• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Esqueceu de deixar o feijão de molho? Conheça um truque rápido!

Aprenda um método emergencial para deixar o feijão de molho em 1 hora.

Bruno Oliveira Publicado: 27/09/2022 09:50 | Atualizado: 29/09/2022 11:40

Fazer remolho do feijão por 8 a 12 horas é muito importante, mas o que fazer quando se esquece de colocar o feijão na água? Neste artigo vamos ensinar uma dica simples para te salvar dessa. Se liga!

 

Como deixar o feijão de molho por 1 hora

Antes de mais nada, é importante reforçar que o tempo ideal para deixar o feijão de molho, segundo estudos, é de 8 a 12 horas.

Ao fazer isso, você elimina os fitatos (fator antinutricional), facilita a digestão do alimento, a absorção dos nutrientes presentes nele pelo seu corpo, o cozimento, além de dar aquela economizada no gás.

Mas se você esqueceu de fazer isso, se liga na dica!

 

Passo a Passo

A primeira coisa que você precisa fazer é colocar o seu feijão na panela e adicionar água até que cubra os grãos. Um ou dois dedos de água a mais deve ser o suficiente. Em seguida, leve-o para o fogo.

 

Quando você colocar o feijão na água, alguns caroços podem boiar, separe-os com uma peneira ou com as mãos, caso a água ainda não esteja quente.

Os caroços boiam por conta do ar que pode ter acumulado em seu interior, seja por ter abrigado algum inseto ou simplesmente por estar um pouco velho.

 

Quando a água ferver, tampe a panela e deixe “cozinhar” por uma hora. Se estiver usando uma panela de pressão, lembre-se de tirar a borrachinha! Caso suba uma espuminha durante o cozimento, é recomendado removê-la pois é nela que estão as principais toxinas da fermentação, conforme testamos (e explicamos melhor) neste vídeo.

 

Passada uma hora, escorra a água do cozimento, lave bem os caroços em água corrente e o seu feijão está pronto para ser cozido normalmente. Facim, facim!

 

Confira o que a galera achou da dica

Alguns seguidores adoraram a dica e ainda comentaram sobre as gambiarras que eles usam logo antes de cozinhar o feijão:

“Eu não fervo, só aqueço. Mas eu já faço isso faz tempo, economia de tempo e de gás. Mas só pra cozinhar mais rápido mesmo, porque gases não me dá de nenhuma forma.”, explica Glaucia Regina em nossa página no Facebook.

“Eu sempre coloco o feijão com água e deixo 10 min no microondas e depois mais 30 min. Quando esfria, escorro água e cozinha rapidão! 😁”, complementa o Josildo Carlos em nosso TikTok.

“É muito mais econômico deixar o feijão de molho de véspera, ele cozinha em 10 minutos! 😱😱😍😍”, reforça Ritaka Nascimento em nosso Instagram.

“Maravilhoso!!!!!!!!! Nunca mais vou deixar feijão de molho.”, disse Samanta Holística em nosso canal no Youtube.

Porém, Samanta, embora essa gambiarra seja realmente maravilhosa, ela funciona apenas como um método emergencial, pois não cumpre a mesma função de deixar o feijão de molho de um dia para o outro. Apenas acelera, por conta do calor, parte desse processo.

 

Porque  deixar o feijão de molho por 12 horas ainda é melhor

Segundo estudo realizado pela UFSC, deixar o feijão de molho é um processo extremamente necessário se você quiser eliminar antinutrientes presentes no alimento, além de agilizar o seu processo de cozimento.

Em outras palavras, ao fazer isso você elimina antinutrientes presentes no feijão (como os fitatos e polifenóis), garante um caldo mais consistente e uma preparação mais rápida. Vale ressaltar que os antinutrientes são compostos que quando consumidos reduzem o valor nutritivo dos alimentos.

Também consultamos o nutricionista Thiago Bronze que já falou bastante sobre o assunto em seu Instagram:

“Tudo o que você precisa fazer é deixar as leguminosas de molho, e trocar a água algumas vezes! Um processo chamado de “remolho”, e o ideal é que elas fiquem entre 8 e 12 horas nesse processo! Eu deixo por até 24 horas, dependendo do grão!”, conta em sua postagem.

De acordo com estudo publicado pela Unicamp, o que também ajuda a expelir as toxinas é o processo de fermentação dos grãos, que começa a ocorrer logo após algumas horas de molho. Outro processo que acontece logo em seguida é o de germinação, que também ajuda a expulsar as toxinas de maneira mais natural.

Contudo, é necessário trocar a água durante o processo, caso contrário você vai ingerir todas essas toxinas expelidas durante o processo de remolho do alimento.

“O fitato não é muito interessante para nós pois prejudica a absorção dos nutrientes do próprio feijão, como por exemplo o ferro, nutriente tão importante na nossa alimentação.”, explica Thiago Bronze.

Por outro lado, o método emergencial que ensinamos neste artigo deve ser tratado como tal. O motivo é que ele não abre espaço para que o feijão passe por todos os processos naturais que explicamos anteriormente.

O que acontece nesse caso é o pré-cozimento do feijão e o amolecimento da casca, que por conta do calor faz com que os caroços liberem um pouco dessas toxinas presentes nela, deixando o feijão mais leve, porém não sendo tão efetivo quanto o método convencional, mais demorado.

Thiago também falou um pouco sobre o assunto em uma de suas publicações:

“Durante o cozimento, esses compostos já sofrem uma certa redução, mas uma ótima alternativa para reduzir ainda mais seus níveis seria deixar o feijão em remolho por 12 a 24h.”

Em suma, esse truque é mais recomendado para os casos em que você tenha esquecido, já que o método tradicional funciona melhor e é o mais indicado pelos especialistas.

Fonte(s): Casa Prática Qualitá, Central Unimed, vitat, Monta Encanta
Bruno Oliveira
Atleta virtual, jornalista, podcaster e gamer de esquerda nas horas vagas. Acredita piamente na capacidade do ser humano de ser melhor, sempre. Dog person e pernambucano, observa o mundo em camadas.
tags: comida , demolho , feijão , rango

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui