• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Receita ‘milagrosa’ cura diabetes em 5 minutos; será?!

Cuidado com ‘milagres’ que colocam sua saúde em risco.

A diabete, grupo de doenças que resultam em muito açúcar no sangue, requer muito cuidado. Principalmente por conta da restrição aos alimentos açucarados, que fazem tanto sucesso no Brasil.

Um levantamento citado pelo governo, diz que 18% dos brasileiros consome doces cinco dias por semana, o que explica o motivo de sermos o 4º maior consumidor de açúcar do mundo. O problema desses dados é que, segundo o Ministério da Saúde, entre 2006 e 2016, o número de brasileiros com diabetes aumentou 61,8%, atingindo 8,9% da população.

E quanto mais diabéticos, mais soluções milagrosas surgem na internet. Basta zapear um pouquinho, milhares de receitinhas que prometem reduzir a taxa de glicose no sangue, ou até mesmo curar a doença, brotam de tudo que é lado – inclusive como publicidade.

Uma das receitas mais difundidas nos chamou a atenção, e resolvemos investigar:

O sal do Himalaia ficou muito popular por ser indicado como um bom substituto do sal comum. Apesar disso, algumas pesquisas já mostraram que a diferença da quantidade de sódio entre o sal rosa e o comum não é tão grande quanto dizem.

Até aí tudo bem! Mas o quê que isso tem a ver com diabetes?

Rolou por aí a notícia de que um médico filipino chamado Jaime Dy-Liaccoc diz ter descoberto a cura para a diabete. Segundo ele, basta fazer uma simples mistura de pimenta-dedo-de-moça, ovos e sal do Himalaia. Depois de alguns dias consumindo isso, a pessoa estaria livre da doença.

Segundo Dr. Jaime, especialista em medicina natural, a doença não é causada pelo excesso de açúcar, mas pela deficiência de sais minerais essenciais ao organismo.

O site de checagem de notícias, Africa Check, foi atrás do médico para entender melhor essa teoria, e não conseguiu o contato. Também tentaram entrar em contato com o departamento de saúde das Filipinas, que não contém informações sobre Dy-Liacco ou a receita anti-diabetes, mas foi em vão.

Opinião de profissionais da área

Para a professora e doutora em nutrição, Jaqueline Fonseca, Universidade Estadual da Paraíba, é necessário que se tenha estudos científicos comprovando a cura da doença. Para ela, a notícia da cura da diabete seria destaque nas maiores revistas científicas, caso já tivesse sido descoberta.

”Nunca ouvi falar desse médico e nem da cura de qualquer tipo de diabetes. A falta de alguns minerais e vitaminas podem sim ser o gatilho para várias doenças, inclusive da hipertensão e diabetes. Mas acho que uma descoberta tão incrível já estaria em todas as revistas científicas confiáveis.”

Jaqueline afirma ainda que alguns alimentos podem ser incluídos no nosso dia-a-dia para ajudar a reduzir a glicose no sangue.

”Sempre recomendamos o acompanhamento de um profissional. Existem alguns alimentos como a farinha de maracujá, a biomassa de banana verde, por exemplo, que podem fazer parte da terapia nutricional.”

A nutricionista Julia Castilho, que atende em São José dos Campos – SP, também nunca ouviu falar na receita e concorda que é necessário que sejam feitos estudos científicos antes de anunciar a cura de alguma doença. Quando questionamos se há alguma receita que ela possa indicar para ajudar a reduzir  a glicose no sangue, ela afirma:

“Não existe uma receita ou alimento específico. Mas para reduzir a glicemia é interessante optar por alimentos ricos em fibras, como cereais integrais, frutas de baixo índice glicêmico, aveia. Além do acompanhamento médico para prescrição de insulina quando necessário. ”

Além destas orientações, Julia diz que a atividade física associada a boa alimentação contribui sim com o controle da taxa de glicose.

Ao Africa Check, o diretor do departamento de diabetologia, endocrinologia e distúrbios metabólicos do Hospital Paris Saint-Joseph, na França, Dr. Dominique Huet, refutou inequivocamente a afirmação de que seria possível curar a diabete em minutos.

“Não existe, até hoje, cura para esta doença, que é um distúrbio crônico. A cada seis meses, alguém apresenta uma nova planta ou um novo tratamento milagroso [para diabetes]. Mas até agora, nenhum tratamento – mesmo os tratamentos sofisticados da ciência médica – conseguiu curar um único caso de diabetes.

(…) se fosse verdade e cientificamente comprovado, nós saberíamos sobre isso e nós naturalmente o administraríamos, porque obviamente estamos procurando em todos os lugares por formas e meios de encontrar um tratamento que faria o diabetes desaparecer (…) e por enquanto, não existe.

Dizer que uma combinação de coisas pode curar o diabetes em 5 minutos é um absurdo total. Eu acho todo esse charlatanismo e dando falsas esperanças aos pacientes perigosos ”, acrescentou.

Sal, amigo da diabete?

O que mais chama a atenção nessa solução com sal do Himalaia, é que isso vai na contramão de estudos sobre o tema.

Segundo um estudo apresentado durante congresso da Associação Europeia para Estudos do Diabetes, em Portugal, cada grama de sódio (ou cada 2,5 gramas de sal) consumido em excesso pode elevar em até 43% o risco do indivíduo desenvolver diabetes tipo 2 e em 73% o risco de diabetes autoimune latente em adultos (Lada).

Por essas e outras, segundo orientações da OMS, o consumo diário de sal deve ser limitado a cinco gramas de sal, ou seja uma colher de sopa rasa, equivalente a duas gramas de sódio. Isso considerando todos os alimentos e bebidas consumidos ao longo do dia.

Então, antes de sair experimentando receitinhas milagrosas compartilhadas na internet, busque sempre a opinião de profissionais da área, assim como estudos publicados em revistas com credibilidade reconhecida.

Uma solução mágica pode se transformar em tragédia grega, muito cuidado!

Fonte(s): G1, G1 (2), Cura pela natureza, Veja
Paulo Olinto
Redator freelancer, leonino e estudante de jornalismo. Adora cervejas, filmes e sushi. Ama a natureza e é apaixonado pelo cultivo de prantinhas.

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui