• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Sinta-se Bem

Como se defender contra uma tentativa de estupro

Aprenda a executar golpes simples, porém extremamente efetivos!

A voz da mulher tem poder, desse modo, não seja polida ao alertar o agressor. Grite!

combate_estupro_sossolteiros

Infelizmente, a cultura do estupro ainda é uma constante em nossa sociedade, que continua a sentenciar a mulher como culpada, alegando que suas roupas, seu corpo e estilo de vida, incitam no homem um comportamento inumano.

E como a palavra “não” parece ser ininteligível ao violador, é preciso pará-lo de outra maneira. Foi essa a conclusão que um grupo de universitárias canadenses chegaram após um estudo sobre o fato.

A melhor maneira de conter um ataque é no emprego da força. Sendo assim, as meninas receberam um treinamento de resistência tática e conseguiram diminuir consideravelmente os casos de estupro no campus.

Pensando nisso, separamos alguns golpes básicos que qualquer mulher, independente de seu tamanho e força, poderá utilizar para se livrar do agressor. Vale ressaltar que nada disso deve ser usado em casos onde não exista violência, como assaltos. Muito menos ao ser rendida com arma!

***

1. Conhecendo os pontos fracos

ataque_sossolteiros

Mire nos olhos, nariz, pescoço, virilha, joelhos, canela e peito do pé. Ataque sempre nessas regiões.

Oldrow

2. Estrangulamento contra parede

combate_estupro_sossolteiros_02

Não há muitos segundos para reagir antes de começar a ficar sem ar e, neste caso, seu agressor está muito próximo a você; racionalmente, use seus braços e mãos, que estão livres, e golpeie-o forte e rapidamente nos pontos fracos que estão situados na região da cabeça e corra na direção oposta.

Outra opção é levar as duas pernas a frente, caindo no chão de maneira estratégica. Então basta acertar, com força, os testículos do agressor.

20092_999045316794785_1020052918908305210_n

 

3. Ataque por trás (bearhug – abraço de urso)

combate_estupro_sossolteiros_03

Ao ser agarrado por detrás, rapidamente, mova o quadril para a lateral, pois, criará um espaço para movimentar seu braço. Em seguida, golpeie com força a genitália e finalize o movimento apertando as bolas gônadas, para que o agressor possa ficar sem reação por mais tempo e você possa fugir.

 

4. Imobilização no chão

combate_estupro_sossolteiros_04

Quando o agressor estiver sobre você e a segurar seus braços, posicione suas pernas de forma que seus joelhos estejam flexionados e garanta que a sola dos seus pés toquem totalmente o chão; quando uma das mãos do agressor for em direção a sua genitália, empurre seu quadril com força para cima e fuja. Se possível, no momento em que a mão do agressor for em direção ao seu zíper, bata fortemente em seu rosto (lembrando-se dos pontos sensíveis).

 

A instrutora da arte marcial israelense Krav Magá, Zorica King (China), afirma que o tamanho da pessoa é indiferente; “ser menor não significa que você seja fraco”, completa dizendo que “nosso corpo é uma arma e devemos utilizá-lo para atingir os pontos mais sensíveis do oponente”.

 

Imagem de capa: djaenimcmusicdotcom

Fontes: Theglobeandmail | Lifehacker | Scmp | Wellwvu

Raphael Domingos
Acredita que o processo de autoconhecimento é o melhor trampolim para encontrar propósito de vida, o que gera significado para toda uma existência, incluindo o aperfeiçoamento de performance profissional. Também crê no poder do colaborativismo e no sistema de conhecimento compartilhado.

Em caso de chefe
clique aqui