Criaram um tecido que se regenera sozinho após ser furado
  • Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Setor Bugiganga

chevron_left
chevron_right

Criaram um tecido que se regenera sozinho após ser furado

Pode furar sua mochila, jaqueta e barraca a vontade.

Bia Lancha Publicado: 03/08/2018 12:21 | Atualizado: 03/08/2018 12:21

Se você acampa com frequência e já capas de chuva e barracas por conta de acidentes envolvendo furos indesejáveis, esse produto promete ser a solução.

Criaram um tecido que nem liga para os furos: ele mesmo se conserta. E em segundos!

Primeiro, o furo no tecido é feito:

Brainy Videos - Facebook, https://www.facebook.com/BrainyZone/videos/244143379526022/

E depois a mágica acontece:

Brainy Videos - Facebook, https://www.facebook.com/BrainyZone/videos/244143379526022/

Chocados? Nós também!

Mas como que isso funciona?

Esses tecidos que se regeneram utilizam nanotecnologia (segura a emoção, já vamos explicar melhor) e estão sendo comercializados pela Imperial Motion, loja estadunidense cheia de coisinhas para viajantes e aventureiros.

A ideia é que itens como barracas, mochilas, jaquetas (capa de chuva), rede ou outras peças não rasguem no meio do passeio.

Furou a roupa? É só dar uma esfregadinha.

Isso é possível graças a uma tecnologia chamada Nano Cure (em tradução livre, cura por nanotecologia). É como se o tecido fosse feito de vários hexágonos ultra resistentes, que tendem sempre a retornar ao mesmo lugar.

Quando um material “fura” o tecido, esses hexágonos se expandem naquele lugar, mas sem sofrer danos. Após a retirada do objeto que causou dano, rapidamente se fecham e fazem com que pareça que nada aconteceu.

Brainy Videos - Facebook, https://www.facebook.com/BrainyZone/videos/244143379526022/

Por isso que, só de passar o dedo, o furo sumiria. É como se ele agilizasse o processo dos buraquinhos voltarem pro lugar, por fricção e até pelo calor da pele.

O negócio fica um pouquinho mais difícil com cortes, já que esticariam esses hexágonos bem mais do que apenas um furo. Não é um tecido indestrutível, mas regenerativo.

A própria Imperial Motion pede para que os clientes não saiam cortando seus tecidos com tesouras ou facas. Mas, como sabe que ser humano é um bicho curioso, envia junto com cada produto um quadradinho de tecido, para que os testes sejam feitos ali.

Os produtos são vendidos com uma proteção de náilon, para serem à prova d’água, a fabricante promete que não pesa muito.

Uma mochila feita com essa tecnologia é vendida a 60 dólares (menos de 300 reais – sem contar frete). As jaquetas podem ser encontradas a uma média de 80 dólares (também menos de 300 reais – sem contar frente). Comparando com produtos similares, mas sem a nanotecnologia, nem é tão caro assim.

E a barraca infurável? Bom, ainda é só um protótipo. Os desenvolvedores lançaram uma campanha online para conseguir juntar o dinheiro necessário para sua criação.

Barraca, rede, mochila e capa de chuva.

Estamos na torcida para que, no futuro, as roupas sejam feitas com esse material ou algo semelhante. Os desastrados agradecem!

Bia Lancha
Jornalista, nerd, chocólatra, mãe de uma gata banguela e gamer viciadíssima. Se é pra falar sobre coisas engraçadas, teorias absurdas ou nerdices, tamo junto!

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui