• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Sem Crise!

Outra vez o VAR rouba a cena em jogo do Brasileirão e arbitragem recebe críticas de Renato Gaúcho

Pressão resulta sobre arbitragem em demissão.

Dario C L Barbosa Publicado: 17/11/2021 08:00 | Atualizado: 18/11/2021 16:25

Qualquer um que esteja ligado no futebol nacional sabe que o técnico do Flamengo, Renato Gaúcho, não é um dos maiores fãs do Arbitro de Vídeo (VAR).

E após a partida entre Flamengo e Athletico Paranaense, que acabou em empate, o treinador na coletiva de imprensa acabou detonando a arbitragem de Marielson Alves Silva e do VAR Marcio Henrique de Gois.

As críticas aos árbitros se deram principalmente pela não expulsão de Renato Kayzer, que agrediu Léo Pereira no primeiro tempo da partida. O jogador do Athletico chegou a ser punido com o cartão vermelho, mas o juiz voltou atrás na decisão após ser chamado pelo árbitro de vídeo.

De acordo com o treinador do Flamengo, a mensagem que foi passada é clara: a de que pode haver agressão no futebol. “Eu não gosto (de falar de arbitragem). As pessoas vão dizer que é desculpa, mas hoje passou dos limites.

Na expulsão do jogador, foi uma agressão por cima e por baixo. Foi expulso na hora e, mais uma vez, o VAR entrou em ação. Tinha que perguntar aos árbitros, mas eles não dão entrevistas. E na próxima rodada estão aí de novo. Gostaria de perguntar ao Gaciba e ao árbitro: na próxima rodada meu jogador pode dar soco? Pode agredir? Não é possível”, disse Renato Gaúcho.

Renato ainda continuou com seu desabafo, afirmando que o VAR não deixou ser expulso um futebolista que agrediu o outro, sendo que ele poderia ter sido retirado de campo por muito menos.

E segundo o técnico, o futebol brasileiro precisa de mudanças ou ele irá acabar, principalmente o VAR, que é uma ferramenta para se evitar erros, mas que tem dado o que falar ao longo de diversas rodadas do Campeonato Brasileiro.

A partida entre Flamengo e Athletico Paranaense foi um jogo adiado da 4ª rodada do Brasileirão, e com o empate o Mengão diminuiu a distância para o líder da competição, o Atlético Mineiro.

Ainda assim, o Galo é visto como o principal favorito a levantar a taça neste ano, por conta disto, muitos torcedores têm procurado plataformas de palpites para realizarem suas apostas. Sendo que o LeoVegas é confiável e disponibiliza odds aumentadas para os usuários, assim como uma variedade de promoções, dentre elas, uma aposta gratuita sem rollover.

Ademais, a plataforma é ideal e otimizada para os usuários de mobile.

 

A não expulsão resultou no gol?

As críticas de Renato Gaúcho ao árbitro de vídeo são compreensíveis, ainda mais se levarmos em consideração, que Renato Kayzer, jogador do Athletico que deveria ter sido expulso, retornou a campo no segundo tempo e marcou um gol.

A possível injustiça fica ainda mais visível ao verificarmos a súmula da partida, onde o árbitro Marielson Alves Silva justificou o cartão amarelo a Renato Kayser, no entanto não citou a interferência do VAR.

Na súmula Marielson simplesmente explicou “Golpear o seu adversário de maneira temerária fora da disputa da bola” e ainda assim não expulsou o camisa 79 do Furacão.

Agora, o Flamengo se prepara para as rodadas finais do Campeonato Brasileiro, assim como para a grande final da Copa Libertadores, onde enfrentará o Palmeiras, no Estádio Centenário, em Montevidéu, Uruguai.

 

Pressão resulta sobre arbitragem em demissão

Após as inúmeras reclamações de dirigentes de clubes, técnicos, jogadores e torcedores, a CBF finalmente tomou uma atitude, e acabou demitindo Leonardo Gaciba da presidência da Comissão de Arbitragem da organização. A atitude foi uma reação às críticas recorrentes nos últimos meses sobre os frequentes erros cometidos pelo VAR.

Além disso, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues afirmou que a arbitragem nacional irá passar por uma ampla reformulação, já que ela não está correspondendo aos investimentos que foram feitos nos últimos anos.

 

*autoria do artigo: Ricardo Pontes Ferreira.

Dario C L Barbosa
Fundador e editor do Almanaque SOS. Paulistano, formado em Comunicação Social, trocou o rádio e a televisão pela internet em 2012. Vegetariano, meditante, na luta por consciência e equidade. ( Twitter - Instagram ).

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui