• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Estamos levantando coisas do chão da maneira errada, alertam especialistas

Você pode estar destruindo sua coluna sem saber.

Esse é mais um episódio de “coisas que fizemos errado a vida toda“, dessa vez vamos quebrar os paradigmas da saúde.

Um vídeo que está circulando na rede mostra, de uma maneira bem visual e muito fácil de entender, qual o jeitinho certo de levantar coisas pesadas. E, provavelmente, estamos fazendo errado… para variar.

ERRADO!

O vídeo foi editado e compartilhado pelo especialista em biologia humana e quiropraxista, Dr. Jacob Harden, da Flórida, Estados Unidos. Ele mostra, através de um bonequinho articulado, como nosso corpo reage quando levantamos coisas pesadas do jeito certo e do jeito errado. Sério, a diferença do esforço na nossa coluna é impactante!

Na descrição do vídeo, o doutor revela que tudo não passa de física. Quanto mais distante o objeto estiver do eixo de rotação, ou seja, do quadril, mais pesado ele ficará.

Maneira Errada: Levantando de longe. Isso leva ao encurvamento da coluna.

Por este motivo, o especialista indica que aproximemos o objeto o máximo possível do nosso corpo, pois assim o esforço não se concentrará na coluna, que ao ficar estável, evita riscos de lesões.

Caso o “peso” esteja no chão, é importantíssimo dobrar as pernas e agachar com a coluna reta, fazendo força para levantar apenas com as pernas (quase como os exercícios de agachamento das academias).

Maneira correta: Levante com suas pernas

Assim, a coluna consegue fazer o movimento com estabilidade, pois serão os músculos da perna que farão o maior esforço, inclusive dando alívio para a região lombar, por exemplo.

Dê uma olhada no vídeo (em inglês), originalmente foi publicado pelo também quiropraxista Dr. Jake Price DC.

Fonte(s): Dr. Jacob Harden - Instagram, Kake Price DC - Instagram, Gustavo Zorzi - Youtube
Redação - Almanaque SOS
Desvendando o dia a dia. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui