• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right

Baseado de Rosa: Nova moda da internet é usar pétalas para fumar maconha

Segundo quem experimentou, fica com gostinho floral.

E aí, tem seda?” É bem possível que já tenham te perguntado isso na madruga boladona. Mas nessa nova onda natural parece que as coisas mudaram, agora é bem capaz da galera de humanas mudar essa pergunta para “e aí, tem rosa?

Se não está entendendo nada, explicamos. A nova tendência entre a turma do zóio rachado é bolar seus cigarrinhos de maconha em pétalas de rosa.

– Como enrolar um baseado de rosa.

Tudo começou com a publicação da usuária de cannabis do Twitter, Sasha, que mandou pra rede social o vídeo acima, com todo o processo de “produção” do cigarrinho rosa.

A garota retira três pétalas da flor (que por sinal é orgânica, já que as “convencionais”, compradas em lojas, possuem aditivos químicos e fariam mal à saúde) e as leva ao forno por algumas vezes. O processo em si não é complexo, mas é trabalhoso.

Questionada pelos seguidores qual o sabor da “iguaria”, a jovem revela que é doce e um pouco terroso, exatamente o gosto que fumar uma rosa deveria ter.

Após mais de 94 mil compartilhamentos (até essa publicação), vários outros usuários começaram a publicar suas versões do cigarro, que ganhou o nome de “rose blunt“, em tradução livre, “baseado de rosa“.

– Baseado de rosa

– Fiz meu primeiro baseado de rosa

– Baseado de rosa

Taki? ou baseado de rosa?

Se ingerir a fumaça da flor causará algum mal ao organismo não foi um tema muito discutido entre a galera, já que eles partem do seguinte princípio: se é para fumar, que seja em uma folha orgânica.

Fazendo uma relação ao uso das sedas (ou guardanapinhos de papel), até que faria sentido. Mas ainda continua sendo um risco à saúde, até o momento nenhum especialista se pronunciou contra ou a favor da nova moda.

O SOS não faz apologia às drogas, consumir ou vender maconha ainda é crime no Brasil.

Fonte(s): Konbini, Now This - Facebook
Redação - Almanaque SOS
Desvendando o dia a dia. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Em caso de chefe
clique aqui