• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right

Olha a treta! Pesquisa revela que nem seus amigos entendem suas mensagens de texto

E ainda revelou que aumentamos a intensidade das mensagens negativas.

Rui Davi Publicado: 15/09/2016 11:42 | Atualizado: 15/09/2016 11:42

A internet realmente facilita nossa comunicação, mas como muitos já perceberam, algumas vezes não somos compreendidos, e isso acaba gerando muita treta graças ao “telefone sem fio”.

publicamos aqui uma matéria falando dos mal entendidos que os emojis podem causar, mas agora o assunto ficou mais sério: não estão entendo os emojis, nem o que a gente escreve!

Você não entende

Segundo um estudo publicado no Wiley Online Library e divulgado pela Superinteressante, temos dificuldade em identificar emoções e a intensidade delas em mensagens online.

E o pior, isso acontece mesmo quando as mensagens recebidas são de pessoas intimamente conhecidas, como amigos e familiares.

tá me entendendo?

No estudo, os pesquisadores solicitaram aos participantes que escrevessem emails e depois relatassem quais os sentimentos tinham sido transmitidos na mensagem. Eles poderiam indicar alegria, confiança, medo, surpresa, tristeza, nojo, raiva e antecipação.

Os participantes ainda teriam que classifica-las em uma escala de 1 a 7 para a intensidade da emoção.

Em seguida os emails foram enviados a grupos compostos por desconhecidos e amigos dos voluntários. Os participantes estavam confiantes de que seriam bem entendidos por ambos os grupos, especialmente pelo de amigos.

Esses que iriam receber os emails, por sua vez, também estavam certos de que iriam compreender bem as mensagens. No final, os amigos até se saíram um pouco melhor, mas não tão bem quanto o esperado.

Tendi nada!

Apesar dos amigos mais próximos terem um desempenho um pouco superior aos desconhecidos, todos os participantes tiveram problemas para interpretar claramente as emoções expressas nos emails.

Emoções negativas foram mais facilmente identificadas do que as positivas, mas na hora de avaliar a intensidade do sentimento, a coisa ficava mais complicada.

Segundo os pesquisadores, a raiva era percebida com maior facilidade, mas não o tanto de raiva que a pessoa estava sentindo. Muitas vezes os pesquisados superestimavam a intensidade das emoções lidas nos emails.

Agora fiquei muito confuso

Não dá pra entender, nem desenhando!

E não adianta apelar para tentar ser melhor compreendido, segundo a pesquisa, nem pontos de exclamação ou emojis ajudam as pessoas a entenderem o que a gente quis dizer.

Inclusive, na matéria que citamos no começo deste texto, publicada no SOS, há um estudo que mostrou que se comunicar por emojis dá margem a diferentes interpretações, pois cada “desenho” se apresenta de forma diferente dependendo da marca dos aparelhos celulares.

E, segundo os especialistas, a situação ainda pode piorar, já que tendemos a aumentar o significado de mensagens negativas e, também por acharmos que estamos entendendo e sendo entendidos.

Mas não é bem assim, na internet as sutilezas de uma conversa normal ficam suprimidas com nenhum sinal físico e muita certeza – este é o perigo. Por isso, que tal marcar um café?

Fonte(s): Superinteressante
Rui Davi
Comunicador baiano que toca guitarra e ainda espera ser um astro do Rock. Enquanto isso, se contenta em escrever. Fã de boas histórias. Faz roteiros, fotografa, edita videos, canta e sapateia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui