• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Pessoas estão trocando o remédio de dormir para ouvir isso aqui no Youtube

Milhares de pessoas usam os vídeos de ASMR para cair no sono profundo.

Já dizia o ditado, “nem o homem mais forte do mundo consegue levantar as pálpebras quando o sono bate“. Mas e quando o problema não é evitar a sonolência e, sim, entregar-se a ela?

Muitas pessoas sofrem para dormir e entre tantas técnicas que prometem uma indução eficaz ao sono, uma vem chamando a atenção na internet. Ouvir sussurros e pequenos barulhos delicados feitos por youtubers.

Calma, a Kéfera não será teu novo Rivotril.

O que é ASMR?

ASMR (Autonomous Sensory Meridian Response; Resposta Meridional Sensorial Autônoma”) consiste em provocar sensações de prazer e relaxamento através de sons e ruídos diversos.

Atualmente, diversos vídeos no Youtube surgem com essa proposta: pessoas batendo suavemente as unhas no teclado, penteando os cabelos ou sussurrando frases em um tom gentil e agradável.

Para entender melhor, dá uma olhada no vídeo abaixo, publicado por um dos canais especializado em ASMR mais famosos do momento, com quase 300 mil inscritos (até essa publicação) WhispersRed ASMR.

Loucura né? Embora os efeitos não sejam comprovados pela ciência, já que a técnica é relativamente nova e ainda não foi alvo de estudos aprofundados, ouvir esses pequenos ruídos para relaxar e pegar no sono vem se tornando rotina para muita gente.

O SOSpublicou uma matéria em 2015, falando sobre como atingir o “orgasmo cerebral” com o ASMR. Mas, após testar alguns dos vídeos disponíveis, a repórter não sentiu nenhum dos efeitos esperados.

Porém, diferente da nossa jornalista, muitos brasileiros vem utilizando os canais especializados na técnica para finalmente se verem livres da insônia e conquistarem um sono mais tranquilo.

A Motherboard, da Vice, ouviu algumas das histórias desses jovens e quem sabe, a solução deles para “dormir feito um anjo” pode ser a sua também, hein?

Eu não acredito, mas vai que…

Junior Petit, carioca de 22 anos revelou à publicação que a única sensação proporcionada pelo primeiro vídeo que viu foram risadas. Mas após enfrentar dificuldades sérias para “pregar os olhos”, mesmo após 12 horas fora de casa, resolveu se entregar a “lenda da internet”.

“Achei que não ia surtir nenhum efeito, mas fui me concentrando no vídeo e acordei no dia seguinte” conta Petit.

O estudante de publicidade, que desde a infância tem distúrbios do sono está a 4 meses dormindo consideravelmente melhor, segundo ele, graças a ASMR. Um dos seus canais favoritos para “dormir gostoso” é o Gentle Whispering, comandando pela russa Maria.

Diferente de Junior, a paulista Nathalia Generoso, de 25 anos, revelou à Motherboard que mal conseguiu trabalhar depois de assistir a um dos vídeos com a técnica. Além de sentir um formigamento nos ombros e na cabeça (que muitos dizem sentir), uma forte sonolência, segundo a garota, tomou conta de todo o seu dia.

“No mesmo dia, chegando em casa, fui pesquisar outros vídeos e fiquei apaixonada. Foi minha primeira boa noite de sono depois de muito tempo”, relembra a blogueira.

Nathalia, que tem como um de seus canais preferidos o WhispersRed ASMR, que citamos no início do texto, conta que não é apenas a facilidade para dormir que melhorou com a técnica mas, sim, a qualidade do sono, o que muitas vezes pode ser mais importante que horas e horas mal dormidas.

“Quando assisto ASMR, meu sono é pesado e sem sonhos; bem profundo e tranquilo. Quando não vejo, fico acordando a noite toda”, conta.

Mas funciona mesmo?

Ainda em entrevista à Motherboard, Andrea Bacelar, neurologista especialista em medicina do sono e diretora da Associação Brasileira do Sono, o que pode acontecer na realidade é que os vídeos podem estar funcionando nas pessoas como um “bloqueador de pensamentos”.

Ou seja, aqueles que não conseguem dormir por conta da síndrome do pensamento acelerado, se envolvem e se distraem com os barulhinhos, relaxando a mente.

“Esses barulhos vão desviar esse pensamento, essa ruminação cerebral de preocupação e a tensão antecipatória pra essas coisas aleatórias dos vídeos”, afirma a profissional.

Segundo a neurologista, o efeito é o mesmo de quando colocamos alguma bobagem na TV, para assistir até pegar no sono. O ASMR é apenas uma maneira de você desligar a mente para os pensamentos que mantém o sono bem longe do seu travesseiro.

“Tudo bem conseguir uma maneira não farmacológica que distraia, relaxe e que leve à sonolência e ao sono. Ótimo. A gente tem que buscar isso mesmo”, completa a profissional.

Se você ficou curioso para checar a veracidade dos vídeos do ASMR, já existem vários na rede em português, como o canal Sweety Carol, que já passou dos 200 mil inscritos. Para dar uma olhadinha ouvidinha, clique aqui. Não esqueça de usar fones de ouvido, tá?

– Você acredita que esses ruídos podem mesmo fazer a gente dormir como um bebê? Já testou? Conta pra gente o resultado!

Fonte(s): Motherboard, BBC, Canaltech, Megacurioso, The Odyssey Online
Redação - Almanaque SOS
Desvendando o dia a dia. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui