• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Faz Tudo

chevron_left
chevron_right

Decoração também é coisa de menino

Essa história que homem pode isso e mulher pode aquilo é mais velha que as comidas da sua geladeira

Dario C L Barbosa Publicado: 14/06/2013 14:48 | Atualizado: 14/06/2013 14:52

imagem_interna_post2

 

Minha paixão por decoração teve início há alguns anos quando fui morar com minha ex-namorada. A delícia de montar cada cômodo do jeitinho que você sempre quis, sem intervenção dos pais, seja por gosto deles ou financeiramente, é algo que só quem vivenciou pode explicar. Acaba virando um hobby e nem precisa de elogios de amigos para nos motivar, cada dia mais, a decorar cada cantinho.

Mas como nada que é bom dura pra sempre, nos separamos e voltei para a casa de meus pais. Sim, a casa em que eu morei 20 anos e que já não via mais como minha. Tinha tudo do bom e do melhor, chocolatada antes de trabalhar, comida pronta, roupa lavada e passada, mas eu me sentia um hóspede. Agradeci aos meus pais pelo super apoio e disse que seria provisório até que me recuperasse psicologicamente para encarar algo que eu nunca tinha feito: morar sozinho. Até então, já tinha dividido um apê de 3 quartos com duas amigas. No meio do caminho uma delas teve um bebê! E na suíte morava com minha ex. Dividir apê é legal, mas por um tempo. Principalmente quando tem mais de uma mulher nele. As coisas desandam, e o clima fica péssimo entre elas. Além do que os móveis são compartilhados, a decoração não é só sua, a louça empilha e sempre sobra pra alguém fazer mais do que os outros.

Enfim, voltando ao meu desafio “morar sozinho”. Nunca gostei da solidão. Tenho duas irmãs, pai, mãe, então a casa sempre estava cheia. Só de pensar no silêncio que poderia vir a experimentar morando sozinho, eu me assustava.

“Será que vou me adaptar?”; “E se eu me arrepender?”; “Chamo um amigo pra dividir o apê comigo?”. Dúvidas eram diárias e, a cada apartamento que visitava para alugar, deixava pra trás essas dúvidas, até que encontrei o ideal.

– Mãe, é este!

A burocracia de alugar um apê é um pé no saco. Fiador? Ah, não.

– Só aceitamos seguro fiança.

Já viram quanto custa um seguro fiança? Sim, é caro! Gira em torno de 1,5 o valor do seu aluguel. Mas pera lá! Não é calculado apenas sobre o valor do aluguel. É em cima do aluguel + condomínio + IPTU + luz + gás + etc. É absurdamente irritante ser obrigado a pagar ANUALMENTE simplesmente pra não usar. É pagar ou largar.

 

CHAVES ENTREGUES

No momento em que você pega as chaves e o apezinho “é seu”, a sensação é mais gostosa do que qualquer descida de montanha russa. A primeira coisa que fiz foi repintar todas as paredes. Estava pintadinho, mas o proprietário, de péssimo gosto, escolheu um bege “calcinha”. Brochante!

 

QUAL COR PINTO AS PAREDES?

 

apezinho-diegofavero-foto1-300x225

A que você quiser! O apê é seu e, se você quiser grafitar tudo, pintar uma parede de cada cor, rabiscar, não importa. Faça o que você sempre quis fazer e seus pais discordavam. Pintei todas as paredes entre tons de cinza claro e cinza escuro para dar um contraste legal. Como gosto (muito!) de amarelo, mas na sala do meu último apê com minha ex a sala tinha uma parede amarela, optei por não trazer essa lembrança e resolvi deixar o amarelo para o corredor da sala para o quarto. Assim, ao entrar no apartamento, o amarelo do corredor pode ser visto e a cor também está em algumas peças na sala: lustre, pufes, banquinhos e objetos de decoração.

Uma dica é baixar um programinha gratuito, o Google SketchUp. Ele é bem fácil de usar e você faz uma maquete 3D do seu apartamento. Daí, testa cores nas paredes, móveis nos lugares e assim vai conseguindo visualizar o que fica melhor em cada cômodo. Fiz isso com minha sala e hoje ela é bem perto do que projetei.

 

projeto-sala-diego-sketchup

 

No corredor, além da parede amarela, pintei outra com tinta de lousa preta, para que os amigos pudessem rabiscar e deixar sua marca por aqui. Coleciono garrafas de Absolut (gosto mais de colecioná-las do que de beber) e reservei uma prateleira na sala exclusivamente para elas.

 

apezinho-diegofavero-foto2-224x300

Outra dica legal é usar “fita led” para iluminação baixa na sala. Apliquei em cima do painel da TV e, quando aceso, deixa um clima suave. O metro dessa fita custa R$ 25, em média, e ela é encontrada facilmente em lojas de iluminação, em diversas cores (tem uma que até tem controle remoto e muda de cor!).

No quarto/escritório, optei por uma parede laranja contrastando com as demais, que são cinzas, coloquei prateleiras para minha coleção de garrafas e latas de Heineken, livros e tranqueiras.

Em outro post falo um pouco mais dos outros cômodos, como a cozinha, que é um dos meus prediletos por eu amar cozinhar (vai rolar até umas receitas para qualquer homem poder receber família, amigos e “amigas”)!

 

QUAL DECORAÇÃO USAR?

Depende do seu gosto. Eu não gosto de coisas antigas, artesanatos etc. Prefiro o estilo mais clássico/moderno, mas nada contra quem goste. Gosto é gosto e seu apezinho tem que estar com a sua cara. Não agrade os outros que virão. O importante é ter tesão em chegar em casa sozinho e curtir tudo aquilo que você escolheu.

O meu único problema é que nunca estou satisfeito com a decoração. Toda semana invento algo que está “faltando”. Tok Stok é a perdição e, apesar de ter produtos caros, há muita coisa que compensa comprar. Aliás, pra quem é de São Paulo e região, existe uma ponta de estoque em Barueri com muita coisa bacana e barata. Fuço muitos sites e me inspiro principalmente no Decora.me e no Pinterest.

Pra quem pensa que apartamento de homem só tem cerveja, vídeo-game, bagunça com mulheres e o ambiente é uma zona, estou aqui para mostrar que podemos ter nosso espaço tão bem organizado quanto o de vocês, mulheres. Adoro esse lado “dono de casa”.

Quem nunca acordou cedo num sábado com vontade de limpar o apê?

Prazer, Diego Fávero.

😉

 

Originalmente postado por Diego Fávero para o Blog

apezinho logo

 

 

Dario C L Barbosa
Fundador e editor do Almanaque SOS. Paulistano, formado em Comunicação Social, trocou os anos em redes de rádio e televisão pela internet em 2012. Vegetariano, meditante e ecossocialista na luta por consciência e equidade. ( Twitter - Instagram ).

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui