• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

Rasteirinha, o Twerk brasileiro (Music Chips)

Com batidas desaceleradas, essa é a grande novidade nas pistas pelo Brasil.

Rodrigo Guarizo Publicado: 18/07/2014 15:57 | Atualizado: 18/07/2014 16:01

 

Destaque

Antônio Antmaper, produtor carioca que vem utilizando o nome do orixá cósmico regente do equilíbrio na criação divina e guardião da vida: Omulu.

2014-701085720-transomulu.jpg_20140326

E como Omulu, ele tem mesclado ritmos e chamando a atenção de nomes como Diplo, Buraka Sound System e Calvin Harris, além de todos que ouvem e logo de cara se impressionam com o seu som.

A principal pegada de seu trabalho é o Global Bass, que se trata da mistura de ritmos dos guetos com batidas eletrônicas graves, e assim a sua maior característica é a renovação de ritmos nacionais, do funk ao tecnobrega, passando pelos toques do atabaque do candomblé. Em síntese, dá nisso aqui:

O destaque dentro desse estilo fica na Rasteirinha, nova vertente do funk que conta com beats desacelerados, e que foi incorporado na faixa “Bagulho Doido” do Omulu, uma das principais faixas do estilo recém nascido. Outra faixa de grande destaque é “Dom Dom Dom“, do prodígio do funk paulista MC Pedrinho, que ficou “rasteiro”, com batidas desaceleradas e forte bass line.

 

Playlist #003

Na pegada da Rasteirinha, a lista de hoje é especial para quem vai jogar tudo pro alto no final de semana, excelente para festinhas e esquentas com petiscos de última hora, encarar um busão e cruzar algumas cidades, fazer a faxina da casa ou simplesmente dançar na frente do espelho. Aproveite.


 

Rodrigo Guarizo
Jornalista em formação, já passou pelo Portal ObaOba e já brincou de social media, além de produzir festas por São Paulo e rodar o país tocando em baladas. Dono do incrível poder da memória inútil, conta histórias ricas em detalhes que ninguém se importa. Mas são legais.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui