• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Lei garante que pacientes internados recebam visitas de animais de estimação

Rio de Janeiro, assim como São Paulo e Fortaleza, autoriza pets em hospitais.

Já está em vigor na cidade do Rio de Janeiro uma lei que permite que pacientes internados recebam visitas ilustres: seus animais de estimação. A medida, iniciativa do vereador Luiz Carlos Ramos Filho (PODE), garante o acesso dos bichinhos aos hospitais públicos, privados, contratados, conveniados e cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS).

Animais domésticos e de estimação (considerados aqueles que possam ter contato físico sem causar risco às pessoas) precisam estar vacinados, higienizados e em boas condições de saúde – comprovadas por laudo veterinário. Os animais cuja visitação é permitida são:

  • Cães;
  • Gatos;
  • Pássaros;
  • Coelhos;
  • Chinchilas;
  • Tartarugas;
  • Hamsters.

Animais utilizados em Terapia Assistida de Animais (TAA) também são permitidos, já outras espécies precisam de autorização do médico responsável pelo paciente.

Os amigos ou familiares do paciente que forem levar os bichinhos de estimação precisam seguir algumas exigências: levá-los em recipiente ou caixa adequada, com com guias presas por coleiras, enforcador e focinheiras – quando for o caso. Além disso, é preciso buscar autorização da comissão de infecctologia do hospital, atender normas e procedimentos próprios de cada unidade e agendar a visita.

Cidades como São Paulo e Fortaleza já têm leis parecidas e as visitas não humanas também são permitidas. Outros municípios, como Belo Horizonte, estão seguindo a ideia e devem liberar em breve. Cobre os seus representantes; os pacientes – e os bichinhos – agradecem!

Daiane Oliveira
Jornalista, feminista e mãe. Discute religião, política, sexo e hábitos sustentáveis. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui