• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Crossfit Mental

chevron_left
chevron_right

Comprovado: Consumir álcool realmente ajuda a falar inglês ou outra língua estrangeira

Agora com aval da ciência. Mas não é para encher a cara, hein!

Se você anda arranhando alguma frase em língua estrangeira sem muito sucesso, talvez esteja na hora de abrir uma garrafa de vinho ou servir a si mesmo um copo de cerveja.

Isso mesmo. Segundo um estudo publicado no Journal of Psychopharmacology, o álcool melhora a nossa capacidade de falar um segundo idioma.

Mas, atenção: não é para encher a cara!

A pesquisa afirma que para melhorar o desempenho, basta uma pequena quantidade, já que o álcool interfere na nossa memória e atenção, prejudica algumas funções cognitivas e motoras, além de causar dependência. Mas, se usado com moderação, ele pode diminuir a inibição, aumentar a confiança em nós mesmos e reduzir a ansiedade social.

Muita gente já se sentiu menos hesitante para falar outra língua depois de um drink ou outro, por isso, a ideia desse efeito era popularmente aceita, mas não havia estudos ou base científica para prová-lo. Agora tem!

A análise foi feita por pesquisadores da Universidade de Liverpool e do King’s College, ambas no Reino Unido, e da Universidade de Maastricht, na Holanda. Eles convocaram um grupo de 50 alemães que aprenderam a falar holandês recentemente. Uma parte dos alunos recebeu bebida alcoólica e outra não, e todos eles passaram a conversar com holandeses que não sabiam quem havia ingerido a bebida.

A quantidade de bebida variava com base no peso da pessoa: para alguém pesando 50 quilos foi servido pouco menos de meio litro de cerveja. Seguindo uma série de critérios, os avaliadores consideraram que quem bebeu teve um resultado melhor na pronúncia do idioma.

Mas esse efeito não observado apenas no uso da linguagem. Na verdade, logo que ingerimos uma bebida alcoólica, ela age sobre dois neurotransmissores que interferem no comportamento humano: o ácido gama-aminobutírico (Gaba) e a serotonina.

O Gaba atua no controle da ansiedade e, em contato com o etanol, pode deixar as pessoas mais relaxadas e confortáveis para interagir em grupo. A serotonina, por sua vez é o neurotransmissor que regula o prazer e o humor. O álcool aumenta sua liberação, causando maior euforia.

Então, para quem anda estagnado no the book is on the table, talvez um pouco de “coragem líquida” vá bem. Mas lembre-se, moderação é palavra mais importante aqui. Beber muito, na verdade, pode deixar você falando algum idioma que não existe.

– Beba sempre com moderação.

Fonte(s): UOL
Julia De Cunto
Jornalista na era da pós-verdade, feminista, atriz dos maiores dramas da vida cotidiana.

Tá na rede!

Quero mais!

Veja mais artigos!

Em caso de chefe
clique aqui