• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Sinta-se Bem

O que acontece quando só comemos ‘porcaria’ por 1 semana – ela tentou!

Os médicos disseram que levaria, no mínimo, dois meses para voltar ao normal.

Cintia Cembranelli Publicado: 26/11/2015 13:17 | Atualizado: 26/11/2015 14:02

Se você já vai para a balada pensando com o que vai forrar o estômago depois da bebedeira, ou não consegue diferenciar o estacionamento de casa com a entrada do drive-thru, você realmente precisa ler isso.

junkfood_sososlteiros

– Eu quero você todinha, para sempre, você e eu, todos os dias.

O documentário Super Size Me foi um sucesso mundial, nele o cineasta Morgan Spurlock ganhou peso e vários problemas ao mandar sua saúde pelo ralo, por passar um mês comendo apenas os alimentos vendidos no McDonald’s.

Seguindo isso, o site DailyMail publicou a experiência da escritora Phoebe Jackson-Edwards, que resolveu fazer todas as suas refeições, durante 7 dias, em restaurantes de junk food (comida não saudável) como McDonald’s, Subway, e outras lanchonetes similares.

comendojunk_sososlteros

Phoebe já não seguia o ideal de alimentação saudável, portanto, estava super feliz em fazer esse “esforço” em nome da informação, mas no jantar do primeiro dia, quando a gordura do frango frito escorreu no rosto, ela relatou achar aquilo um pouco nojento.

E foi daí para pior. No quarto dia ela já estava quase desistindo. Seu humor ficou instável e começou a se sentir muito cansada, não importando o quanto havia dormido. Os dias passaram, seus níveis de energia estavam sempre baixos e a concentração já tinha ido para o saco.

Depois de toda a fadiga e lavagens de cabelo constantes (devido ao excesso de oleosidade), o resultado do impacto na saúde ainda eram desconhecidos, pois antes de começar o desafio Phoebe havia feito uma bateria de exames para avaliar sua pele e nível de gordura corporal.

Tudo estava normal. Estava.

Eis alguns dos resultados obtidos por ela ao seguir essa dieta por apenas uma semana:

  • Alterações de humor, esgotamento, estômago dilatado, pele e cabelo oleosos.
  • Ganho de 2% de gordura corporal, ultrapassando o nível normal, que é 24%. Segundo a nutricionista Lelani Loubser, leva, em média, um mês para perder entre 1 e 3% da gordura corporal, ou seja, um aumento bastante considerável.
  • A pele estava incrivelmente oleosa e perdendo água 27% mais do que uma semana antes.
  • A gordura na coxa aumentou de 6,1% para 11,8% e isso é algo que ninguém deveria ser obrigado a passar na vida.
  • Os médicos disseram que levaria, no mínimo, dois meses para Phoebe voltar ao seu normal. Oito fucking vezes mais tempo do que levou o experimento.

phoebeskin_sossolteiros

– Foto da pele de Phoebe antes (esquerda) e depois (direita) de começar a consumir tanta gordura.

Depois dessa experiência, fica evidente como é importante ter consciência do mal que essas comidas industrializadas fazem, por isso, consuma com moderação.

Via: DailyMail

Cintia Cembranelli
Relações Públicas, coleciona experiências na área cultural e acredita que esse mundão de meu deus é um grande playground.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui