• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Faz Tudo

chevron_left
chevron_right

Desinfetante natural poderoso com restos de Limão

Esse produto é sustentável, bom para o bolso e terrível para os micro-organismos.

Bruno Oliveira Publicado: 05/09/2022 09:44 | Atualizado: 05/09/2022 09:56

Manter a casa limpa pode ser um desafio e tanto, principalmente quando o mercado te empurra cada vez mais “produtos de limpeza mágicos” que são caros e no fim das contas fazem a mesma coisa.

E se a gente te dissesse que dá para economizar e ser sustentável quando o assunto é limpeza. Fazer um desinfetante caseiro com restos de casca de limão vai resolver a maioria desses problemas. Seguindo a receita do canal Menos 1 Lixo, vamos ensinar a fazer um desinfetante natural que é o verdadeiro terror das bactérias. Bora lá!

 

Como fazer um desinfetante natural

Para esta receita você vai precisar dos seguintes itens:

  • Borrifador limpo e seco

  • Cascas de limão (use as que iriam pro lixo)

  • 500ml de álcool 70º

  • 500ml de água

Cuidado: note que no vídeo nós sugerimos bater o álcool puro no liquidificador, o que pode ser perigoso pelo risco de induzir incêndio. Sendo assim, recomendamos que desconsidere essa etapa. Daremos detalhes mais à frente neste artigo.

 

O primeiro passo é adicionar as cascas do limão no liquidificador. Logo depois, adicione a água e bata bastante até que a casca se dissolva bem.

 

Na sequência, use uma peneira para separar o bagaço do líquido. Feito isso, acrescente o álcool, despeje no borrifador e é isto! Não se esqueça de dar uma boa chacoalhada na garrafa para misturar bem os ingredientes antes de usar.

Esse desinfetante pode ser utilizado em superfícies

 

Como o desinfetante age contra os micro-organismos

Primeiramente, você precisa saber que apenas o álcool 70 (70% álcool, 30% água) é capaz de agir contra os micro-organismos que são nocivos à saúde. Ademais, para ter efeito é necessário que o produto esteja em contato com a superfície por, pelo menos, 30 segundos e seja friccionado para que atinja o interior das células e as elimine.

No caso do limão, ele tem um composto conhecido como limoneno que garante uma reação química contra bactérias, o torna antifúngico, ajuda a dissolver a gordura e ainda desenvolve um efeito inseticida.

Caso você também queira deixar o seu piso brilhando e a casa com um cheirinho ainda mais gostoso, saiba que temos para você uma outra receita de desinfetante caseiro que também é super barato.

 

A opinião da galera sobre o desinfetante

Alguns seguidores do Almanaque SOS compartilharam suas opiniões com a gente nas nossas redes sociais:

“Meu projeto da feira de ciências foi fazer esse desinfetante kkkkkkk a escola passou a usar apenas esse desinfetante, realmente é muito bom !”, comenta Júlia Salvino em nosso canal no Youtube.

Já a Marina Teles teve uma dúvida interessante, e comentou em nossa página no Facebook:

“Será que se fizer com o limão caipira dá certo?”

A resposta para a Marina é sim! Todas as frutas cítricas da família do limão funcionam bem. Entretanto, quanto mais ácida a fruta, melhor contra as bactérias.

Ademais, alguns seguidores se preocuparam com a exposição do álcool a certas fontes de calor:

“Mas não tem perigo? O produto e inflamável!”, pergunta Vilma e Souza em nosso Instagram.

“GENTE, CUIDADO COM ISSO PERTO DO SOL!!!!!”, alerta Victor em nosso TikTok.

 

Em quais situações o álcool é capaz de entrar em combustão

Embora todos nós saibamos que o álcool é um combustível altamente inflamável, precisamos destacar algumas circunstâncias em que uma combustão pode ocorrer.

Todavia, é preciso ressaltar que o calor por si só não é suficiente para inflamar o álcool, ele também precisa do oxigênio do ar. Caso contrário, ele entra em estado gasoso e evapora, conforme indica a ficha técnica disponibilizada pelo CETESB.

1. Contato com chamas a temperaturas mais altas que 26ºC

O fato é que existem chamas em temperaturas tão baixas que chegam a ser invisíveis ao olho humano. Sem um equipamento adequado, essas chamas podem ser entendidas como calor e não como chama.

Ou seja, é possível que algumas superfícies em contato constante e direto com o sol estejam produzindo chamas sem que você perceba. Sendo assim, se o álcool, que é um combustível, tiver o oxigênio ao seu dispor (comburente), tudo que ele precisa é do calor para entrar em chamas.

Mas calma, que precisa ser MUITO calor.

2. Quando exposto a uma temperatura maior que 370ºC

A princípio precisamos definir que todo combustível tem o seu ponto de combustão, o que no geral quer dizer uma temperatura em que o composto consegue criar fogo permanente por si só. No caso do álcool o seu ponto de combustão é de 370ºC.

Dito isso, as chances do álcool chegar gradualmente a uma temperatura tão alta e não evaporar são muito baixas. Todavia, o aquecimento gradual nem sempre é o caso, visto que a maioria dos acidentes envolvendo incêndios por álcool envolvem contato direto com chamas de indutores comuns como isqueiro, fósforo e até a chama do fogão.

Sendo assim, todo cuidado é pouco e você deve manter o seu desinfetante natural longe desse tipo de objetos.

3. Ao entrar em contato com uma faísca

Conforme dito no início deste artigo, durante a reprodução da dica nós batemos o álcool puro dentro do liquidificador, o que não é recomendado. O motivo disso é que todo esse processo entrega tudo que o álcool precisa para pegar fogo.

Em outras palavras, alguns eletrodomésticos esquentam enquanto estão em uso (calor) e no caso do liquidificador, o oxigênio (comburente) não só é presente como circula livremente dentro do aparelho durante o uso. Tendo esse cenário posto, basta um pequeno curto circuito (vindo do motor) em contato com o álcool (combustível) para ativar as chamas que rapidamente vão se espalhar para todos os lados.

Em suma, a forma mais segura é bater limão apenas com a água e só depois adicionar o álcool, conforme indicado nesta publicação.

Fonte(s): decorfácil, Noronha Produtos Químicos, Areaseg, Sci Elo Brasil, La ferretti Frutas, WINGS
Bruno Oliveira
Atleta virtual, jornalista, podcaster e gamer de esquerda nas horas vagas. Acredita piamente na capacidade do ser humano de ser melhor, sempre. Dog person e pernambucano, observa o mundo em camadas.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui