Crise existencial? Conheça a Logoterapia e descubra o seu propósito na vida
  • Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

chevron_left
chevron_right

Crise existencial? Conheça a Logoterapia e descubra o seu propósito na vida

O sofrimento pode gerar crescimento, amadurecimento e novas posturas.

Tati Santana Publicado: 07/12/2018 11:56 | Atualizado: 07/12/2018 12:08

Você já se pegou perguntando a si mesmo qual o sentido de estar vivo, ou qual a sua missão neste mundo, ou por que, mesmo com tantas oportunidades ao redor, tem se sentido perdido e totalmente sem rumo?

Bem, isto pode até parecer clichê, mas a verdade é que grande parte das pessoas já se pegou pensando em coisas como estas, e isto indica que muitas já passaram ou estão passando por uma crise existencial.

Como ninguém gosta de ficar preso em uma crise dessas, diversos métodos tem sido utilizados para encontrar uma boa saída. Entre eles está a Logoterapia, uma terapia que tem atraído diversas pessoas ao redor do mundo pela sua interessante proposta:

A busca pelo sentido

Em nosso artigo sobre o Ikigai, um conceito japonês sobre encontrar uma razão de viver, citamos a logoterapia como um dos métodos que pode ser utilizados para ter uma vida mais satisfatória.

Isto porque a terapia de “logo” ajuda pessoas a encontrar um propósito para a vida. O site especializado no tema, Logoterapia, explica que o termo “logos” é uma palavra grega que significa “sentido”.

Assim, segundo Viktor Emil Frankl, criador da técnica, médico psiquiatra e neurologista austríaco, “logoterapia concentra-se no sentido da existência humana, bem como na busca da pessoa por este sentido”.

A psicóloga logoterapeuta, Daniela Coelho, concorda. Para ela, a logoterapia é uma abordagem psicológica centrada no sentido que possui caráter existencial, fenomenológico e humanista.

Viktor Emil Frankl, criador da Logoterapia.

A psicóloga Larissa Kremer revelou que muitos acreditam que a teoria que deu origem à logoterapia surgiu apenas após o período que Frankl passou nos campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial, mas não foi bem assim.

Na verdade, mesmo antes desse período, Frankl já falava sobre isso, especialmente ao abordar a questão do suicídio. Porém, foi após o retorno dos campos de concentração que a teoria do austríaco se tornou concreta, pois a experiência o fez vivenciar diversas coisas nas quais ele já acreditava, especialmente o sofrimento.

Por incentivar a busca de sentido, a logoterapia é recomendada para as pessoas que se deparam com um vazio existencial em suas vidas, e não importa a origem desta sensação. Daniela Coelho explica que este vazio pode estar relacionado à sofrimentos crônicos, medo diante da finitude da vida, entre outros aspectos.

Como a logoterapia funciona?

Segundo Daniela, esse tipo de terapia oferece suporte que leva ao surgimento de formas positivas de enfrentar o problema vivido. Desta forma, os pacientes podem se conscientizar de que, apesar das adversidades da vida, o sofrimento pode gerar crescimento, amadurecimento e novas posturas.

O papel do logoterapeuta neste sentido é explorar o passado, o presente e o futuro do paciente e seus possíveis valores por meio de técnicas como o diálogo socrático, um método antigo do campo da Filosofia que busca despertar a reflexão e a aquisição de um novo conhecimento por meio de perguntas simples. Isto visa ampliar o campo de visão do paciente para levá-lo à busca interior de sentido.

Algo muito interessante na logoterapia é o fato de que, por meio das próprias respostas durante o diálogo com o terapeuta, a pessoa consegue encontrar o seu caminho para uma mudança existencial e passa a não mais ser controlada pelos aspectos problemáticos que circundam a própria vida.

Daniela explica que a logoterapia considera que os determinismos não negam a liberdade ao ser humano, e sim exigem um posicionamento diante deles. Desta forma, ao invés das pessoas serem dominadas pelas condições da vida, são estas condições que devem ser submetidas às atitudes e decisões humanas.

Uma terapia vantajosa

Por auxiliar na busca por soluções relacionadas à perda do sentido da vida, a Logoterapia é muito vantajosa para os pacientes. Daniela Coelho afirma que esta terapia é um valioso meio para trabalhar questões relacionadas, inclusive, à prevenção e a pósvenção ao suicídio.

Isto representa algo muito importante para a sociedade, especialmente considerando que, segundo dados divulgados pela Organização Pan Americana da Saúde e Organização Mundial da Saúde, todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio.

Em comparação com outros tipos de terapia, a logoterapeuta Larissa Kremer afirma que a Logoterapia é mais rápida e prática, pois não foca apenas no passado, mas também no futuro, o que se encaixa perfeitamente ao cenário atual do mundo, onde o vazio existencial representa um grande problema.

Com essa técnica, os pacientes podem encontrar  novos caminhos para seguir durante a vida, com um sentido que leve à satisfação e à felicidade.

No Brasil, a logoterapia ainda está se tornando mais conhecida pelos pacientes, mas tem obtido grande êxito, especialmente no Sul e no Nordeste. Segundo Daniela Coelho,

“o número de logoterapeutas vem crescendo e isso vem sendo constatado através da ABLAE – Associação Brasileira de Logoterapia e Análise Existencial, como também o crescente surgimento de cursos de especializações em Logoterapia e realizações de diversos formatos de eventos logoterapêuticos realizados no Brasil.”

O valor da consulta é em torno de R$150,00, que é o valor mínimo estipulado pelo Conselho Federal de Psicologia. Mas, os valores podem variar de acordo com a região e as necessidades de cada paciente.

O livro Em Busca de Sentido, escrito por Viktor Frankl em 1946, é uma boa obra para quem deseja entender mais sobre o fundamento da logoterapia. Ele fala sobre as experiências de Frankl em um campo de concentração e sobre o método que ele utilizou para encontrar uma razão de viver, apresentando, na segunda parte da obra, os conceitos básicas da logoterapia.

Quem deseja obter os benefícios da logoterapia deve buscar, além de informações sobre o método terapêutico, o auxílio de um logoterapeuta confiável que possa desenvolver a terapia da maneira adequada. Desta forma, será bem mais fácil construir um futuro satisfatório e preencher o vazio com razões incríveis para viver.

Fonte(s): OPAS/OMS Brasil, Amazon, Agirtrês
Tati Santana
Baiana com muito dendê, estudou Marketing e Cinema, mas seu maior crush é escrever. Adora noites de lua cheia, papo esotérico e o jeitinho "rock'n roll meio nonsense" de levar a vida.

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui