• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Como fazer Queijo ‘falso’: testamos a receita que rende 1 quilo

Testamos a receita de queijo caseiro que viralizou nas redes.

Bruno Oliveira Publicado: 21/09/2022 09:57 | Atualizado: 21/09/2022 10:01

Em tempos de queijo custando uma fortuna, a apresentadora Cleane Fontenele publicou um vídeo em suas redes sociais ensinando como fazer um pedaço de “queijo mussarela” de 1 quilo. O vídeo já bateu mais de 4 milhões de visualizações apenas no TikTok.

A receita consiste em fazer uma mistura de uma pequena quantidade de queijo mussarela em leite, amido de milho e manteiga. A influenciadora promete que esse é o “melhor queijo do mundo”.

Agora que a expectativa foi parar nas alturas, fica a dúvida: Será que funciona?

 

Teste: como fazer o queijo com amido de milho

Os ingredientes indicados no vídeo são:

  • 1 litro de leite integral

  • 200g de amido de milho

  • 200g de queijo mussarela

  • ½ colher (sopa) de sal

  • 200g de manteiga

Rendimento: 1 quilo (ou mais!) – a nossa rendeu 1,200kg

 

O primeiro passo foi colocar o leite e o amido no liquidificador e bater até dissolver bem. Se quiser, você também pode colocar o sal nessa etapa.

 

Em seguida, ligamos o fogo baixo, colocamos a mistura em uma panela, adicionamos o queijo e a margarina (apesar da receita original ser com manteiga) e continuamos mexendo durante 10 minutos até engrossar.

A própria Cleane Fontenele deu uma dica exclusiva pra gente: caso desejável, você também pode colocar queijo ralado para dar liga, ou até mesmo para substituir o mussarela.

 

Feito isso, deixamos esfriar por 1 hora. Na sequência, levamos para a geladeira por cerca de 30 minutos.

 

O queijo saiu da geladeira ainda um pouco quentinho mas com a consistência que a gente queria e o mais importante: pronto para ser devorado!

 

Resultado: o queijo de queijo é bom mesmo?

Resposta rápida: depende. Vai muito do gosto da pessoa.

Nosso editor adorou a receita, disse que o sabor realmente lembra mussarela. O maior dilema está na textura, que é mais gelatinosa que o queijo. Porém, com sanduíche ele nos explicou que engana super bem. O problema maior é a durabilidade, em 2 dias o queijo ficou seco e com um aspecto estranho. Mas ele tem salvação e vamos explicar mais à frente.

Val dizer que esse queijo NÃO DERRETE. Quando aquecido, no máximo, ele vira uma pastinha.

Embora o Dario tenha aprovado, essa não foi a reação mais comum entre as pessoas que testaram a receita e vieram conversar com a gente nas nossas redes sociais:

“Não sei porque o meu não deu certo, ficou igual a um mingau.”, conta Guilherme Farzat em nosso Instagram.

“Gente isso aí é exatamente o que a fábrica faz quando te vende o tal ‘alimento lácteo com queijo’ que custa metade do preço! 😂”, disse o Horta Jr. em nosso TikTok.

“O que eu fiz ficou parecendo mingau de maisena em pedaço.”, acrescenta Maria Corrêa em nossa página no Facebook.

De acordo com o Paulo Wesley, NEM O PROCON é a favor dessa receita. Ele conta história em seu comentário no nosso canal no Youtube:

“Aqui na minha cidade o PROCON fez até uma investigação nos estabelecimentos, porque andaram vendendo esse queijo fake.”

Apesar da aparente má fama, como dito antes, o nosso editor amou a versão, tanto que até publicou outro vídeo ensinando a empanar e fritar a iguaria.

 

Receita extra: queijo falso de amido empanado e frito

O pulo do gato é nada mais nada menos que empanar o queijo na farinha de trigo e em seguida fritá-lo! Primeiro nós cortamos o queijo em cubinhos iguais e os empanamos com farinha de trigo.

 

Por fim, colocamos óleo para esquentar e usamos a técnica da colher de pau para ver se ele estava quente o suficiente. Agora que o óleo está quente é só fritar os cubinhos empanados e o resultado fica inquestionavelmente delicioso (segundo o Dario e seus amigos).

 

Cuidados ao consumir amido de milho

Por mais que o amido de milho seja mais que um amigo para dar consistência nas receitas, o seu consumo irresponsável pode ser prejudicial para nossa saúde. Além do amido de milho ser rico em carboidratos e calorias, ele pode estar associado a alguns efeitos colaterais negativos como:

  • Aumento de níveis e açúcar no sangue: pelo seu alto índice glicêmico, que é uma medida de quanto o alimento pode afetar os níveis de açúcar no nosso sangue e também por ser pobre em fibras, nutriente importante para retardar a absorção dos açúcares na corrente sanguínea;
  • Pode prejudicar a saúde do coração: por ser considerado um carboidrato refinado, ultraprocessado, além de ter o índice glicêmico alto, o amido de pode estar associado a um maior risco de doença cardíaca;
  • Poucos nutrientes essenciais: apesar de trazer uma sensação de saciedade, é muito pobre em minerais, fibras, proteínas e vitaminas.

Vale ressaltar que isso não indica que você precisa eliminar o amido de milho das suas receitas, apenas evite consumi-lo em grandes quantidades ou fazer com que ele se torne o ingrediente principal da sua dieta.

Quer aprender mais sobre queijos? Confira o nosso artigo te ensinando a diferença entre os queijos minas, quark, cottage e ricota.

 

O que aprendemos com essa dica

  • É possível fazer muito “queijo” com pouco queijo;
  • Apesar de gostosa, a receita do queijo falso com amido não agrada a todos;
  • A versão empanada e frita é sucesso com todos;
  • É preciso evitar comer amido de milho em excesso.

Confira o vídeo do nosso teste na íntegra.

Fonte(s): USDA, MDPI, Healthline, PLOS ONE
Bruno Oliveira
Atleta virtual, jornalista, podcaster e gamer de esquerda nas horas vagas. Acredita piamente na capacidade do ser humano de ser melhor, sempre. Dog person e pernambucano, observa o mundo em camadas.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui