Essa é quente

Lançaram uma linha de Arroz que fica pronto em 1 MINUTO; até o integral

06 de agosto de 2018
Postado por Rui Davi

Cozinhar, muitas vezes, não é uma tarefa muito rápida. Um arroz integral, por exemplo, pode demorar até 45 minutos para ficar pronto.

Mas e se todo esse tempo fosse reduzido para apenas 1 minuto?

E não estamos falando da receita de arroz soltinho em 1 minuto. Essa mágica faz parte da linha Minuto Caseiro da Camil, que possui três versões de arroz instantâneo: branco, integral e 7 grãos.

Para comer, é só apertar e torcer a embalagem algumas vezes, para deixar os grãos soltos, e colocar por 1 minuto no micro-ondas na potência máxima ou no fogão por 2 minutos em uma panela com água.

Vale dizer que o arroz já vem temperado com ingredientes comuns, como óleo de girassol, cebola e alho. Segundo a empresa, o produto não contém conservantes, glutamato ou corantes, mas nós encontramos alguns ingredientes suspeitos.

O bacana é que pode esquentar com tranquilidade, a embalagem é livre de BPA. De acordo com a companhia, um pacote é ideal para 2 pessoas e o alimento dura até 12 meses na embalagem, mesmo sem refrigeração. O valor sugerido é R$7,00.

Mundo do Marketing, https://www.mundodomarketing.com.br/lancamentos/635/camil-cria-linha-minuto-caseiro

SEM LEGENDA

Mas só um minutinho? Pode isso, Arnaldo?

Na verdade, esse não é um produto novo, ele foi inventado nos anos 1940, por Ataullah Durrani, um afegão que vivia nos EUA. Ele pesquisava uma forma de facilitar o estoque e preparo do arroz, pouco utilizado no país.

Então, com a ajuda da Associação Cooperativa dos Produtores de Arroz do Arkansas, ele inventou o arroz instantâneo, que teve a patente comprada pela empresa General Foods e foi usada apenas pelas forças armadas até sua comercialização, em 1946.

Até hoje, empresas como a Minute Rice e Uncle Ben vendem seus arrozes de minuto e são muito populares nos Estados Unidos.

Basicamente, ele se trata de um arroz pré-cozido e desidratado. Os fabricantes fazem um preparo semelhante ao que é feito em casa com o arroz convencional: escalda-se em água quente, depois ele é cozido no vapor e enxaguado. Então, é colocado no formo até que o teor de umidade seja de, aproximadamente, 12% ou menos.

Assim, quando uma pessoa prepara arroz instantâneo está, na realidade, reidratando e reaquecendo os grãos. A rapidez no “cozimento” se dá pelo processo de desidratação, que cria rachaduras nos grãos, por onde a água entra para reaquecê-los mais rapidamente.

Nomss.com, http://www.nomss.com/minute-rice-ready-to-serve-cups/

SEM LEGENDA

E os nutrientes, ainda estão lá?

As opiniões em relação ao valor nutritivo do arroz de minuto são conflitantes, enquanto alguns defendem que ele não sofre qualquer alteração, outros afirmam que essa versão perde a maioria dos seus nutrientes durante o processo de preparação na fábrica.

Apesar disso, a especialista em dieta e fitness, Dr. Melina Jampolis afirma para o site da CNN, que o arroz instantâneo tem o mesmo teor ou menos açúcar que a versão comum.

Além disso, ela apoia a informação da Dr. Cynthia Harriman, diretora da Whole Grains Council (WGC), garantindo que os dois tipos de arroz foram testados e não houve diferença significativa nos perfis de nutrientes. Ela diz que ambos são considerados grãos integrais e boas fontes de magnésio, manganês, selênio e fibra.

Como o produto é novo no Brasil — foi lançado em junho de 2018 — ainda não temos informações sobre as impressões do público com o lançamento da Camil.

No entanto, alguns comentários em sites gringos dizem que o sabor dos produtos de lá são bastante sem graça, em comparação ao arroz comum, e que a consistência não é das melhores. Um usuário conta que essa é uma boa opção apenas para um acampamento ou quando se está sem gás.

Nós testamos o arroz integral da Camil no micro-ondas e temos que dar o braço a torcer, ficou bem gostoso, ideal para quem prefere arroz soltinho; é claro que o tempero da mamãe é sempre melhor, mas é um ótimo quebra-galho!

E você, já comeu o arroz instantâneo? Conta pra gente o que você achou!

Huffingtonpost, The Watering Mouth, The World Healthiest Foods, Spoon University, CNN.com

MATÉRIAS RELACIONADAS