• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

Oficinas Literárias (Workshop)

Um ótimo ambiente para solteiros cultivarem novos relacionamentos — amigos, companheiros e namoradas – e… livros.

Você está numa sala com outras vinte ou mais pessoas e todos prestam atenção no que um sujeito fala. Parece uma aula, mas não é.  Trata-se de uma oficina, livre tradução para a expressão em inglês workshop. Uma atividade que, apesar de antiga, está se tornando cada vez mais frequente nos meios culturais de São Paulo e outras cidades.

hirschsite

Mais especificamente, as oficinas de criação em literatura, contemplam, claro, todos aqueles que gostam de escrever qualquer tipo de gênero literário — poesia, crônica, textos críticos, conto e até romance. O mais interessante é que a dinâmica costuma ser muito prazerosa e divertida, sem ter aquele componente acadêmico da aula. Na oficina de literatura o que mais se faz é ler, escrever e conversar a respeito.

Eu conduzo oficinas de literatura há mais de vinte anos. Pelas minhas práticas, já passaram quase mil participantes, de todos os tipos, origens e idades.  E o que mais me chama a atenção nesse público é que, em geral, são pessoas muito dispostas a interagir por meio de um tema que não diz respeito à sua profissão ou ao seu grupo social. Criam-se laços entre todos motivados por uma interesse muito próprio que é o prazer de escrever. Por isso é, sem dúvida, um ótimo ambiente para solteiros cultivarem novos relacionamentos — amigos, companheiros e namoradas.

 

felicidade

Aeee!!

 

Mas esse é apenas um detalhe.

 

logico

Lógico, um detalhe…

 

As oficinas unem pessoas em torno de um objetivo: o de desenvolver a criatividade e técnicas específicas para a manifestação literária. E por isso é um ambiente de intimidade. Escrever é um ato muito solitário e a oficina é uma oportunidade de repartir essa solidão.

A dinâmica é baseada na apresentação de textos e discussões informais sobre cada um deles, com a orientação de um “oficineiro”, que determina temas e propõe discussões, num ambiente de completa informalidade. Nem todos que terminam uma oficina se tornam escritores profissionais. Mas, sem dúvida, terão resultados que o farão poetas, contistas, cronistas e romancistas ainda que apenas eventuais.

 

Apoio

logo-poucas-palavras-sidebar

Roberto Amado
57 anos, é jornalista com atuação na imprensa paulistana, escritor e romancista indicado ao Prêmio Jabuti, solteiro com algumas recaídas e com vocação para cantor de tango que nunca foi realizada e nem será. Dono do blog Poucas Palavras .

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui