• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato

Comes & Bebes

chevron_left
chevron_right

Por que o chocolate em cascata não endurece?

Pode comer? Pode. Mas com muita moderação!

Gabriela Cunha Publicado: 14/10/2020 11:13 | Atualizado: 14/10/2020 11:56

Chocolate, de qualquer jeito é bom. Aquelas cascatas de chocolate são realmente convidativas. Mas tem um porém. Precisamos falar sobre o motivo da fonte de chocolate ficar brilhante e líquida mesmo em temperatura ambiente.

 

Chocolate, como não amar? São tantas variedades dessa delícia! Mas hoje vamos falar das cascatas de chocolate. Aquelas que ficam nos convidando nas vitrines de docerias Brasil afora.

Isso porque um vídeo viral do TikTok, retirado de uma reportagem da TV, nos deixou bastante intrigados. Sem querer, eles revelaram qual é o truque por trás da magia.

Para quem não sabia, como eu, aquela deliciosa fonte de chocolate só fica brilhante e líquida em temperatura ambiente por um motivo: óleo de cozinha!

Se você também não sabia desse ingrediente secreto, vamos descobrir o motivo de colocarem óleo na fonte de chocolate e se, mesmo assim, podemos consumi-la.

 

Cascata de chocolate e o uso de óleo vegetal

Para fazer uma cascata de chocolate, o doce deve ser derretido e para que fique bem líquido, não endureça e que consiga passar pela máquina da fonte, são misturados óleos vegetais comuns, como o de girassol ou até mesmo o polêmico óleo de canola.

“Usamos o óleo para que o chocolate fique fluído o suficiente e escorra por toda a cascata. A quantidade de óleo que é usado nas cascatas é em torno de 10% e dependerá do tipo chocolate usado.

Se for colocado muito ou nenhuma quantidade de óleo, o chocolate pode não escorrer pela cascata. É preciso encontrar um equilíbrio”, explica Mirian Rocha, chef especialista em chocolate.

Inclusive, algumas marcas das máquinas já indicam em seus manuais de instruções o uso do óleo na receita:

Receitas no manual de instruções da fonte de chocolate FN-01, da Mondial.

Vale dizer que no vídeo citado no início desse artigo, o chef usa um óleo com embalagem roxa. Essa cor normalmente é utilizada, justamente, em óleos de canola.

Esse produto não é uma planta como o girassol ou o milho, é uma sigla para o nome comercial “CANadian Oil Low Acid”. O problema vai além disso. Durante o cozimento, esse óleo libera compostos tóxicos que podem ter efeitos extremamente prejudiciais à saúde.

 

Consumir esse chocolate cheio de óleo faz mal?

A nutricionista funcional, Rafaela Kherlakian alerta:

“O consumo desses óleos não são benéficos à saúde, pois são óleos de pouca qualidade e pouca nutrição”.

A especialista revela que existem outros óleos que podemos utilizar:

“Alguns óleos são poucos conhecidos, mas têm inúmeros benefícios e são ricos em gorduras boas, como o óleo de coco, óleo de abacate, óleo de gergelim, óleo da semente do maracujá, entre outros.

Esses vão trazer benefícios para a saúde de forma geral, assim conseguiremos um produto muito mais saudável, não usando uma fonte de óleo ruim”.

Ou seja, tá liberado. Pode comer.

Mas, por não sabermos a procedência dos óleos utilizados nas receitas, o ideal é consumir o chocolate em cascata com muita moderação.

Fonte(s): EHow Brasil, Wikihow, Eletrodomésticos Mondial, Loja Guadaim, Lilico's Festa Decoração – Youtube, Mirian Rocha, Rafaela Kherlakian
Gabriela Cunha
Gabriela que não gosta nem de cravo e nem de canela. Jornalista, sagitariana, desastrada e tagarela! Ama uns comes e bebes haha (me chamem!). Apaixonada por São Paulo, mas querendo conhecer o mundo.

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui