• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

30 Comidas bizarras que combinam muito, segundo a química

Se observar as moléculas dos alimentos, vai descobrir combinações deliciosamente possíveis.

Cleane Lima Publicado: 13/09/2021 12:27 | Atualizado: 13/09/2021 19:25

Quem diria que carne e chocolate combinam? Pois a química diria. Se observarmos as moléculas dos alimentos, vamos descobrir combinações deliciosamente possíveis e inusitadas. Veja alguns exemplos a seguir. 

 

Food Pairing

Food Pairing ou pareamento de alimentos é um método científico que identifica quais alimentos e bebidas combinam no nível molecular.

Ou seja, no pareamento de alimentos, são analisados os alimentos que possuem os mesmos componentes químicos. O método é baseado no princípio segundo qual os ingredientes combinam bem se possuírem componentes odoríferos parecidos.

É uma ótima ferramenta para profissionais de gastronomia inventarem pratos e receitas inusitadas. Além disso, com o método, é possível confirmar cientificamente as combinações tradicionais que já conhecemos, como o morango com chocolate.

Mas vamos para o que realmente importa. Selecionamos 30 dessas combinações bizarras que prometem ser deliciosas, segundo a química, é claro.

1. Abacate e chocolate

Abacate e o chocolate são uma combinação deliciosa segundo a química, pois ambos possuem em sua composição o componente 2-pentil furano pertencente à classe dos compostos heteroaromáticos. Inclusive, veganos costumam fazer brigadeiro utilizando justamente o abacate – e fica uma delícia!

 

2. Carne de gado e chocolate

O bife e o chocolate compartilham dois componentes: isopentanal e acetofenona. O primeiro é um composto orgânico de isovaleraldeído, conhecido também como 3-metilbutanal, enquanto que o segundo é uma cetona aromática.

 

3. Carne de gado e lagosta

Bife e lagosta compartilham 2,4 ditiapentano, um composto presente como componente aromático de algumas trufas e Hexanal, um composto utilizado na indústria.

 

4. Chocolate e pasta de amendoim

Convenhamos que chocolate é tudo de bom, com pasta de amendoim não tinha como dar errado. Inclusive essa combinação é facilmente encontrada no supermercado. Pois então, chocolate e pasta de amendoim combinam pois compartilham 1,2,4-trimetilbenzeno ou pseudocumeno, um composto classificado como hidrocarboneto aromático.

 

5. Caviar e chocolate

Mais uma de chocolate! Chocolate combina com caviar, pois ambos possuem um composto orgânico chamado trimetilamina. A trimetilamina é uma amina terciária que tem forte cheiro de peixe (caviar é o ovo do peixe).

 

6. Frango, banana e morangos

Os três alimentos compartilham dos componentes cis – 3 -Hexenal, conhecido mais como aldeído de folha, um composto aromático com cheiro forte de relva e folhas recém-cortadas e undecano que é um hidrocarburo saturado.

 

7. Alho e mel

Além das cervejas e dos vinhos, os amantes da bebida alcoólica podem encontrar álcool em alimentos como o alho e o mel. Isto porque, esses dois alimentos compartilham álcool alílico, que é um líquido incolor e solúvel em água.

 

8. Alho-poró e cacau

O alho-poro e o cacau compartilham trissulfeto de dimetila.

 

9. Alho e Maçã

Alho e maçã compartilham acetona ou propanona e anilina. A anilina possui um sabor aromático cítrico.

 

10. Maçã e caramelo

Opa! Para nós, brasileiros, essa não é uma combinação bizarra, até porque quem não conhece a famosa “maçã do amor”? Mas sabe porque essa combinação é tão gostosa?

A maçã e o caramelo possuem dois componentes iguais em sua composição: a vanilina e o furaneol ou furanona de morango. O primeiro sendo um aldeído fenólico e o segundo é um composto orgânico utilizado na indústria de perfumes e aromas.

 

11. Morango e cogumelos

O morango e o cogumelo compartilham butanoato de metila e nonanol. Butanoato de metila, vulgarmente conhecido como butirato de metila, é um éster que possui odor de fruta semelhante à maçã ou ao abacaxi, enquanto que o nonanol é um álcool primário saturado.

 

12. Morango e mostarda

Morango vai bem na salada, mostarda também… nisso, a gente já tem uma pista. Além do nonanol, o morango e a mostarda compartilham um composto utilizado na indústria de perfume, o 1-hexanol.

 

13. Alcachofra e iogurte

Os dois alimentos possuem em sua composição um composto orgânico heterocíclico aromático chamado de furfural, produzido do farelo de cereais e com odor semelhante a amêndoas e o composto orgânico 2,3-Butanodiona ou diacetil que possui um intenso sabor de manteiga.

 

14. Ostra com kiwi ou maracujá

Os três alimentos possuem em sua composição a Hexanoato de metila, um éster do ácido hexanóico do metanol usado muito na indústria de perfumaria e de alimentos como aroma. O abacaxi e o lúpulo também são uma boa combinação, pois também têm Hexanoato de metila.

 

15. Molho de peixe e caramelo

Essa combinação é muito comum em pratos asiáticos. Ambos os alimentos possuem diacetil e guaiacol. Sendo que o primeiro é um composto com gosto intenso de manteiga e o segundo é uma substância aromática e oleosa.

 

16. Carneiro e camarão

O camarão e carneiro compartilham 5-hidroxipentanóico que pertence a classe de compostos orgânicos, chamados de ácidos graxos hidroxilados e 2-metilpiridina.

 

17. Carneiro e hortelã

Ambos compartilham dois compostos ácidos carboxílicos: ácido heptanoico e lactona de ácido 5 hidroxidecanoico.

 

18. Carne de porco e baunilha

Ambos possuem vanilina, um aldeído fenólico bastante utilizado para a criação de aromas artificiais.

 

19. Couve e coco

Couve e coco compartilham acetilfurano, um composto utilizado na síntese de produtos químicos, além de ser usado na produção de antibiótico. Além disso, compartilha também tetradecanol.

 

20. Kiwi e coentro

Moqueca com kiwi, olha… parece interessante, hein? Ambos compartilham o composto 2 undecano, um hidrocarburo saturado.

 

21. Queijo Rochefort e Abacaxi

Vale dizer que aperitivo de abacaxi combina com qualquer queijo. O queijo rochefort e o abacaxi compartilham o ácido butanoico e 2-heptanona, sendo que a 2-heptanona possui um cheiro semelhante a banana.

 

22. Molho de soja e pêssego

Outra duplinha bastante comum em pratos orientais. Ambos compartilham benzoato de etila, formado pelo ácido benzoico e etanol por meio da condensação.

 

23. Melão e azeite

Outra fruta que vai bem na salada. O melão e o azeite têm em comum 2-nonenal, um componente fundamental no aroma da cerveja envelhecida e do trigo sarraceno.

 

24. Cenoura e café

Bolo de cenoura e café, imagina que delícia? Os dois alimentos compartilham 4 Vinil Guaiacol, um fenol aromático usado muito como aromatizante em alimentos e sene metil furfural, um composto análogo ao furfural.

 

25. Alface e mostarda

Essa é bem conhecida de quem ama usar molhos em saladas. Eles compartilham tridecano (n-tridecano). Pode parecer estranho, mas o tridecano só tem valor ao ser usado como componente de combustíveis e solventes.

 

26. Cerveja e espargos

Molhos que levam cerveja são uma delícia, fica a dica! A cerveja combina com espargos por compartilharem o 2-metoxi-4-vinilfenol, um composto utilizado como agente aromático e octenol, mais conhecido como álcool de cogumelos.

 

27. Cerveja e carne de gado

Uma combinação sem erros, diz aí! Segundo a química compartilham limoneno, uma substância orgânica presente em frutas cítricas, pois é essa substância que dar o cheiro específico dessas frutas, e naftaleno (naftalina), um hidrocarboneto aromático.

 

28. Cerveja e peixe

Que adulto nunca tomou aquele gelada com peixe frito? Para a química, eles combinam por terem em comum pirrolidina e ácido fórmico. Inclusive já ensinamos uma receita de peixe empanado com cerveja.

 

29. Whisky e kiwi

Whisky e kiwi compartilham butanoato de etila, um éster que possui cheiro de abacaxi e estireno, um hidrocarboneto aromatizante.

 

30. Gin e alcachofra de Jerusalém

Beber gin com alcachofra de Jerusalém combinam por compartilharem beta farneseno, um alceno com cheiro de maçã verde e a substância orgânica piridina.

 

Outras combinações inusitadas de sabores

Você já observou que quando sentimos o cheiro desagradável de algum alimento, mesmo que esteja comestível, você não consegue ingeri-lo? Ou mesmo quando é um alimento que você não gosta, mas tem vontade de comer por ter um cheiro agradável?

Isto ocorre porque o sabor dos alimentos é uma combinação de paladar e olfato, sendo que apenas 20% da experiência degustativa provém do paladar e 80% vem do cheiro ou aroma.

Um exemplo disso, é o caso da perda do sabor dos alimentos por pessoas que foram infectadas pelo Covid-19, um vírus que causa distúrbio olfativo.

Dessa forma, quando falamos de combinações de alimentos, também podemos analisar diretamente as especificidades sensoriais do nosso corpo, como temperatura e textura.

Combinações que se completam

Veja abaixo algumas dessas combinações que se completam por outros fatores:

  • Nutella e batata frita: o sal da batata intensifica e realça o sabor doce da nutella. O mesmo ocorre quando colocamos um pouco de sal no achocolatado.
  • Pimenta em pó com frutas: a pimenta aumenta a doçura da fruta. Pode ser feito com várias frutas, como melão, mamão, laranja, coco, abacaxi, melancia e manga. Por exemplo: banana com pimenta japaleno.
  • Abacaxi e queijo azul: os compostos dessa combinação intensificam os sabores de ambos. Sendo que o doce do abacaxi é complementado pela acidez do queijo.
  • Sorvete e batata frita: combinação de doce e salgado, que mistura o calor da batata frita fresca e o frio do sorvete.
  • Melancia e sal: o sal intensifica o sabor natural da fruta, além de tornar a melancia menos amarga.
  • Manteiga de amendoim e bacon: nessa combinação a crocância do bacon junto com a suavidade pastosa da manteiga de amendoim aumentam o sabor de ambos e torna uma combinação ótima de sabores.
  • Melancia e queijo feta: a textura do queijo adiciona mais sabor a melancia. Por exemplo, em uma salada de melancia.
  • Maçã verde e salsa: o azedo da maçã é ótimo com molhos picantes, assim como a combinação de temperatura, como a maçã com o calor de um molho de salsa.
  • Manteiga de amendoim e hambúrguer: combinação salgada e salgada. A manteiga de amendoim derretida deixará a carne do hambúrguer mais suculenta.

Fonte(s): Foodtutor, Eat this, Ktchnrebel, Basic knowledge, The kitchn, Khymos, Food pairing, Heleninhas Kitchen, Comidas e receitas, The Fork manager
Cleane Lima
Jornalista e redatora que gosta muito de ficar em casa lendo, assistindo, escrevendo, e claro, comendo. Apaixonada por romances de época, gatos, doces (em especial, o chocolate) e Harry Potter (livro e filme). "Palavras na minha não tão humilde opinião são nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui