• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

O fim da Calvície!

Novo estudo promete acabar de vez com esse dilema.

 

Tem quem use perucas #MahOe, tem quem faça tatuagem na cabeça e tem quem diga que passar cocô de galinha alí faz o cabelo crescer, tudo isso apenas para se livrar dos apelidinhos e deixar de ser ponto de referência – “passando o careca ali, vire a esquerda e…”.

Mas agora é pra valer!! Pelo menos é o que uma pesquisa realizada na Universidade de Yale nos diz. Em seus primeiros resultados divulgados, a promessa é que cabelos nascerão em cabeças completamente lisas, como uma bola de sinuca, ou um ovo, ou, quem sabe, um globo espelhado…

 

O Estudo

O primeiro teste foi feito em homem de 25 anos que sofre de uma inflamação na pele chamada psoaríse e alopecia universalis, uma doença que leva à queda total de cabelo e pelos no corpo. Foi recomendado que ele se tratasse com citrato de tofacitinibe, um composto utilizado para tratamento de artrite reumatoide, e os resultados vieram logo nos primeiros dois meses, com o surgimento de alguns pelos faciais e no couro cabeludo.

a) antes, b) dois meses, c) cinco meses, d) oito meses

Brett A. King,  professor assistente de dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Yale e principal autor do experimento, diz que o citrato de tofacitinibe (patenteado pela Pfizer e comercializo sob o nome de Xeljanz) parece ter inibido o ataque do sistema imunológico aos folículos capilares, causador da queda total dos pelos.

Agora, ele quer testar o composto em forma de creme no tratamento de alopecia areata (perda parcial de pelos e cabelo) – como aconteceu com o Ronaldo Giovanelli, ex-goleiro do Corinthians.

Ronaldo, ex-goleiro do Corinthians e seu antes e depois da alopecia areata.

E líder da “incrível” banda Ronaldo e Os Impedidos

air-quotes

Mais comum que a alopecia universalis (perda total dos pelos), a alopecia areata ocorre em 1% a 2% da população, e segundo o site do Dr. Drauzio Varella, afeta qualquer ser humano e pode surgir em qualquer idade, embora em 60% dos casos seus portadores tenham menos de 20 anos.

 

Resumindo a história toda

O tal Xeljanz já foi aprovado em 2012 pelo Food and Drugs Administration, órgão norte-americano que regula medicamentos e está na fila de medicamentos a serem aprovados pela Anvisa.

dr-evil

Pode comemorar!

 

Rodrigo Guarizo
Jornalista em formação, já passou pelo Portal ObaOba e já brincou de social media, além de produzir festas por São Paulo e rodar o país tocando em baladas. Dono do incrível poder da memória inútil, conta histórias ricas em detalhes que ninguém se importa. Mas são legais.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui