• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Da Coxinha ao Hambúrger: Como harmonizar 7 gulodices populares com Vinhos

Vinho com pipoca, pastel, frango à passarinho e até pão com mortadela.

Quando a gente ouve alguém falando em “harmonizar o vinho”, ou seja, combinar a bebida com alguma comida, logo pensamos em degustá-lo com algum “pão ucraniano com azeitonas pretas dos alpes suíços”, né?

Mas aí que entra o sommelier Rodrigo Bertin, fundador do Vinho+, um projeto que visa acabar com a imagem elitista da bebida. O especialista indicou para o SOS, 7 amadas gulodices populares que ficam ainda mais deliciosas se combinadas com o vinho certo.

 

1. Coxinha

Nossa amada coxinha, na realidade, é a união de duas delícias. A massa frita e o frango com catupiry. De acordo com o profissional, por conta dessa mistura, o recomendado é beber um vinho adstringente, que vai limpar toda a gordura da boca.

O ideal seria um vinho tinto jovem, como um Carménère ou Shiraz. Se o vinho for muito encorpado, o catupiry e o frango “não aguentariam”, alerta o profissional. Para saber o que é um vinho leve, médio corpo ou encorpado, clique aqui.

 

2. Pipoca

Quem disse que não podemos tomar vinho com uma pipoquinha, hein? Perdeu, Guaraná!

Segundo Bertin, o vinho que mais vai combinar com a pipoca seria um bem leve e fácil de beber. O profissional revela que como normalmente comemos pipoca vendo um filme, série, um vinho mais encorpado poderia atrapalhar sua atenção.

“A pipoca é um pouco oleosa e salgada, se você utilizar um branco não muito aromático (ex: Chardonnay) ou um tinto leve (ex: Pinot Noir) você vai conseguir a harmonia necessária e tornar sua diversão ainda maior.”

 

3. X-Burguer

O hambúrguer é um bem bolado de tudo que a gente ama que varia muito de acordo com seu preparo, mas normalmente a carne, queijo, pão, salada e outras gorduras estão sempre presentes.

Por este motivo, o profissional informa que o vinho que mais vai combinar com essa refeição é um vinho tinto bastante frutado e intenso, sem a presença de madeira, como um Malbec ou um Cabernet Sauvignon, por exemplo.

 

4. Pastel

Mais um prato que depende muito do recheio para harmonizar, porém, para facilitar vou indicar um vinho como se você fosse comer uma porção mista com vários sabores.“, adianta o especialista.

De acordo com o sommelier, a gordura da fritura pode ser retirada de nossa boca por acidez, adstringência ou borbulhas. Nesse caso de porção mista, ou seja, vários tipos de recheios e gorduras, o indicado seria um vinho tinto médio corpo (como Merlot ou Carménère) ou um espumante Brut branco ou rosé, onde ambos funcionariam como “coringas” de harmonização.

 

5. Peixe frito

O peixinho frito faz bastante sucesso nesse mundão e, segundo o profissional, um vinho que tem estrutura suficiente para aguentar o peso da fritura e que harmoniza perfeitamente com o alimento seria o Chardonnay.

 

6. Frango à passarinho

Mesmo que engordure a taça, você pode se jogar! Bertin explica que carnes brancas, como o frango, não caem muito bem com vinhos muito encorpados, porém, a bebida deve ter tanino (substância que causa aquela sensação de “amarrar” a boca) suficiente para “limpar” a gordura da fritura.

O profissional indica que vinhos feitos com a uva Tempranillo são uma ótima opção!

 

7. Pão com mortadela

Fala se não é a cara da riqueza da desconstrução comer um pãozinho com mortadela e uma tacinha de vinho? Por ser um sanduíche de sabor muito intenso, o sommelier revela que um vinho com bastante estrutura seria a combinação perfeita.

“O Cabernet Sauvignon tem a estrutura perfeita para harmonizar com o sabor pujante do pão com mortadela.” – explica o especialista.

Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui