• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Como fazer a famosa Coxinha de Jaca: a receita para qualquer fã de frango se apaixonar

Quem comeu aprovou: ‘Se falar que é frango, você acredita!’

Você pode ouvir ótimos motivos para iniciar uma dieta vegetariana ou vegana, mas só de pensar em nunca mais comer uma coxinha de frango, essa ideia parece distante demais para sua vidinha.

Mas quem disse que vegetarianos e veganos precisam abrir mão do quitute mais amado do Brasil? Acredite, é possível fazer uma incrível coxinha de frango substituindo a carne do animal por jaca. Sim, a aquela fruta gigante!

Segundo a nutricionista Flora Vieira, em entrevista ao site do jornal O Globo, a jaca verde inclusive pode ser considerada um legume, devido a ausência de açúcar e o uso em diversos pratos salgados, pois sua polpa, quando desfiada e bem temperadinha, fica semelhante a carne de frango, e ainda é rica em vitaminas, minerais, ferro, potássio, cálcio e fósforo.

O canal VegetariRANGO publicou uma receitinha completa e super divertida dessa iguaria. E para a sorte da nossa falta de habilidade, apesar de parecer complicado, não é um bicho de sete cabeças. Se liga!

 

Passo a Passo

Ingredientes:

Para Massa:

  • 1 kg de Batata Cozida (guarde meio copo da água do cozimento)
  • Sal
  • Cebola (em Pó de preferência)
  • Alho (em Pó de preferência)
  • 2 colheres de Azeite
  • 600 gramas de Farinha de Trigo
  • Farinha de Rosca
  • Óleo

Para Carne de Jaca:

  • Jaca Verde
  • Curry
  • Colorífico 
  • Açafrão
  • Cebola e Alho
  • Tomate
  • Salsinha

Como Fazer:

Antes de qualquer coisa, para evitar que a “cola” da jaca grude nas suas mãos, facas, na tábua de corte, besunte tudo com óleo de cozinha.

Corte uma fatia relativamente grossa da fruta. Ela precisa caber na sua panela de pressão.

Coloque a fruta na panela de pressão, já com água, tampe e leve ao fogo.

Assim que começar o barulhinho da pressão, conte 20 minutos.

Retire a fruta da panela, tire a casca e corte fora o miolo e as sementes. Sobrará apenas a polpa, que estará bem desfiada, muito semelhante a textura da carne de frango.

Refogue com um pouco de óleo, a cebola e o alho. Quando a cebola já estiver meio transparente, acrescente a fruta que cozinhou.

Dilua um pouco de colorífico, curry e açafrão (a gosto) em 1/2 copo de água e acrescente na panela.

Além do sabor, é essa misturinha que dará aquela corzinha de frango de coxinha à jaca.

Adicione o tomate, a salsinha, o sal, mexa mais um pouquinho e reserve. O recheio já está pronto.

No liquidificador, bata as batatas cozidas junto com um pouco da água do cozimento. Se ainda estiver difícil do liquidificador bater, vá colocando mais água, até que ele dê conta.

Adicione uma colher rasa (sopa) de cebola e alho em pó. Também coloque sal (a gosto) nessa mistura.

Caso não tenha esses temperos em pó, refogue e jogue no copo do líquidifacador, junto com as batatase  bata mais um pouco. Porém, o em pó “pega” mais gosto, segundo o vídeo.

Despeje essa mistura em uma outra panela e deixe no fogo até que comece borbulhar.

Retire do fogo e vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos e mexendo sempre. Vai empelotar, mas não se preocupe, é assim mesmo.

Mexa bem, agora será preciso um pouco de força nos braços.

Leve a panela novamente ao fogo e continue mexendo. A ideia é que a massa vire uma bolinha homogênea, que desgrude do fundo da panela. Acrescente duas colheres de sopa de óleo à massa, mexa mais um pouco e desligue o fogo.

Para saber se esta no ponto, retire um pedaço da massa, faça uma bolinha pequena e espere esfriar. Se quando fria, a massa não grudar na mão, está pronta.

Faça discos grossos com a massa, coloque o recheio bem no centro e feche, moldando no formato de coxinha.

Não exagere no recheio para conseguir fechar o salgado depois.

Se você quiser incrementar ainda mais sua iguaria, pode colocar junto ao recheio catupiry, se for vegano, pode colocar algum queijo vegetal (ele usa Queijoquinha).

Passe a coxinha numa mistura de farinha e água e em seguida na farinha de rosca.

Agora frite o quitute em óleo quente.

Se você quiser ser ainda mais saudável, pode-se assá-lo também, mas o sabor não fica tão delicioso.

Prontinho, agora é só devorar!

 

Veja abaixo o vídeo da receita completa:

Fonte(s): VegetariRANGO - Youtube, O Globo
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui