• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right

Maior feira de orgânicos do Brasil suspensa: abaixo-assinado busca reverter a medida

A feira foi visitada por mais de 260 mil pessoas em 2018.

O MST, maior produtor de orgânicos do país e maior produtor de arroz orgânico da América Latina, vem sofrendo com veto do governador de São Paulo, João Dória. O Movimento realiza anualmente uma Feira Nacional da Reforma Agrária. A edição desse ano já tinha local definido: o Parque Estadual da Água Branca, em São Paulo.

Por razões não especificadas, o governador vetou a realização da feira, que comercializa apenas produtos orgânicos e oferece atividades culturais, no local. À Folha de São Paulo, João Paulo Rodrigues, da Coordenação nacional do MST, afirmou que não houve espaço para o diálogo: “Não nos deixaram nem argumentar e nem explicaram os motivos do veto”, pontuou.

Com isso, os moradores se mobilizaram buscando reverter o veto. Haroldo Ceravolo é morador local e iniciou um abaixo assinado online pedindo que o governador reveja a decisão. No documento destacam que tal medida “afasta dos moradores do bairro e da cidade de São Paulo a possibilidade de conhecer e comprar alimentos orgânicos e da agricultura familiar cuja distribuição no território da maior cidade do país é, infelizmente, precária”.

A última edição da Feira foi realizada no local em questão, o Parque da Água Branca, e contou com recorde de público e vendas: mais de 260 mil pessoas visitaram o espaço e foram comercializados 420 toneladas de produtos.

A petição ‘Queremos a feira de orgânicos do MST no Parque da Água Branca!‘ tem como meta conseguir assinatura de 20 mil apoiadores – e já conta com quase 17 mil, até a publicação dessa matéria.

Fonte(s): Brasil de fato
Daiane Oliveira
Redatora, feminista e mãe. Discute religião, política, sexo e hábitos sustentáveis. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui