• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Faz Tudo

chevron_left
chevron_right

Marie Kondo na Netflix: 11 Dicas para manter a ordem na sua casa (e vida)

As melhores dicas da série que ganhou as redes sociais.

Uma criança incomum que passava o tempo aprendendo técnicas de organização e colocando-as em prática em casa e na escola. Essa foi a infância de Marie Kondo, especialista em organização pessoal e autora dos livros best-seller A Mágica da Arrumação e Isso me Traz Alegria.

Você com certeza já ouviu falar dela, já que o SOS publicou uma matéria sobre a guru nipônica da arrumação há algum tempo. Marie é uma mulher de 34 anos que dedicou sua vida a arrumação, tornando-se uma das pessoas mais influentes do mundo, segundo a revista Time.

Organizando também a vida profissional, Marie lançou o reality Ordem na casa com Marie Kondo, na Netflix, em que ajuda famílias a arrumar a desordem das casas e também da vida – e rapidamente virou assunto nas redes sociais.

Para te ajudar a entrar na sintonia, compilamos as melhores dicas apresentadas na série que está virando a cabeça dos acumuladores. Confira!

 

O que é o método KonMari?

Com milhares de adeptos pelo mundo, o método Konmari foi desenvolvido pela Marie e busca organizar não só a casa, mas também a mente das pessoas, mantendo-as limpas. O processo é simples: observar objetos e pensar a real necessidade deles em sua vida. Qual o papel deles em seu futuro? Eles te trazem alegria?

É assim que a especialista em organização ajuda seus clientes na hora de colocar ordem nos lares. Ordenar a casa muda também a vida, pois ajuda a criar um ambiente que combine com seu “eu” ideal. O método conta com 5 etapas que devem ser respeitadas cronologicamente:

  • Roupas;
  • Livros;
  • Papéis;
  • Komono (itens de cozinha, banheiro e garagem ou quartinho da bagunça);
  • Objetos com valores sentimentais.

“Quando você coloca sua casa em ordem, você coloca seus negócios e seu passado em ordem também. Como resultado, você pode ver claramente o que precisa e o não precisa, e o que você deve e não fazer.” diz Marie Kondo em seu livro A mágica da Arrumação – A Arte Japonesa de Colocar Ordem na Sua Casa e na Sua Vida, publicado em 2011.

 

As melhores dicas da série!

Como vimos, o reality da Netflix está fazendo grande sucesso nas redes sociais. Em 8 episódios, Marie visita variadas casas e ajuda diferentes famílias a renovar seu ambiente, levando alegria e satisfação, sempre ao lado de sua fiel escudeira, a intérprete Iida. Confira as melhores dicas da série.

1. Cumprimente sua casa

Marie cumprimentando a casa.

Ajoelhe-se ao centro de sua casa e mentalmente agradeça a ela por proteger você e sua família. Peça também ajuda para criar um ambiente feliz e harmonioso.

O ritual é inspirado em regras de etiqueta de adoração dos santuários xintoístas, e Marie o iniciou quando percebeu que pairava um ar de tensão e expectativa sempre que um cliente abria a porta.

 

2. Arrume tudo! (uma categoria por vez)

Espalhe todas as peças em um único lugar.

Descartar roupas e objetos que não trazem alegria é essencial. Como descrito no método Konmari, as roupas são os primeiros itens a serem arrumados. Reúna todas as peças que você tiver em casa (todas mesmo!) e espalhe em um único cômodo, juntando tudo em uma grande montanha de roupas. Ali você vai começar a separação.

Marie diz que somente quando você se depara com a quantidade de coisas que tem, é que começa a perceber o que precisa fazer.

 

3. Descarte o que não deixa você feliz

Isso me trás alegria? Sim!

No momento da organização, deve-se segurar cada item individualmente pensando: “isso me trás alegria?”, se não, é hora de descartá-lo de sua vida. Marie compara a sensação de alegria ao segurar uma roupa ou objeto a aquela que sentimos ao segurar um filhote de cachorro: pura felicidade e euforia.

Ao decidir se livrar da peça, agradeça-a. Expresse sua gratidão pelo tempo de uso, pelos momentos de alegria que ela proporcionou em sua vida e desapegue.

 

4. Dobre corretamente para ter mais espaço

Camisetas, calças e outras peças de vestuário

“A peça deve manter-se de pé.”

As roupas podem ser guardadas de duas formas: penduradas em cabides ou dobradas em gavetas. Mesmo sendo menos trabalhoso pendurar as peças, a organizadora recomenda dobrar as roupas, pois é uma boa oportunidade de agradecer e manuseá-las. Ao passar a mão pelos tecidos, transferimos nossas energias para as peças.

Para dobrar da maneira correta, deve-se imaginar o conteúdo da gaveta como se fossem livros em uma prateleira. Arrume as peças na vertical (“de pé”) para que todas fiquem à vista na hora de escolher. Para isso, é preciso que elas fiquem compactas. O objetivo é deixar cada peça no mesmo formato:

Dobre as camisas primeiro pelos lados, dobrando as laterais para dentro e formando um retângulo comprido, em seguida, dobre as mangas.

“Primeiro, sobre a lateral”

Dobre o retângulo ao meio.

“Dobre ao meio. Deixe um espacinho.”

Dobre uma parte desse retângulo ao meio, e depois dobre novamente.

“Dobre em três partes”

A peça deve ser dobrada até que atinja a altura da gaveta, de forma que fique firme e consiga ser mantida “em pé” – como no primeiro GIF. Caso desmorone, comece novamente do início.

O mesmo se aplica a calças e outras peças.

“Dobre em três partes”

Sapatos

Na hora de acomodar os sapatos, muitas pessoas escolhem deixá-los à mostra, expondo-os no ambiente. Para que fiquem organizados, arrume-os por cores e modelos criando um equilíbrio estético e deixando os mais leves sempre na parte de cima.

Sutiãs

Sutiãs são peças delicadas e devem ser acomodadas com cuidado na gaveta. Prenda os feixes e acomode-os um atrás do outro, sem dobrá-los, evitando assim deformar a parte do bojo.

Meias

Sabe aquela meia que você ama mas está com o elástico todo gasto? Pois bem, a culpa disso é toda sua. Enrolar a meia em bolinhas é um hábito muito comum, e é o motivo pelo qual as meias estragam, além de ocuparem muito mais espaço.

No momento de guardá-las, apenas junte uma a outra e dobre as peças ao meio. Em caso de meias compridas, dobre em três partes. Isso vale também para meia-calças!

Bolsas

Para não ocupar muito espaço, Marie indica utilizar o método “Bolsa na bolsa”. Acomode as menores dentro das maiores, deixando sempre as alças para fora. Assim, será muito mais fácil de identificá-las.

 

5. Descarte os livros pensando no futuro

Muitas pessoas pensam que livros são sagrados e devem ser mantidos para toda a vida. No entanto, Marie orienta a realizar o mesmo processo de seleção feito com as roupas e outros objetos.

Dê pequenos tapinhas em sua capa para “acordá-los”, segure-os um a um e pense: ter esse livro trará benefícios na sua vida futura? Se não, agradeça-os e deixe que eles sejam importantes na vida de outras pessoas!

 

6. Separe os papéis em grupos

Papéis são itens fáceis de acumular, principalmente contas, documentos e recibos. Entretanto, você também deve selecioná-los e manter somente aqueles que são essenciais na sua vida. Para facilitar o trabalho, divida-os em 3 categorias:

  • documentos pendentes (correspondências e contas que devem ser resolvidas);
  • documentos importantes (aqueles que precisam ser guardados, como contratos, apólices, entre outros);
  • documentos variados (os que são frequentemente consultados, como certidões).

 

7. Deixe os objetos de valor sentimental por último

Não é a toa que essa é a última categoria do método Konmari. Como em todas as outras categorias, os itens com valor sentimental devem ser separados somente pelos indivíduos a quem pertencem, e podem demandar mais tempo que os outros.

Em caso de duas ou mais pessoas dividirem sentimentos pela mesma peça, todas devem participar do momento de seleção. Nessa categoria encontram-se fotos, brinquedos infantis, e outras peças diversas. Também fazem parte dela os pertences de pessoas amadas que já faleceram.

Deixe esses para o final, pois não é uma tarefa fácil desapegar de certos itens. Em caso de dúvida, mantenha o que for importante, lembrando que a finalidade da organização é trazer alegria. Guarde-os de uma forma que também traga felicidade, como em uma caixa decorada, feita à mão.

 

8. Separe os itens aleatórios por categorias

“Divida os itens em grupos.”

Todos temos aquela gaveta ou mesmo um cômodo inteiro onde empilhamos coisas aleatórias que quase nunca utilizamos e mesmo assim mantemos conosco. Afinal, nunca se sabe quando vamos precisar não é mesmo?!

Na categoria conhecida como Komono, estão coisas encontradas em cozinhas, banheiros, garagens e no quartinho de bagunça. Marie sugere dividir esses objetos aleatórios em categorias no momento da organização.

Brinquedos

Tire todos os brinquedos do lugar, reunindo-os em um único ambiente. Se houver mais de uma criança, separe os itens em pilhas diferentes, incluindo uma pilha de brinquedos em comum entre os filhos.

Deixe-os escolher os brinquedos que tragam mais alegria. Caso isso aconteça com todos, peça as crianças para ordenarem os favoritos. Guarde-os em caixas para organizá-los melhor.

Utensílios de cozinha

Retire dos armários todos os itens, alimentos e utensílios. Observe-os e descarte aqueles que não serão úteis no futuro. Aproveite para selecionar os que estiverem vencidos e quebrados. Organize por categorias: bebidas, alimentos, louças, talheres e outros.

Deixe nas prateleiras de difícil acesso os objetos que não são utilizados no dia a dia. Nas áreas de fácil acesso, mantenha itens de uso diário, como copos, pratos, canecas, e outros.

Itens de banheiro

Assim como em outros ambientes, divida os pertences do banheiro em subcategorias. Utilize caixas nas gavetas e prateleiras para acomodar remédios, produtos de higiene bucal, maquiagens, sabonetes, shampoos e outros produtos.

Guarde também toalhas de rosto e banho enroladas em caixas, para armazená-las de forma compacta. Separe os itens utilizados diariamente nas partes de fácil alcance.

Pertences de animais de estimação

Animais de estimação também devem ter seus objetos reunidos e ordenados. Crie um espaço em um ambiente que achar ideal e acomode os itens em: comida, brinquedos, escovas, coleiras, etc.

 

9. Invista em caixas!

Seja para organizar objetos de diferentes tamanhos em gavetas, ou guardar itens variados, as caixas são ideais para manter a ordem e armazenar peças da categoria Komono. Mas lembre-se, caixas que você já tiver em casa, nada de comprar mais objetos para ocupar espaços!

Podem ser utilizadas também para guardar recordações, meias, roupas íntimas, utensílios de cozinha e objetos de escritório. As caixas também servem como gavetas provisórias. As roupas devem ser dobradas da mesma forma e armazenadas no sentido vertical.

 

10. Evite sacos plásticos para guardar objetos

Nem todas as roupas que você escolher deixar em sua vida precisam ficar no seu guarda-roupa. Roupas de inverno não precisam passar o verão todo no armário, assim como os enfeites de natal não vão ficar o ano todo pendurados em sua casa.

Esses itens podem ser armazenados e guardados em outros lugares para melhorar o espaço das áreas de fácil acesso. Contudo, evite manter trajes e objetos em sacos plásticos para que não fiquem com aspecto de lixo. Utilize caixas para guardar esses pertences, pensando que eles terão valor no futuro, portanto, valorize-os.

 

11. Purifique o ambiente para recuperar o foco

Durante a arrumação, é normal sentir um certo desânimo, ou ficarmos empacados em alguma categoria. Marie Kondo orienta fazer uma pausa e mudar o ambiente. Você pode abrir uma janela e deixar o ar entrar, acender uma vela aromática, incenso, utilizar aromatizante de ambiente e até colocar uma música.

Feche os olhos e sinta a energia do ambiente mudar, leve o tempo que precisar. Logo você se sentirá mais disposto e animado para continuar a arrumação.

 

Agora é com você!

Fonte(s): Netflix, KonMari
Eliza Inaê
Redatora freelancer, sagitariana e canhota. Apaixonada por séries, livros, Florence + The Machine, sol e comida. Aprendendo a bordar, enxergar o melhor nas pessoas, e a fazer uma bio maneira.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui