• Colabore!
  • Sobre nós
  • Contato
  • Anuncie

Atitude Coletiva

chevron_left
chevron_right

Campanha Mundial promove beijaço virtual para combater o preconceito na Rússia

Em resposta aos crimes bárbaros, veja como fazer sua parte.

Como vem sendo noticiado, os direitos LGBTQ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e queers) e a liberdade de expressão na Rússia estão sendo engolidos. Mas se lá eles não podem protestar, aqui nós podemos.

Recentemente uma campanha mundial tem tomado força, sugerindo um beijaço virtual como arma para lutar contra a repressão, principalmente pela população LGBTQ no país.

A campanha Kremlin Kiss-In (beijo em Kremlin), lançada pelo [SSEX BBOX], um projeto de justiça social focado nos LGBTQ do Brasil e do Mundo, ganhou a hashtag #Kiss4LGBTQrights (algo como “beije pelos direitos LGBTQ”) pedindo aos ativistas que publiquem em suas redes sociais fotos de beijos e marquem a geolocalização da imagem como Kremlin de Moscou, a sede do governo russo.

Assim, em uma simples busca virtual sobre a região, as imagens relacionadas serão exatamente aquilo que o governo mais quer impedir: o amor.

Além dos ativistas, diversas celebridades, principalmente as brasileiras, estão abraçando a ideia e publicando suas fotos de beijos marcando o Kremlin na imagem. Essa foi a maneira encontrada para dar um “chega pra lá na homofobia”, que assim como no nosso país, tem feito milhares de vítimas, muitas delas fatais.

Para fazer a sua parte, basta publicar uma foto beijando quem você quiser, digitar “Kremlin” na localização e usar a hashtag #Kiss4LGBTQrights. Se falam que o ódio não tem fronteiras, espere até ver onde o amor pode chegar.

Veja abaixo o vídeo com a explicação da campanha.

#NãoSilencieOAmor #lgbt #lgbtq #kiss4lgbtqrights #DiaDoSilêncio

Uma publicação compartilhada por Alexandre Herchcovitch (@alexandreherchcovitch) em

Amores, é o seguinte, hoje é #DiaDoSilêncio, mas aqui nas redes nós vamos fazer muito barulho e chamar a atenção para uma coisa absurdamente desumana que acontece na Rússia. Vocês sabiam que lá a homossexualidade é crime? Que há denúncias de campos de concentração para gays, iguais os da época do nazismo? Então cata seu boy, cata sua mina, não importa, mas hoje é dia de manifestar seu apoio a um lugar onde as manifestações foram proibidas por lei. Vamos apoiar toda comunidade LGBTQ que sofre apenas por ser quem é. Poste uma foto beijando seu parceiro ou sua parceira, marque a localização “Kremlim”, em Moscow, use a tag #Kiss4LGBTQRights e #NãoSilencieOAmor e ame, seja feliz, não existe coisa melhor. Esses na foto que postei são meus amigos há 20 anos e postar seu amor hoje foi a forma que eu encontrei de demonstrar que não se trata só de se colocar no lugar do outro. A tal da empatia, que tanto exaltamos. Trata-se de zelar pelo amor de quem a gente ama também. Por um mundo que os acolha sem restrições. Amo vocês amores! #NaoSilencieOAmor

Uma publicação compartilhada por Monica Martelli (@monicamartelli) em

Fonte(s): SSEXBBOX, Superpride, Buzzfeed, Youtube - SSEXBOX
Redação - Almanaque SOS
Sempre tem jeito. Acompanhe o SOS também pelo Facebook, Instagram e Twitter

Tá na rede!

Em caso de chefe
clique aqui