• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Como fazer ‘refrigerante’ em casa utilizando frutas

E o melhor: os ingredientes para a receita são simples e baratos.

Daiane Oliveira Publicado: 25/05/2022 09:46 | Atualizado: 25/05/2022 09:49

Já pensou em fazer seu próprio refrigerante? Uma forma fácil de produzir uma bebida com gás, sabor limão, viralizou na internet e nós fomos testar!

 

Viral: receita caseira de “soda limonada” faz sucesso na internet

Que a gente adora receitas e experimentos caseiros todo mundo sabe. Mas algumas coisas chamam nossa atenção mais do que outras, não dá para negar.

Foi exatamente o caso de uma receita de refrigerante caseiro que viralizou nas redes sociais – só no TikTok foi assistida mais de 11 milhões de vezes. Compartilhado pelo perfil ‘De mãe pra filha’, o vídeo com o passo a passo do preparo ganhou o coração dos internautas e despertou o interesse de milhares de pessoas.

Não é para menos: afinal, Dona Edir, a simpática senhorinha do perfil, ensina a preparar um “refrigerante” caseiro com água, suco de limão e açúcar. A mistura descansa por 24 horas, então é envasada e depois de 4 dias se tem o resultado: uma bebida gaseificada que Edir chama de “refrigerante” caseiro.

Vale dizer que o resultado da receita, na verdade, não seria exatamente um refrigerante e sim uma bebida fermentada, parecida com a Spritzbier, uma não alcoólica de origem alemã.

Como dica boa é dica testada, fomos descobrir: Será que funciona?

 

Testando a receita de bebida fermentada sabor limão

Esta é uma receita bem simples, que utiliza apenas 3 ingredientes e, apesar de demandar um tempo considerável de repouso (5 dias no mínimo), sua execução é bastante fácil.

 

Ingredientes e materiais utilizados:

  • 12 litros de Água potável;

  • 300ml de suco de Limão Taiti;

  • Bagaço dos Limões espremidos;

  • 1,6Kg de Açúcar;

  • Bacia ou balde plástico que caiba toda a mistura;

  • Garrafas plásticas com tampa suficientes para armazenar 13L de liquido.

 

Em um recipiente plástico grande e limpo colocamos os 12L de água. Em seguida, acrescentamos o suco de limão e o açúcar, mexendo bem.

 

Depois, acrescentamos os limões espremidos à mistura (eles foram previamente higienizados).

 

O próximo passo foi fechar o recipiente com plástico filme – e ainda utilizamos fita adesiva para deixar tudo mais firme. Essa mistura repousou por 24 horas.

 

Depois de 24 horas, engarrafamos a bebida.

É importante não encher completamente, porque a bebida precisa de espaço para fermentar e gaseificar. Guardamos as garrafas em local sem incidência de luz (na despensa) por 4 dias.

 

Para saber se a bebida está pronta, o pulo do gato é notar se a garrafa está firme, ou seja, cheia de gás.

A orientação do vídeo original era deixar a bebida fermentando por 4 dias em local protegido de luz e com temperatura ambiente. Para potencializar o teste, depois de 3 dias na despensa, tiramos uma das garrafas e levamos à geladeira nas últimas 24 horas.

Ao final dos 4 dias, a garrafa que colocamos na geladeira estava durinha, mas quando abrimos, não tinha tanto gás e o gosto lembrava um pouco o antiácido Sonrisal. Não rolou.

 

Então, fomos abrir uma das garrafa que permaneceu na despensa. E aí, sim! Tinha bem mais gás e com um sabor muito bom!

 

Afinal, a receita de “refrigerante” caseiro funciona ou não?

Sim. A receita funciona muito bem.

Aqui vale mencionar que, quando fizemos a receita, deixamos algumas garrafas por cerca de 10 dias fechadas na despensa e elas ficaram ainda melhores. Vale dizer que depois de 1 semana descansando, colocar a bebida na geladeira um dia antes de consumir não prejudicou o resultado.

Alguns seguidores destacaram que já testaram a dica – inclusive deixando descansar por mais tempo.

É necessário deixar por mais tempo guardado em lugar escuro, onde não pegue luminosidade, aproximadamente uns 15 dias, pois foi pouco tempo para gaseificar. Por isso não teve o gás desejado, Fica a dica. Eu faço e é muito bom“, mencionou Renata Bonetti no Facebook.

Cuidado apenas para não deixar a bebida fermentada descansando tempo demais, pois com o tempo os micro-organismos transformam todo o açúcar em álcool, ou seja, ela pode acabar ficando alcoólica.

O resultado parece mais H2OH do que Soda, mas é gostoso. Apenas um detalhe: não é refrigerante.

 

Refrigerante ou bebida fermentada?

Segundo informações da ABIR (Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas), os refrigerantes são bebidas gaseificadas desenvolvidas a partir da invenção de uma tecnologia que permite a injeção de gás carbônico (CO2) na água. Este processo buscava reproduzir artificialmente as características das águas gaseificadas provenientes de fontes naturais.

A receita testada, apesar de também ser gaseificada, tem este gás resultante de um processo de fermentação natural. No início do texto, comparamos a bebida com a Spritzbier, justamente porque o processo de fabricação é o mesmo, a única diferença é que a receita original alemã leva gengibre em sua composição.

Um trabalho acadêmico apresentado no Congresso Brasileiro de Engenharia Química no ano de 2018 monitorou a produção da bebida fermentada Spritzbier (água, limão, açúcar e gengibre) e classificou a bebida como: fermentada, não alcoólica, de fácil reprodução doméstica e de baixo custo.

Apesar do processo de fermentação natural ser capaz de resultar em teor alcoólico, as amostras analisadas pelos pesquisadores possuíam percentual alcoólico entre 0,1 e 0,3g/L, quando, no Brasil, para uma bebida ser considerada alcoólica este número precisa ser superior a 0,5g/L. Aqui vale destacar que o experimento utilizou levedura no processo – o que agiliza a fermentação.

Nas redes sociais, nossos seguidores apontaram algumas hipóteses que podem interferir no resultado da receita; dentre elas a incorreta higienização dos utensílios, dos limões e até o tipo de água utilizada.

Vale ressaltar que se for água da pia, pode não dar certo porque a água pode ter resquícios de cloro, o que impede a fermentação“, alertou Edil Neto no TikTok.

O comentário de Edil tem fundamento. Quem faz pão caseiro, por exemplo, sabe que o ideal é evitar o uso de água da torneira, porque o cloro pode afetar negativamente a fermentação do pão. Isso vale para qualquer receita que precise de fermentação.

 

Como fazer em menores quantidades da bebida

Caso você queira testar a receita, mas não esteja a fim de preparar uma quantidade tão grande, basta fracionar os ingredientes em partes iguais. Abaixo, uma “colinha” com base na receita original, compartilhada por dona Edir:

  • Para 6 litros de água utilize 150ml de suco e 800g de açúcar;
  • Para 4 litros de água utilize 100ml de suco e 533g de açúcar;
  • Para 2 litros de água utilize 50ml de suco e 266g de açúcar.

 

Receita gourmetizada

A receita de dona Edir ganhou a internet chegou até o chef Bruno Salomão, do canal Cansei de ser chef. Em um vídeo de seu canal, Bruno menciona que testou a receita original, mas que para seu paladar, algumas coisas poderiam ser modificadas. Então, o chef resolveu adaptar.

A receita de Salomão leva os seguintes ingredientes: 1kg de açúcar, 9,5L de água mineral, 1/2 colher chá sal, casca de 9 limões taitis, casca de 9 limões sicilianos, 300ml de suco de limão siciliano, 200ml de suco de limão taiti e uma pitada de ácido cítrico.

O chef reforça muito a importância do cuidado com a higienização dos limões e dos utensílios utilizados, bem como a importância do uso de água mineral ou, na pior das hipóteses, de água bem fervida.

Ao contrário do vídeo original, a bebida fermentada de Bruno descansou por 6 dias e o mesmo afirma que, após refrigerada, ela pode ser armazenada por até 1 ano – isso porque, como vimos anteriormente, ao ir para a geladeira o processo de fermentação é interrompido.

 

O que você precisa saber sobre esta dica

  • O “refrigerante caseiro de limão” funciona – mas não é um refrigerante;
  • Seu sabor lembra bastante a bebida saborizada H2OH;
  • Quanto mais tempo ficar fermentando, mais gás (deixamos até 10 dias);
  • Se deixar fermentando tempo demais fora da geladeira, a bebida fica alcoólica.
  • Utilize água mineral, se possível, ou pelo menos ferva a água;
  • Higienize bem os limões e todos os utensílios utilizados no preparo.

Assista aqui nosso vídeo completo, com mais detalhes.

Fonte(s): Super Interessante, Bá Kombucha, Independente, Meu Pão Caseiro
Daiane Oliveira
Jornalista, artesã, feminista, acadêmica de Literatura e mãe. Discute religião, política, sexo, hábitos sustentáveis e amenidades. Não discute futebol porque não entende. Quem sabe um dia.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui