• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Sinta-se Bem

Cílios postiços por “dentro dos olhos”: uma tendência perigosa

A técnica sucesso nas redes sociais promete cílios volumosos de maneira natural.

Ana Cláudia Oliveira Publicado: 03/03/2021 11:26 | Atualizado: 03/03/2021 23:12

A nova moda na internet é usar cílios postiços por “dentro dos olhos”. A técnica promete um olhar muito mais natural, com bastante volume. Oftalmologistas não aprovam esse método. Entenda a seguir.

 

Cílios longos, belos e naturais é desejo de muita gente. Por conta disso, a nova moda na internet é usar cílios postiços por “dentro dos olhos”. Essa técnica garante efeito natural, ao mesmo tempo que deixa a pessoa mais com cílios grandes.

Apesar do termo “cílios postiços por dentro dos olhos” ser amplamente difundido na internet, não devemos entendê-lo de forma literal – os cílios ficariam, especificamente, na área interna das pálpebras, exatamente abaixo dos cílios naturais.

Mas será que essa técnica é segura e não oferece nenhum tipo de risco à saúde dos olhos? Para tirar todas as dúvidas, conversei com duas médicas especialistas em olhos – e elas não aprovaram o método.

 

Oftalmologistas: “podem ocorrer inflamações na córnea”

Segundo a Dra. Manuela Bonfim, médica Oftalmologista especialista em Córnea e Doenças Externas, da Oftalmoclin Salvador e região metropolitana no estado da Bahia, essa prática é arriscada se a pessoa não é profissional na área, pois os cílios podem se soltar dentro dos olhos.

“Se feita por pessoas com muita experiência em maquiagem, é possível que se utilize pouco produto para aderir os cílios postiços aos cílios naturais e o contato com a cola não aconteça. Entretanto, o risco é muito grande”, conclui a médica que, por cuidado, não recomenda.

Já a Dra Márcia Ishiwaki, que atende na Clínica Colin, em Salvador – BA, também oftalmologista, alerta para outro detalhe importante, pessoas que tem alergia à cola ou ao material dos cílios precisam ter atenção ainda maior.

Em artigo publicado em seu blog, a oftalmologista Dra. Carolina Brandão diz, inclusive, que é possível ocorrer inflamações na córnea:

“Ao utilizar cílios sintéticos é importante ter bastante atenção para que a cola não caia dentro dos olhos, pois devido aos efeitos tóxicos, podem ocorrer inflamações na córnea como a “ceratite”, uma inflamação que é provocada por elementos químicos encontrados na cola e age como uma “queimadura química”, que pode provocar a redução da visão em casos mais graves.”

Ou seja, se usar os cílios postiços exige alguns cuidados, no caso dessa técnica é ainda mais importante estar alerta.

 

Usar cílios postiços pode cegar?

Instantaneamente, não. Mas as complicações são incômodas. O mau uso dos cílios postiços pode trazer diversas doenças por conta das possíveis infecções. As oftalmologistas consultadas citaram algumas:

  • infecções diversas no olho e na região (como a ceratite);
  • perfuração ocular;
  • queimaduras nos olhos;
  • pelos podem crescer para dentro, se voltando para a parte ocular;
  • queda completa dos pelos.

Portanto, muito cuidado na hora de testar as novidades da internet.

 

Passou cola, botou os cílios e deu ruim?

Ishiwaki recomenda que você retire tudo, lave bem com água corrente e shampoo neutro infantil. Caso haja incômodos que nem lavando resolva, procure um oftalmologista imediatamente.

 

Como ter cílios grandes de forma segura

Existe uma opção para isso: alongamento fio a fio. O lado bom desse procedimento é que ele é feito por profissionais, e não você mesma.

Evidentemente, as especialistas alertam para que se procure um profissional conceituado na hora de fazer esse tipo de procedimento, afinal o risco de alergias e infecções existem e, por isso, exige conhecimento técnico.

“O alongamento fio a fio é uma técnica mais tradicional para quem deseja cílios mais volumosos, mas também tem riscos inerentes ao procedimento, por utilizar cola. Da mesma forma que na aplicação dos postiços, pode predispor a alergias e infecções”, alerta Manuela Bonfim.

Resumindo: muito cuidado na hora de seguir invenções da internet e sempre busque por profissionais habilitados. No caso de qualquer reação adversa procure um bom oftalmologista, não faça automedicação e seja feliz.

 

ATUALIZAÇÃO:

Devido imprecisão no texto, ajustamos a informação: “apesar desse termo ser difundido na internet, não devemos entendê-lo de forma literal – os cílios ficariam, especificamente, na área interna das pálpebras, exatamente abaixo dos cílios naturais”.

 

Ana Cláudia Oliveira
Jornalista soteropolitana que ama escrever, conversar e descobrir novidades aleatórias. Apaixonada por doces e pelo Esporte Clube Bahia (apesar dele aparentemente não ligar muito para isso). Tem riso frouxo e humor sensível para piadas bobas. Obrigada por ter lido o texto e essa bio, até a próxima <3

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui