• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Estudo revela que a tua enxaqueca pode estar ligada a saúde bucal

O número elevado de bactérias na boca pode causar dor de cabeça.

Quem sofre da terrível enxaqueca, provavelmente tem em sua listinha alguns alimentos que precisam ser evitados, pois parecem agir como um pontapé para as dores darem o ar da graça.

No entanto, agora pesquisadores descobriram que a culpa não é bem dos alimentos, mas, sim, de uma bactéria presente na sua boca.

Um estudo realizado na Escola de Medicina da Universidade da Califórnia, em San Diego, mostrou uma maior incidência de enxaqueca em pessoas que abrigam um grande número de determinadas bactérias na boca.

Segundo os especialistas, essas bactérias são responsáveis por degradar o nitrato, substância presente em alguns alimentos, como certas hortaliças e embutidos.

Ou seja, a quantidade dessas bactérias presentes na boca influencia muito mais a crise  de enxaqueca que o alimento em si.

A culpa é das estrelas bactérias

Os pesquisadores partiram da suspeita de que alimentos como vinho, chocolate e os que contém nitrato, pudessem causar enxaqueca. Então, analisaram as bactérias de 172 amostras orais e 1.996 fecais dos voluntários norte-americanos. Além da análise, os doadores dos materiais diziam se sofriam da doença ou se tinham outros problemas de saúde.

Eles descobriram que, apesar dos tipos de micróbios encontrados nas análises não variarem muito entre os indivíduos, o volume de bactérias que degradam o nitrato era bem maior em quem sofria de enxaqueca, e esse número foi mais expressivo nas amostras orais.

Isso ocorre, segundo o estudo, porque essas bactérias presentes na boca são capazes de transformar o nitrato em nitrito.

Esse composto, ao cair na corrente sanguínea, torna-se óxido nítrico (NO) que funciona como vaso dilatador, melhorando o fluxo do sangue. Por isso, o nitrato também serve como base para medicamentos que aliviam a pressão.

Como 80% dos usuários desse tipo de remédio relatam a enxaqueca como efeito colateral, os pesquisadores tecem a hipótese de que o número elevado dessas bactérias causa o mesmo efeito desses tipos de medicamentos – ou seja, dor de cabeça.

Fonte(s): Correio Braziliense
Rui Davi
Comunicador baiano que toca guitarra e ainda espera ser um astro do Rock. Enquanto isso, se contenta em escrever. Fã de boas histórias. Faz roteiros, fotografa, edita videos, canta e sapateia.

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui