• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Setor Bugiganga

Na onda nostálgica: TecToy anuncia retorno do “Pense Bem” original

Era o sonho de toda criança nos anos 1990.

Lembra quando tudo o que você mais queria na vida era um Pense Bem, mas sua mãe nunca tinha dinheiro pra comprar?

Pode economizar nas catuabas, pois o brinquedo foi relançado e agora finalmente pode ser seu!

A TecToy entrou mesmo na onda da nostalgia e para comemorar seus 30 anos voltou a disponibilizar nas lojas o “minicomputador” Pense Bem, com o mesmo design de quando você passava as manhãs vendo “Xou da Xuxa”.

Nem vamos falar do Lango-Lango…

Colocando um fim em qualquer discussão.

Lançado em 1988, numa época onde a “informática” ainda era vista com vislumbre, o brinquedo era tido como a mais alta tecnologia que uma criança poderia usufruir.

Com joguinhos e tarefas pré-programadas no sistema, a ideia era que o Pense Bem representasse, para as crianças daquela geração, o primeiro computador. Tanto que seu design imitava exatamente um “PC” da época, o que hoje em dia parece até quase pré-histórico.

Mas brasileiro como é um bicho criativo…

…E também egoísta!

Ao todo, o “novo velho brinquedo” conta com 10 atividades, como desafios matemáticos e músicas, um teclado musical e 9 notas músicas. Sim, é apenas isso.

Além do design, o funcionamento do brinquedo também não ganhou funções mais tecnológicas, ele é realmente idêntico ao original, o que para os verdadeiros fãs, que provavelmente serão os que comprarão boa parte do estoque da empresa, foi a grande sacada da empresa.

Quem concorda com a Aline põe o dedo aqui, que já vai fechar e não abre mais.

Existe criança hipster?

Pense Bem Gourmet?

A TecToy já está disponibilizando o Pense Bem para pré-venda, no valor de R$255, com entrega prevista para setembro. Para finalmente conseguir o seu, clique aqui. Vale lembrar que a Estrela também relançou seus brinquedos clássicos dos anos 1980/90.

E fica o pensamento do dia:

Fonte(s): Hypeness
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui