• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right

A Ciência revelou os 10 motivos para você estar sempre com fome

Na verdade, você pode estar com sede.

Se você é daqueles que já almoça pensando no que vai jantar e está sempre beliscando alguma coisa, parece que a ciência sabe o real motivo disso tudo.

Eu amo comida mais do que eu amo gente.

O site Motto, dos mesmos editores da revista Time, divulgou uma lista, desenvolvida pela especialista em nutrição Olivia Tarantino, com 10 motivos que explicam por que estamos sempre com fome. Pega uma coisinha para beliscar durante a leitura e saca só!

***

1. Você come muitos carboidratos simples

Se a tua dieta inclui cereais açucarados, pizza, pães brancos, arroz e massa é bom saber que você está se enchendo de carboidratos refinados deficientes em nutrientes, revela a especialista.

Esse tipo de carboidrato queima muito rápido no corpo, o que aumenta rapidamente o nível de açúcar no sangue e, em seguida, ocorre uma baixa. Esse baixo nível de glicose é o que dá mais vontade de comer carboidratos de novo, declara a profissional.

A gente super devia se pegar agora

 

2. Na verdade, você está com sede

Um estudo do jornal Physiology & Behavior mostrou que as pessoas respondem à sede inapropriadamente, comendo em vez de beber água, 60% das vezes. Isso ocorre porque o hipotálamo é responsável por regular tanto a fome quanto a sede e pode confundir os sinais.

 

3. Você come vendo TV

Um novo estudo publicado no jornal Food Quality and Preference testou como a nossa percepção do som do ato de comer afeta nossos hábitos alimentares.

A pesquisa colocou dois grupos comendo alimentos crocantes, um com fones de ouvido e o outro sem. O resultado foi que os participantes que não se ouviram mastigando comeram mais do que os outros.

 

4. Você está sempre estressado

A curto prazo, o estresse aumenta a produção do hormônio da adrenalina que tira a fome. Mas se o fator persiste, as glândulas adrenais produzem um hormônio diferente, o cortisol, que ativam os seus hormônios da fome, revela a especialista.

 

5. Você não está dormindo o suficiente

Jay Cardiello, expert em nutrição, explica à publicação que os níveis de leptina (o hormônio que fala para o seu corpo: “estou satisfeito”) caem quando não dormimos bem, o que aumenta o nosso apetite.

Além disso, Seth Santoro, conselheiro de saúde holística, afirma que dormir mal faz com que o corpo queime menos calorias, cause uma falha no controle do apetite e aumente os níveis de cortisol.

 

6. Você come errado, mesmo achando que é o certo

São os nutrientes que satisfazem a fome e não a quantidade de calorias, revela a especialista.

Segundo Tarantino, infelizmente a maioria dos lanchinhos de 100 calorias, como barrinhas de cereal, são feitos de carboidratos simples. Esse tipo de alimento enche o corpo com calorias rápidas e nutrientes deficientes, fazendo com que você queira mais comida.

 

7. Você come muito rápido

A grelina, também conhecida como o hormônio da fome, demora entre 20 e 30 minutos para chegar ao cérebro, de acordo com a declaração da médica Cara Stewart. Então, se você come muito rápido, o seu corpo demora para perceber que a fome já foi saciada.

Nesse caso, é bem possível que você coma mais do que precisa.

 

8. O Instagram está cheio de fotos de comida

Entrar nas redes sociais é um convite à gula. Uma publicação do jornal Brain and Cognition descobriu que quando vemos food porn, aquelas fotos de gulodices apetitosíssimas, nossos desejos por comida são aumentados por um canal neural. É uma resposta física para a chamada “fome visual”.

Além disso, a concentração de grelina no corpo aumenta em resposta a essas imagens.

 

9. Você toma bebidas diet

O refrigerante é o alimento mais açucarado que uma pessoa pode consumir, independentemente de ser diet ou normal, garante a publicação. Produtos adoçados artificialmente ou alternativas ao açúcar, como aspartame e sucralose, podem aumentar o seu apetite ainda mais do que o próprio açúcar, revela Olivia Tarantino.

Um estudo do British Journal of Nutrition indicou que enquanto os refris normais aumentam a saciedade e diminuem o hormônio da fome, os adoçados artificialmente não afetam de maneira nenhuma a saciedade.

 

10. Você pula refeições

Segundo a especialista em nutrição que desenvolveu a lista, não comer alguma refeição faz você estar com mais fome na próxima. Quando você não come, o seu corpo pode esgotar o armazenamento de glicose no sangue, o que promove um aumento no hormônio da fome e aumenta o seu apetite, revela a profissional.

Fonte(s): Motto, Revista Saúde
Gabriela Roman
Roteirista, viajante profissional e amante da internet e das zueiras que vêm com ela.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui