• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Vai, planeta!

‘Jardim na Garrafa’: a solução para quem nunca lembra de colocar água nas plantas

Elas podem sobreviver mais de 60 anos regando pouquíssimas vezes.

Você até tentou trazer um pouco de verde pra sua casinha, mas seus cuidados com a plantinha não foram suficientes pra mantê-la viva.

Mas relaxe, quem sabe a salvação seja mesmo usar a mesma técnica empregada pelo inglês David Latimer. Mesmo tendo regado apenas duas vezes (em 1960 e em 1972), ele mantém a mesma planta viva há quase 60 anos.

Latimer na realidade fez o que hoje é conhecido como “Jardim na Garrafa” (ou terrário fechado), uma maneira de cultivar plantas dentro recipientes, que permitem à vegetação criar seu próprio ecossistema. Ou seja, através da fotossíntese, a planta consegue desenvolver-se, alimentar-se e sobreviver, sem necessidade de qualquer intervenção.

Assim que Latimer colocou dentro de uma grande garrafa de vidro o composto (terra fertilizada), a muda de tradescantia e um pouco de água, tudo o que é necessário para o desenvolvimento da planta estava ali. Ela então absorve o pouco de água pelas raízes, libera essa umidade pela transpiração, que voltava ao estado líquido ao entrar em contato com o vidro, escorrendo de volta para terra. Um ciclo “eterno”, independente do mundo exterior.

A técnica tem ficado bastante popular nos últimos tempos e já é possível encontrar os “vasinhos” com certa facilidade em lojas do ramo. Se quiser fazer a sua, basta clicar aqui.

Daniel Latimer e seu Jardim na Garrafa com quase 60 anos.

Outros dois exemplos de Jardim Garrafa

Para criar uma ilusão de floresta, há quem utilize miniaturas dentro das garrafas.

Fonte(s): Hypeness, Bored Panda, Daily Mail, UOL
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui