• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Comidinhas que a gente adora, mas que na real são muito nojentas

Antes de torcer o nariz pra salada, veja bem o que anda comendo.

Quem não gosta de nuggets, não é mesmo? Até pra quem evita este tipo de alimento, a carne processada de frango já representou uma opção tão suculenta quanto uma boa picanha para muita gente, principalmente na solteirice infância.

tumblr_ms3uneSLtB1r5brmho1_500

WiffleGif

Bom, acontece que os nuggets são feitos de aproximadamente metade de peito de frango e a outra metade de restos da carcaça do animal. Sim, restos! Há boatos de que essas carcaças contêm olhos, bico, pata, tudo… Isso não é comprovado a partir de pesquisas sérias, mas outras coisas sim.

O especialista em alergias Dr. Richard D. deShazo liderou nos Estados Unidos uma pesquisa sobre nuggets em duas redes de restaurantes (que permaneceram anônimas). Descobriram que menos da metade do nugget (como se 50% já fosse aceitável, ergh) era feito de carne. O resto da massa envolvia também sal, gordura, nervos e vasos sanguíneos. Em outra amostra, aproximadamente 40% desse mini-rango continha também cartilagens e pedaços de osso.

Mas o McDonalds, rede que popularizou os McNuggets, nega. Afirma que o seu produto só leva carne junto com a pele natural do frango, que é para dar textura e sabor, massa tempurá e óleo. Veja a comparação em vídeo que eles fizeram na produção do produto (imagem central) com o que é divulgado na internet (canto superior direito):

nugget---na-imagem-a-massa-quase-pronta-o-destaque-mostra-a-mistura-feita-em-industrias-1384276929260_956x500

McDonald’s Canada

Vale lembrar que a indústria tem incríveis mecanismos de marketing. Não que esteja desmentindo o vídeo, mas fica a reflexão.

A seguir outros alimentos que a gente adora, mas que na real são soluções pouco saudáveis, possuindo uma boa quantia de ingredientes nada apetitosos:

Hambúrguer congelado

Tão tenso quanto o caso dos nuggets, o hambúrguer também foi feito para não desperdiçar uma única sobra de carne após o abatimento e o corte das carnes tradicionais do boi e do frango. A carcaça dos animais é arrancada com uma máquina e ao bolo final é adicionado altas doses de sódio. Aproveite!

https://www.dreamstime.com/-image23632405

doopedia

Batata frita do Mc Donald’s

O snack hipnotizante possui 14 ingredientes, inclusive aditivos à base de petróleo como: dimetilpolissiloxano (um tipo de silicone) e butilhidroquinona (um conservante), fora as outras tantas substâncias com nome igualmente complicados. Além de serem fritas duas vezes antes de ir para as lojas, ou seja, triplamente gordurosa, é um problema para galera vegetariana, pois tem até carne no meio (tempero).

batata frita
reprodução – McDonald’s 

Suco em pó

Nada mais realista. Como já era de se imaginar, a polpa da fruta não está magicamente conservada no pó desses saquinhos de rótulo bonito. Apenas 1% do conteúdo ali vem da fruta, o resto vem de amido de milho ou de mandioca para adoçar e ”expandir”. Também há corante e conservantes, claro.

y4q1VR

– Jaime, o menino está com sede e não temos laranja!

 

Miojo

O macarrão instantâneo salvador de vidas possui altíssimo teor de sódio no temperinho que acompanha e esse mesmo componente está presente na massa também, ao contrário do que muita gente diz por aí, segundo uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – Proteste. Algumas marcas possuem em um único pacote cerca de 60% do sódio que um adulto pode consumir no dia todo – chocante! Sem contar que todo miojo é frito antes de ser embalado.

miojo

maisbahia

Salsicha

Seguindo a lógica da indústria de limpar a carcaça dos animais para aproveitar tudo, a salsicha é a pior de todas, pois recebe restos de carnes suína, bovina e de aves. Tudo isso passa por uma prensagem mecânica que gera a pasta que forma o produto. Por último, o processado é mergulhado em um corante de cochonilha, extrato de de besouro que dá a cor a iogurtes, sorvetes e recheios de biscoito.

salsicha

carnesboinobre

Cereja de bolo

Sabe aquela frutinha que fica em cima do bolo e é chamada por todos de cereja na festa infantil? Não é cereja de verdade. Essa fruta não é cultivada no Brasil e é muito caro importá-la. Para manter a tradição, inventaram um genérico feito de chuchu com aromatizantes químicos ”inspirados” na cereja de verdade. Agora você já pode falar que gosta de cereja pra chuchu.

cereja

calango74

Bacon

Esse é outro alimento criado para não desperdiçar. Feito da carne da barriga do porco, que contém mais gordura, o bacon foi criado a partir de restos de bifes que eram conservados com sal e fumaça. A ”fumaça líquida”, ou ”aroma de fumaça”, é um produto químico colocado hoje em dia para dar aquele sabor defumado no bacon. É feito de fumaça mesmo, destilada na água e secada até virar pó.

o-BACON-facebook

huffingtonpost

Kani

Caranguejo não é peixe, caranguejo peixe é! Em japonês kani significa caranguejo, mas nesse caso não é bem assim. Feito com restos de peixes, o bastão rosa é aromatizado com extrato de algas, de caranguejo ou de lagosta, e tem também açúcar, amido de trigo, sal, vinho de arroz, proteína de broto de feijão, glutamato monossódico e até clara de ovo.

kani

 

cellulablog

 

Fontes: Reuters | Super Interessante | terra | entrelegumeseverduras | proteste

Paulo Finotti
Redação criativa é sua praia e está sempre a espreita de um assunto pseudo-metafísico; melhor ainda se for astronáutico, astrológico e com gifs no meio. Acredita que tudo pode ser engolido se o gosto for palatável.

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui