• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right

O incrível conselho do criador de ‘Rick and Morty’ para lidar com a depressão abalou o Twitter

Dan Harmon conseguiu ser mais incrivel que sua série.

Lidar com a depressão é uma verdadeira batalha interior. Por sua complexidade, o tema é motivo de debate na internet, onde pipocam muitas informações e dicas sobre como combater esse mal – inclusive o SOS falou há pouco do assunto nessa matéria.

Eis que o criador da incrível série de animação, Rick and Morty, também se pronunciou a respeito, dando um conselho a uma fã e logo virou sensação.

A animação conta a história de um avô alcoólatra que, junto de seu neto adolescente, faz viagens interdimensionais, rendendo ótimas gargalhadas e muitas vezes explodindo nossa mente de uma maneira que jamais imaginaríamos um desenho animado seria capaz de fazer.

Logicamente, uma série tão legal só poderia ter saído de uma cabecinha aparentemente tão legal quanto. Pelo menos essa foi a impressão deixada por Dan Harmon, um dos criadores de “Rick and Morty”, quando um dos seus seguidores do Twitter lhe pediu um conselho sobre a depressão.

@danharmon você tem algum conselho para lidar com a depressão

Enquanto muitos esperavam uma resposta de humor ácido, característica presente em quase todos os diálogos da série, o criador publicou palavras encharcadas de sensibilidade, empatia e amor, transformando sua resposta no conselho mais lindo e poderoso dos últimos tempos.

 

[espacamento-de-seguranca]

 

– Primeiro: Admita e aceite que isso está acontecendo. A conscientização é tudo. Nos colocamos tanta pressão para nos sentirmos bem. Está tudo bem em sentir-se mal. Você pode ser boa nisso. Comunique-se. NÃO MANTENHA SEGREDO. Seja dona desse sentimento. Como se fosse dona de um chapéu ou de uma jaqueta. Seus sentimentos são reais.

– Segundo: tente lembrar-se repetidamente que os sentimentos são reais, mas que eles não são a realidade. Por exemplo: você pode sentir que a vida não significa nada. Sentimento verdadeiro. Sentimento importante. É VERDADE que você sinta isso, MAS… se a vida tem significado? Não somos nós quem sabemos disso. Fatos e sentimentos: iguais, mas diferentes.

– A coisa mais importante que posso te dizer é: por favor, não lide com isso sozinha. Existe uma mágica incrível e milagrosa de colocar seus sentimentos para fora. Até mesmo escrever “Eu quero morrer” em um pedaço de papel e queimá-lo faz você se sentir melhor do que pensar sobre isso sozinha. Colocar para fora é mágico.

– Os pensamentos ruins vão martelar na sua cabeça. Eles vão ficar distorcidos e amplificados. Quando você abre sua boca (ou um jornal anônimo ou blog ou caderno), esses pensamentos vão embora. Eles vão voltar, mas você tem que colocá-los para FORA. Expulse-os. Bata neles. Eu sei que você não quer, mas tente.

Rapidamente as palavras de Harmon tomaram conta do Twitter, deixando a autora da pergunta chocada com a profundidade e a disposição do artista em reservar um tempo de sua rotina para responder com tanto carinho e responsabilidade uma pergunta sobre essa doença séria, que já afeta 4,4% da população mundial e 5,8% dos brasileiros.

Com a repercussão, a mensagem acabou atingindo outras pessoas.

– Eu estava tendo um péssimo dia com minha depressão. Essas palavras me confortaram tanto. Obrigada por compartilhar sua sabedoria conquistada com muito esforço! (meu tipo favorito de sabedoria!)

– Obrigado por este debate. Já expliquei a tantas pessoas que consigo pensar racionalmente e entender que o que estou sentindo é uma reação química no meu cérebro, mas mesmo assim os sentimentos estão presentes e eu tenho que enfrentar essa tempestade. Fico feliz que não estou sozinho. Obrigado novamente.

– Dan… você me ajudou tanto agora, obrigado.

Portanto, se você também está passando por esse momento tão difícil, reflita sobre as palavras de Dan Harmon, desabafe, jogue esse sentimento para o mundo, não fique guardando.

E tenha a plena consciência que não é necessário passar por isso sozinho ou sozinha.

Procure o apoio de amigos e familiares e se por algum motivo eles não estiverem do seu lado, essas publicações de Harmon mostraram que ainda há esperança na rede e nela você poderá encontrar diversas pessoas ou grupos dispostos a conversar com você e te apoiar.

Fonte(s): Huffington Post, Huffpost Brasil
Redação - Almanaque SOS
Desvendando o dia a dia. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui