• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Nova “Gelatina vegana” da Dr. Oetker faz sucesso mas não é vegana e nem gelatina 

Produto anunciado como opção vegana tem algumas ressalvas.

Como sabemos que para manter uma dieta vegana (ou vegetariana estrita) é necessário abrir mão de certas comidinhas, há pouco tempo fizemos uma matéria onde listamos vários substitutos orgânicos para o ovo, ingrediente básico em muitas guloseimas.

Voltamos no mesmo assunto para anunciar que agora a boa e velha gelatina já tem uma versão sem ingredientes de origem animal nos supermercados brasileiros.

Conforme informou o portal vegano Vista-se, a novidade não é bem uma iniciativa inédita da Dr. Oetker, empresa alemã que trouxe em 2015 as opções veganas ao consumidor brasileiro. Na época, o produto foi comercializado com o nome “Meu Lanchinho” e passado pouco tempo, teve sua distribuição suspensa.

Porém, a empresa voltou atrás incluindo novamente a opção entre seus produtos, agora com polpa de fruta, embalagem toda plástica e nomeada como Gelatifruti.

Ela tem como ingrediente principal o amido de milho (em substituição ao colágeno bovino) e  não vem adoçada, dando mais essa opção saudável ao consumidor.

Mas nem tudo são flores…

Se você, vegano, já ficou com água na boca para experimentar, calma lá. Nem tudo o que envolve essa gelatina é exatamente como vem sendo anunciado.

Para começar, as gelatinas ainda continuam cheias de corantes e o amido de milho usado na fórmula é transgênico.

E para os veganos “raiz” tem mais um problema, apesar de não usar nenhum ingrediente de origem animal neste produto, o processo de produção do alimento é feito em um mesmo ambiente onde são feitos outros produtos da marca, por este motivo há a possibilidade do produto ter traços de ovos ou leite.

Ou seja, mesmo não tendo contato direto entre esses alimentos, a gelatina “vegetariana estrita” não pode ser considerada realmente vegana. A própria empresa reforça isso, em um dos comentários feitos no Facebook ela alega que não possui produtos veganos em sua linha.

Além disso, segundo alguns comentários, a gelatina não agradou muito.

Algumas pessoas alegaram que ela não dissolve com facilidade, por não ser adoçada é preciso colocar um monte de açúcar e que sua consistência parece um mingau. Fato que precisa ser esclarecido, pois a empresa nunca declarou que o produto era de fato uma gelatina, inclusive até a anuncia apenas como uma sobremesa, leve e cremosa.

Vale pontuar que já existem diversas opções de gelatina vegana, como as feitas a base de algas marinhas (ágar-ágar), porém, essas costumam estar disponíveis apenas em lojas especializadas ou na internet.

Se ficou na vontade de experimentar a novidade, a Gelatifruti pode ser encontrada em qualquer mercadinho, nos sabores morango, abacaxi e uva.

Fonte(s): Vista-se, Oetker
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui