• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

Intocáveis (Vale 9,5) #PraAssistir

Cinema francês: lento, reflexivo, piadas difíceis, certo? Errado.

 

Cinema francês: lento, reflexivo, piadas difíceis, certo? Errado. Aposto que muita gente deixou de assistir ao genial Os Intocáveis por conta do cartaz com carinha de filme de mãe.

 

intocáveis 1

(Intouchables – 2011)

 

Dirigido e escrito por Olivier Nakache e Eric Toledano, inspirado em uma história real, o longa foi uma surpresa em 2012, conquistando os interessados em cinema inteligente sem pedantismos e muito bem humorado.

 

intocáveis 2

 

Depois de ficar tetraplégico devido a um acidente, um aristocrata francês, Philippe, contrata um jovem do subúrbio para ser seu enfermeiro, Driss. O filme gira em torno do choque cultural de um em relação ao outro, e de como isso afeta suas vidas.

 

Intocáveis 3

 

Tinha tudo pra virar um filme do tipo “lição de vida” e, felizmente, sai do lugar-comum e trata de um assunto pesado da maneira mais brilhante que já vi.

 

 

ACOMPANHÔMETRO

Vale ver sozinho ou acompanhado. Desconheço alguém que acharia Os Intocáveis desagradável.

HUMORÔMETRO

Veja se estiver a fim de rir e ficar comentando as piadas depois. Se estiver esperando um filme para pensar na vida, melhor deixar para outra hora.

VALE A PIPOCA?

Vale demais, vem gente!

PRÊMIOS

Foi indicado para:

Globo de ouro de melhor filme estrangeiro

BAFTA de melhor filme em língua estrangeira

Levou:

Black Reel de filme destaque estrangeiro

César Awards de melhor ator (Omar Sy)

Image Awars de filme destaque internacional

Entre outros.

TRILHA SONORA

Bacana, mas fora os momentos em que a música é ponto central da cena, nada muito destacável.

NOTA

9,5

EU QUERO!

DVD / Blu-Ray / Assista Online

 

karoline vitto gomes

 

Karoline Vitto Gomes – estudante de moda em Florianópolis, amante de cinema, fotografia, design e arquitetura. Como qualquer pessoa que mora sozinha, comida e filmes são mais que obrigação. De ci-fi a gângster, Disney a Tarantino, não esperem aqui uma linha que siga em uma única direção: por um mundo cinematográfico eclético e de boa qualidade.

 

 




Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui