• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Mais de 700! Criaram um Mapa interativo das Feiras Orgânicas do Brasil

De quebra ainda tem receitas e uma biblioteca gratuita.

O Brasil passou por semanas bem atribuladas no que diz respeito a agricultura e ao uso de agrotóxicos. Um projeto de lei, apelidado de PL do Veneno, que tem por objetivo afrouxar a lei dos agrotóxicos (instituída em 1989), causou bastante burburinho.

Esse projeto de lei traz uma porção de mudanças (até mesmo de nome) e gerou uma onda de debates dentro e fora da internet. Entidades como a Anvisa, o Ibama e a Fundação Oswaldo Cruz se posicionaram contra o PL.

Um abaixo assinado foi criado online, sob o nome de Chega de Agrotóxicos, e já coleciona mais de 1 milhão e meio de assinaturas. Até mesmo a ONU enviou uma carta ao governo brasileiro, manifestando preocupação em relação às mudanças.

Apesar da imensa pressão, o pacote foi aprovado em comissão na Câmara e segue para votação no Plenário.

Para contornar essa realidade chocante, os brasileiro ainda podem apostar nos alimentos orgânicos, que são mais caros e difíceis de encontrar (caso você não more ao lado de um produtor). O lado bom é que existem algumas soluções que driblam mais esse problema.

Que os brasileiros são super chegados numa feira, disso todo mundo sabe. E são elas que vêm trazendo aquela luz no horizonte. E nem é qualquer feira, mas feiras orgânicas! Ou seja, feiras só com produtos plantadinhos e colhidos sem veneno algum.

Mas espera, que a boa notícia de verdade vem agora:

Criaram um mapa com a localização das Feiras Orgânicas pelo Brasil!

Quem teve essa ideia genial foi o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor).

“A criação do Mapa de Feiras Orgânicas foi feita pela equipe do Idec em 2012, reunindo inicialmente uma lista com pouco mais de 40 feiras disponibilizadas no próprio site da entidade.

Em 2015, o Mapa passou pela primeira reformulação e ganhou endereço próprio, e em 2017, passou pela segunda reformulação ampliando a interatividade e conjunto de informações”, conta Rafael Arantes, nutricionista e analista em regulação no programa de alimentos do instituto.

Na plataforma, você vai encontrar um mapa do Brasil, separado por regiões. A região com mais feiras cadastradas é a Sudeste, com 306 feiras. No total, são 740 feiras pelo país inteiro, até o momento dessa publicação.

Qualquer pessoa pode indicar um local de venda de orgânicos, e eles são então testados pelo Idec, que identifica se cumprem todos os requisitos.

“O Mapa funciona a partir da utilização da ferramenta ©Google maps para registro das feiras orgânicas espalhadas pelo Brasil.

As adições de novos lugares assim como as atualizações no Mapa são feitas de maneira colaborativa por consumidores e feirantes, e posteriormente, são checadas pela equipe do Idec para saber se estão de acordo com os critérios de inclusão no mapa ou se estão corretamente classificadas de acordo com as categorias “Feira Orgânica ou Agroecológica”, “Grupo de Consumo Responsável” e “Comércio Parceiro de Orgânicos”, explica Rafael.

Aproximando mais o mapa, você pode ver quais feiras estão mais pertinho da sua localização.

Além de você ter acesso os alimentos frescos e mais saudáveis, você ajuda pequenos produtores.

“O Mapa tem por objetivo auxiliar as pessoas a encontrar feiras que comercializam alimentos orgânicos e de base agroecológica, aproximando e incentivando consumidores a comprar diretamente dos produtores.

Também são mapeados comércios parceiros de orgânicos que praticam relações justas e grupos que se organizam coletivamente para o consumo responsável”, contou o nutricionista.

Rafael também é membro da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável e diz que o momento pelo qual estamos passando é preocupante e que o Projeto de Lei 6299/2002, que facilita o registro de novos agrotóxicos, não é uma solução.

Muito pelo contrário. O que significaria uma solução é o incentivo à políticas como o Mapa de Feiras Orgânicas.

“Políticas que incentivem a produção e consumo de alimentos de base orgânica e agroecológica e a redução do uso de agrotóxicos”, sugeriu.

Para acessar o mapa, clique aqui.

Vale dizer que também existe um app, para baixar o aplicativo no sistema Android, clique AQUIPara sistema iOS, clique AQUI.

Aquele bônus maravilhoso!

Mais do que somente um mapa, a plataforma reúne uma série de informações úteis. Por exemplo, existem mais de 300 Receitas, divididas em categorias como Bebidas, Aperitivos e até Aproveitamento Integral dos Alimentos.

Por lá, dá para aprender receitas veganas também. Das mais simples, como um bolo de tapioca, até as mais difíceis, como um escondidinho invertido de mandioca, taioba e shimeji – tem receita para todos os gostos. E necessidades, mesmo que você não possa, por exemplo, comer açúcar.

“As receitas são criadas por visitantes do site ou compartilhadas de livros de receitas já existentes. O intuito é que as pessoas possam além de comprar alimentos orgânicos e agroecológicos, saber também como prepará-los”, contou Rafael.

Além disso tudo, também existe a Biblioteca, onde é possível encontrar um acervo digital extenso ligado ao tema. Livros de receita, sobre consumo responsável, sobre como montar hortas em casa. Livros de todo os tipos!

Se você tá preocupado com a sua alimentação e com os rumos da produção agrícola e sua comercialização no Brasil, o Mapa de Feiras Orgânicas é uma excelente pedida. E se você for testar alguma receita pode chamar a gente, viu!

Para acessar, clique aqui.

Bia Lancha
Jornalista, nerd, chocólatra, mãe de uma gata banguela e gamer viciadíssima. Se é pra falar sobre coisas engraçadas, teorias absurdas ou nerdices, tamo junto!

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui