarem o esporte, costumam desenvolver a síndrome.

Será que minha bunda está morta?

Andrew Bang ainda revela duas formas de descobrir se as dores que você possivelmente vem sentindo são provenientes dessa síndrome.

A primeira delas é um exercício realizado pelos especialistas, onde o paciente, em pé, levanta uma das pernas para frente. Se o quadril inclinar um pouco para o lado da perna que foi levantada, é sinal de fraqueza nos músculos do glúteo.

A outra maneira é observar a curvatura da lombar (parte inferior das costas). Segundo o profissional, é normal que a coluna forme um “S”,  mas se for acentuada demais é sinal de que a falta do músculo mediano no glúteo sobrecarregou os músculos do quadril, que empurram a pelve para frente, causando a lordose.

Normal | Lordose

Como evitar a morte da bunda

A fisioterapueta Kristen Schuyten indica às pessoas que trabalham sentadas, fazerem pequenos intervalos durante todo o expediente. Levante, se alongue, caminhe um pouco, nem que seja em volta da sua mesa.

A profissional aconselha fazer essas atividades com regularidade, usar aplicativos ou até o alarme do celular para te lembrar de levantar um pouquinho.

E para quem treina, Bang diz para não esquecer de focar o bumbum. Junto com agachamento e pontes, abdução do quadril no solo é um bom exercício para somar a rotina de exercícios, explica o especialista.

– Vamos todos cuidar da nossa saúde e começar essa linda campanha: #NaoDeixeSuaBundaMorrer.

Fonte(s): Nameless TV - Facebook, CNN
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui