• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Vai, planeta!

Orgânicos crescem 20% em 2018 e já rendem R$4 Bilhões ao Brasil

Apesar dos agrotóxicos em alta, existe uma mudança de comportamento.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou dados do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis) que mostram que o comércio de produtos orgânicos movimentou R$4 bilhões em 2018, o que representa 20% de crescimento com relação as vendas em 2017.

A pesquisa da Organis mostra que cerca de 15% dos alimentos consumidos no Brasil são orgânicos. Mas o que é, de fato, a Agricultura Orgânica? A Federação Internacional dos Movimentos da Agricultura Orgânica (Ifoam) assim a conceitua:

“Um sistema de produção que sustenta a saúde dos solos, ecossistemas e pessoas; depende de processos ecológicos, biodiversidade e ciclos adaptados às condições locais, ao invés do uso de insumos com efeitos adversos [agrotóxicos].”

Apesar do Brasil ser o país que mais usa agrotóxicos no mundo, somos campeões na produção de alguns alimentos orgânicos, como é o caso do arroz orgânico do MST, a maior produção da América Latina, que faz circular R$ 7 milhões por ano apenas no município gaúcho de Nova Santa Rita. Uma prova de que a Reforma Agrária funciona.

A pesquisa divulgada pelo Governo mostrou, ainda, que a população menos alfabetizada e com menor renda é a que menos consome orgânicos, ou seja, além da situação de vulnerabilidade social, essa população é a que mais se expõe aos agrotóxicos. O lado bom é que a cada ano os brasileiros produzem mais a sua própria comida, segundo IBGE.

Fonte(s): Governo do Brasil, Ifoam, Revista Galileu
Daiane Oliveira
Jornalista, feminista e mãe. Discute religião, política, sexo e hábitos sustentáveis. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui