• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Ficar sentado por 8 horas é um veneno mortal, segundo estudo

Todo mundo de pé! O alerta serve para turma que fica deitada também.

Pra turma do desafio “Parara Tim Bum”, fica um alerta: Ficar sentado demais pode matar.

03c1a-467b26e2-1c35-4f76-93cd-35d003ec683b

Mas, calma, respira e não pira, ainda tem solução.

O cientista canadense Dr. David Alter liderou uma metanálise baseada em 47 estudos sobre doenças relacionadas a falta de atividade física, e ao contrário das pesquisas que mostram apenas as vantagens de sofrer fazer exercícios, ele focou nos preguiçosos, em seu comportamento sedentário, mais precisamente em quanto tempo as pessoas estudadas ficavam sentadas por dia.

Constatou-se que aqueles que ficam sentadas por oito horas, ou mais, correm mais riscos de desenvolver doenças no coração, diabetes e câncer. E pasmem, essa turma é 24% mais propensa a bater as botas.

n6rsbPY

Galera fitness, cuidado!

Outro importante ponto observado é que mesmo se fizermos exercícios regularmente, não escapamos dessa, pois o tempo que passamos sentados ou deitados pode ser quase o mesmo daqueles que não fazem nenhum exercício. O importante mesmo é ficar em pé, seja se exercitando, ou não.

reverse-1352138228_sitting_treadmill_exercise

O recomendado

Dr. Alter indica em sua pesquisa que as pessoas que ficam muito tempo com a bunda colada na cadeira devem reduzir esse tempo de 2 a 3 horas, e já que inevitavelmente hoje em dia a maioria das pessoas trabalham assim, fazer alguns intervalinhos de 30 em 30 minutos vai bem. Dá uma voltinha, vai pensar na vida, só não rola ir fumar, né? E se tiver em casa é só descolar do sofá quando o programa entrar nos comerciais.

4vjdxGH

Uma ideia que vem sendo bastante difundida na gringa é apostar em estações de trabalho onde fica-se em pé, ou mesmo mesas que levantam sozinhas, sim isso existe.

a1ba635f0504922839b172de2dfbd783_970x

news.distractify

 

Imagem de capa: motherboard

Fonte: annals | medicalnewstoday | uhn

Redação - Almanaque SOS
Desvendando o dia a dia. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui