• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right

Experimento revela como o tipo de maquiagem altera a percepção no Tinder

Veja como se maquiar para arrumar um amigo, namorado ou sexo.

 

Uma porção de pessoas perde um tempão tentando descolar uma f*da no Tinder, não se importando muito com o tanto de ilusão que o aplicativo vende, a galera se deixa levar pelas poucas fotos de exibição e parte para cima com seus papos furados, repletos de elogios e gentilezas dispensáveis.

Intrigada com isso, Brinton Parker resolveu ampliar a sua pesquisa sobre a percepção social da beleza dentro do famoso app, avaliando as diferentes reações de homens (e mulheres também) em relação a diferentes níveis de maquiagem.

 

O Experimento

Ela namora, mas fez três contas com o seu nome, idade, colocando supostas páginas favoritas no Facebook (a maioria relacionada a Game of Thrones), buscando apenas homens ente 21 e 35 anos que estivesses a até 70km de distancia. Seu lema era “Fico pirada com o quanto sou tão incrivelmente abençoada” e mudando apenas as fotos em três níveis de maquiagem: zero, médio e pesado.

Mandou pra direita (aprovando) os 100 primeiros sujeitos que apareceram como sugestão em cada conta e ficou no aguardo do match deles e de suas mensagens, para avaliar alguma tendência geral a partir das suas “melhorias cosméticas”.

E o resultado foi:

Sem maquiagem

2014-06-18-HP11-thumb

Pegando as suas fotos mais “normais”, sem maquiagem, Brinton reparou que, em geral, as mensagens que recebia eram mais amistosas, com perguntas sobre o seu dia e filme favorito, além de elogios ao seu sorriso e de como ela é “bacana”ou “bonita”. Com essas fotos os interesses se voltavam à personalidade dela, likes no Face e experiências cotidianas.

Total de matches: 100/100
Total de mensagens recebidas: 28
Faixas de idade:

  • 21 a 23: 45%
  • 24 a 26: 28%
  • 27 a 30: 19%
  • 31 a 33: 4%
  • 34 a 35: 4%

Maquiagem média

2014-06-18-HP13-thumb

Com maquiagem média, os resultados foram completamente diferentes. A primeira mensagem enviada para ela foi tão grosseira que a envergonhou, e as seguintes também se concentravam mais na sua aparência do que com o outro perfil. Os simpáticos, dos elogios e da preocupação com o seu dia, ainda estavam lá, mas eles já eram mais diretos e queriam encontrá-la pessoalmente – e imediatamente.

Total de matches: 100/100
Total de mensagens recebidas: 47
Faixas de idade:

  • 21 a 23: 32%
  • 24 a 26: 29%
  • 27 a 30: 25%
  • 31 a 33: 9%
  • 34 a 35: 5%

Maquiagem pesada

2014-06-18-HP15-thumb

Assim como nas contas anteriores, o seu pefil teve as fotos alteradas, agora Brinton estava com uma maquiagem pesada – batom forte e sobrancelhas delineadas. O mais surpreendente nesta etapa do experimento foi que muitos homens elogiaram a sua maquiagem e estilo, ao mesmo tempo que comentaram menos sobre a sua aparência, sendo mais educados, ao contrário da expectativa.

Total de matches: 85/100
Total de mensagens recebidas: 52
Faixas de idade:

  • 21 a 23: 38%
  • 24 a 26: 29%
  • 27 a 30: 25%
  • 31 a 33: 6%
  • 34 a 35: 2%

 

Conclusões

O texto abaixo foi feito pela própria Brinton Parker:

“Este experimento realmente abriu meus olhos para muitas coisas. (…) Apesar das minhas reservas sobre todo o conceito, porém, os rapazes no Tinder me surpreenderam. Mais homens procuraram a garota sem maquiagem do que a outra muito maquiada, mas eles pareciam mais agressivamente interessados em um rosto enfeitado com níveis médios de maquiagem.

Sua linguagem parecia refletir o que eles pensavam da mulher por trás da maquiagem, tratando minha conta de cara lavada como uma amiga, mais que uma paquera. Embora eu ache uma pena que muitos desses homens considerem uma mulher mais sexualizada, por causa dos cosméticos, sua cordialidade na maioria das mensagens foi animadora.

Enquanto os mais negativos entre os caras do Tinder pareciam ter a mentalidade antiquada de que a maquiagem/roupas de uma mulher refletem sua disponibilidade sexual, a maioria dos outros rapazes parecia tão respeitável quanto possível na busca de uma namorada, já que o aplicativo é feito para julgar com base nas aparências.”

Valeu, Brinton!

 

Fonte: bustle

Rodrigo Guarizo
Jornalista em formação, já passou pelo Portal ObaOba e já brincou de social media, além de produzir festas por São Paulo e rodar o país tocando em baladas. Dono do incrível poder da memória inútil, conta histórias ricas em detalhes que ninguém se importa. Mas são legais.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui