• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Kefir: 12 Dicas e Curiosidades sobre a bebida probiótica que ganhou a internet

Uma iguaria poderosa que você cria como um filho.

Cada vez mais presentes na alimentação, os probióticos auxiliam e trazem inúmeros benefícios para a saúde do organismo. Caminhando lado a lado com modismo alimentar, o Kefir é um dos produtos fermentados que começaram a fazer parte de muitas casa brasileiras.

1. Onde surgiu

Originada há muitos séculos atrás, nas montanhas do Cáucaso, entre a Europa e a Ásia, a bebida fermentada é baseada em uma produção de microrganismos – leveduras e bactérias. Derivado da palavra eslava “keif”, o termo significa “bem estar” e é exatamente isso que seus consumidores buscam.

2. Quais os benefícios

Apesar de ser contra indicado principalmente para pacientes com câncer e usuários de antibióticos, um copo de 200 ml contribui para a melhora da composição da flora intestinal, da imunidade e do metabolismo do organismo, o que favorece o emagrecimento.

“Ele é semelhante ao iogurte natural, porém com maior valor biológico por conter grande quantidade de leveduras e bactérias”, explica Juliana Garcia Dias, médica endocrinologista.

A bebida também é repleta de vitamina, enzimas e aminoácidos.

“Equilibrando a microbiota intestinal, ele auxilia em melhor absorção de vitaminas e pode entrar como um desjejum rico em vitaminas e aminoácidos”, explica a endócrina.

Similares à uma couve-flor, o Kefir possui aspecto gelatinoso e uma coloração branco-amarelada

Para ser consumido, é preciso acrescentar os microrganismo em alguma bebida. Dessa forma, o Kefir pode ser consumido no leite, na água ou no chá.

“São as partículas dos microrganismos que fermentam no líquido, incorporando seus microrganismos no produto que foi cultivado”, afirma.

3. Como conseguir um Kefir para chamar de seu

A forma mais fácil de conseguir um Kefir, é a partir de grupos nas redes sociais; indicamos o Kefir Brasil. Sim, a melhor maneira é via doação. Mas se você quiser comprar, é possível encontrar para venda em alguns sites pela internet; nós indicamos o site Probioticos Brasil.

Normalmente a doação vem com uma “muda” congelada ou com um pouco de leite. A partir dai é só os cultivar, com o tempo irão crescer.

Também é comum pedirem 1 litro de leite para o kefir de leite ou 1 pacotinho de açúcar mascavo pelo kefir de água. Segundo o blog Receita Natureba, se o doador for de outra cidade, ele irá te cobrar por isso mais o frete, ou irá te cobrar o frete e mais uma quantia pelo cultivo e trabalho que o doador teve com os grãos.

4. Como produzir o Kefir de leite

Para produzir e criar o Kefir, conhecido como um “bichinho”, é preciso cultivar seus grãos e manter o equilíbrio microbiológico. Tradicionalmente, tanto com o leite como com a água, o método ocorre pela adição de 5% dos grãos de Kefir no substrato. Ah, e por ser originário de climas frios, seu processo depende de temperaturas amenas.

Antes de tudo, para começar a criá-lo, é necessário um recipiente de vidro para armazenar e fermentar os grãos, um pano ou gaze, peneira e outro recipiente para armazenar a bebida já fermentada.

  1. Coloque o leite no recipiente;
  2. Adicione os grãos de Kefir – cerca de 2 a 4 colheres de sopa para cada L de leite;
  3. Cubra o recipiente com uma papel toalha ou gaze e prenda com um elástico;
  4. Depois, deixe fermentando cerca de 30 horas em temperatura ambiente e em local longe de luz;
  5. Depois de fermentar, coe os grãos de Kefir;
  6. Armazene o líquido fermentado em um recipiente com tampa;
  7. Retorne os grãos para um recipiente limpo com leite para reiniciar o processo.

É durante o processo de fermentação que os microrganismos produzirão álcool e CO², que o torna mais nutritivo. Você saberá que ele está bom, quando o Kefir atingir uma consistência mais grossa, como de um iogurte.

Depois desse passo a passo, ele está prontinho e esperando o seu consumo! Tem gente que gosta de adicionar sucos ou pedaços de frutas, para dar aquele saborzinho. Mas no geral, fica totalmente ao seu critério.

5. Como produzir o Kefir de água

Com o recipiente, a peneira e o pano em mãos, para preparar o Kefir com água é preciso começar aquecendo 250 ml de água filtrada ou mineral. Depois disso, adicione ¼ de xícara de açúcar comum (ou 1 colher de sopa de açúcar mascavo) e dissolva bem. Complete com mais 750 ml de água filtrada ou mineral e deixe esfriar.

  1. Prepare a água de açúcar e coloque em um recipiente de vidro;
  2. Adicione os grãos de Kefir – cerca de 3 a 4 colheres (sopa) para cada L de água;
  3. Cubra com um papel toalha ou um gaze e prenda com um elástico;
  4. Depois de fermentar, coe os grãos de Kefir;
  5. Armazene o líquido fermentado em um recipiente;
  6. Retorne os grãos para um recipiente com água de açúcar para reiniciar o processo.

6. Diferenças entre o Kefir de leite e o Kefir de água

De acordo com Cristiane Braga Kanashiro, especialista em nutrologia, quanto mais substrato energético, maior a população de leveduras e bactérias. É por isso que o Kefir de leite é mais famoso entre os adeptos da bebida.

Vale dizer que as leveduras e bactérias presentes no kefir produzem lactase. Um estudo, publicado na revista American Dietetic Association, provou que o kefir de leite melhora a digestão da lactose, diminuindo os sintomas – inchaço, gases, náuseas e cólicas. Ou seja, até intolerantes à lactose podem consumir o kefir de leite.

Mas, caso você siga uma dieta vegana, o Kefir com água é uma ótima opção e é produzido similarmente. A diferença é que a base d’água deixa a fermentação mais adocicada, com gás e mais densa.

Kefir de água.

7. Como cuidar do Kefir

Para manter o Kefir, é preciso conservá-lo e manter a multiplicação das colônias. Para guardar, você deve lavar os grãos com água e deixá-los descansando por dois dias – em um local bem ventilado.

Depois, envolva-os com papel alumínio e guarde-os em um lugar seco. Para usá-los novamente é só mergulhar os grãos por uma noite em um substrato.

8. Qual a composição biológica do Kefir

Caso você tenha interesse em entender o que está presente no Kefir, montamos uma lista com as principais leveduras e bactérias por ali. Lembrando que, assim como todos os probióticos, ele possui as chamadas “bactérias do bem”.

Leveduras

  • Saccharomyces
  • Chamaerops humilis
  • Kazachstania
  • Kluyveromyces

Bactérias

  • Lactobacillus
  • Lactococcus lactis
  • Leuconostoc
  • Streptococcus thermophilus
  • Bifidobacterium bifidum
  • Acetobacter

Receitas com Kefir

9. Cream cheese de Kefir

Delicioso e presente em muitas receitas, tanto doces como salgadas, o cream cheese de Kefir é uma alternativa mais fit e cheia de benefícios! Cozinhá-lo leva o mesmo trabalho e tempo que a própria produção do Kefir. É preciso fermentar 1 colher (sopa) de grãos de Kefir em 500 ml de leite frio ou gelado.

Depois da fermentação, deixe o produto em um recipiente coberto na geladeira, por 12 horas. Faça a mesma produção, de coar, separar o leite dos grãos, e deixe o soro escorrendo. Daí, é só levar para a geladeira e deixá-lo endurecer. Esse processo leva cerca de 20 horas.

10. Queijo de Kefir

Para essa receita é preciso de 2 L de leite, 500 mL do leite de Kefir e sal a gosto. Em uma panela, ferva o leite e depois adicione o iogurte, mexendo até deixá-lo bem talhado. Depois disso, desligue o forno, acrescente o sal, mistura e espere ficar morno.

O líquido deve ser despejado em um prato próprio para queijo. Daí, deixe-o dessorando por 24 horas dentro da geladeira e é isso, está pronto para consumo!

11. Smoothie de Kefir

Delicioso em dias mais quentes, os smoothies costumam agradar todo mundo. Para essa receita, é preciso 500 mL de Kefir de leite, 200g de frutas vermelhas – pode ser amora, framboesa ou morango -, 1 colher (sopa) de semente de chia, 100 mL de leite de coco e 50g de nozes (se você quiser).

Os ingredientes devem ser adicionados no liquidificador e formar uma consistência pastosa. Caso queira, acrescente gelo para deixá-lo bem geladinho!

12. Bolo de Kefir

Para fazer um bolinho delicioso e fit de Kefir, é preciso apenas 1 copo do produto, 2 copos de farinha de trigo, 2 copos de açúcar, 3 ovos, margarina – ou alternativas – e 1/2 copo de óleo.

Depois, é só juntar tudo e bater em uma batedeira até deixar a massa homogênea. Mesmo esquema que um bolo normal. O forno a 180º C é o ideal para deixá-lo douradinho.

Como você pode ter percebido, não é tão difícil assim ser saudável e ter uma vida voltada para o bem-estar, né? Não perca tempo e vá atrás do seu novo filhinho.

Fonte(s): Juliana Garcia Dias, Cristiane Braga Kanashiro, KEFIR: uma nova fonte alimentar funcional?, Tudo Gostoso, Pão de Açúcar, Dicas de Treino, Receitas Natureba, Temperando, O que é Kefir?, Receita Natureba, Dieta e Saude
Natalia Almeida
Estudante de jornalismo, 21 anos e capricorniana. Veio ao mundo para aproveitar a festa que é a vida e escrever sobre isso.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui